conecte-se conosco


Esportes

Xadrez vira prioridade de investimento esportivo para o governo federal

Publicado


O governo federal anunciou investimento no xadrez
Reprodução/ Governo do Estado de S. Paulo

O governo federal anunciou investimento no xadrez

O xadrez será um esporte que ganhará investimento especial do governo federal nos próximos anos. O anúncio foi feito na noite desta quinta-feira (10) pelo ministro da Cidadania, Osmar Terra, durante a abertura do Aberto do Brasil Terra Viva, em Brasília.

Leia também: Série documental sobre vida de Serena Williams estreia na HBO segunda-feira

Classificado como esporte da mente, o jogo de xadrez está presente no Brasil desde a década de 1920 e a Confederação Brasileira de Xadrez é a responsável por regulamentar o investimento em campeonatos oficiais e amadores do país.

Durante o evento, o ministro Osmar Terra exaltou os benefícios de jogar xadrez e salientou que o governo aumentará o suporte financeiro no esporte. “O xadrez vai entrar para a prioridade dos esportes brasileiros. Vai ter aporte de recursos públicos”.

E completou. “É um esporte que desenvolve habilidades matemáticas, aprimora o raciocínio lógico, auxilia a pessoa a prever acontecimentos e ter a soluções para problemas. É completo nesse aspecto, porque também ajuda na formação de disciplina, na focalização”, disse Terra.

Leia mais:  Lesão de astro do basquete faz Nike perder cerca de R$ 4 bilhões; entenda

No Campeonato Brasileiro de Xadrez, realizado desde 1927, a paulista Juliana Terao é tricampeã. A nível internacional, o Brasil não conta com nenhuma mestre de xadrez entre os 100 maiores do ranking da FIDE – Federação Internacional de Xadrez.

Leia também:  Com 16 anos, joia da base do Santos assina primeiro contrato com o clube

A ideia é incentivar as competições nas escolas, nos municípios e nos estados do Brasil. O futuro secretário especial dos Esportes , Marco Aurélio Vieira, também comentou sobre os novos rumos do esporte brasileiro.

“Nossa ideia é fazer uma revisão do planejamento estratégico para incluir esportes que não vinham tendo a devida atenção dos brasileiros, notadamente os da mente, os eletrônicos e os radicais. O foco vai ser um equilíbrio entre o que é esporte de alto nível e o que é educacional e de lazer”, comentou o secretário.

São considerados jogos da mente o xadrez, o bridfge, damas, go e pôquer. Essas modalidades tem um campeonato próprio, os Jogos Mundiais de Esportes Mentais, que teve sua primeira edição em 2008.

Leia mais:  Lucas Moura comemora classificação do Tottenham: “Gol de maior peso na Europa”

Já os esportes eletrônicos, conhecido também como E-sports tem crescido no Brasil nos últimos anos. Com competições transmitidas pelos canais a cabo e em grandes ginásios, as premiações das competições de esportes eletrônicos já chegaram na casa dos milhões.

Leia também:  Vaticano cria equipe de atletismo e sonha em participar das Olimpíadas

O que você espera sobre o investimento do Governo Federal em jogos da mente, como o xadrez?

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Governo do Rio de Janeiro anuncia encerramento da concessão do Maracanã

Publicado

por


Maracanã (Brasil)
Divulgação

Maracanã (Brasil)

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, anunciou nesta segunda-feira (18) o rompimento do contrato de concessão do Maracanã com a Odebrecht, devolvendo a administração do estádio para as mãos do governo estadual.

Leia também: Estádio no Iraque tem superlotação e dezenas ficam feridos, diz imprensa local

“Estamos retomando o Maracanã , sem qualquer prejuízo das partidas de futebol ou aos clubes. Vamos nos próximos 30 dias ter uma intervenção no Maracanã, por meio da secretaria e da suderj, com uma comissão que estou constituindo, para fazer uma retomada. Estaremos modulando uma permissão de uso até que façamos então uma nova concessão por meio de parceria público privada”, anunciou Witzel .

O governador ressaltou ainda que, acordos entre a empresa e os clubes não serão considerados pela administração do estádio.

“Se a concessionária mantinha contrato com os clubes, esses contratos não tem efeito em relação ao estádio. Vou conversar com os clubes para que não aconteça o que houve no Fluminense x Vasco. Ficamos esperando a Justiça decidir com 30 mil querendo entrar, e a polícia no meio dessa história”, explicou o governador.

Leia mais:  TJ-SP suspende penhora de taça do Mundial de Clubes do Corinthians

Leia também: Jogo feminino entre Atlético de Madri e Barça registra novo recorde de público

Witzel citou também as condenações da empreiteira na operação Lava-Jato como uma das razões para o encerramento da concessão.

“Manter uma empresa que foi condenada pela Justiça em primeira instância, ainda mais com descumprimento de contrato, não dá para manter, ainda mais com dívida”, disse.

O governador garantiu também que o estádio segue como uma das sedes da Copa América, que será realizada em junho no Brasil.

Leia também: Conmebol anuncia sedes da Copa América no Brasil; Morumbi recebe a abertura

“Na Copa América, os jogos vão acontecer com o Maracanã . Sem o maior problema. Já conversei com o presidente da Conmebol, mantenho contato, nada disso vai sofrer prejuízo. Estamos recuperando o estado do Rio. Estamos pagando salários em dia”, garantiu Witzel.

Leia mais:  Marcelo nega proposta da Juventus e discute com jornalista após vitória do Real

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana