conecte-se conosco


Cidades

WhatsApp Web em inglês: app muda idioma e usuários reclamam

Publicado

O WhatsApp Web amanheceu em inglês para alguns usuários brasileiros nesta sexta (22). De acordo com relatos no Twitter e buscas no Google Trends (ferramenta do Google de monitoramento de pesquisas), a versão para PC do mensageiro mudou sozinha de idioma.

Aparentemente, o bug afeta tanto pessoas que têm a edição beta quanto estável do aplicativo instalada no celular, independente do sistema operacional (Android ou iOS). Não é possível colocar o WhatsApp Web em português manualmente — o idioma do mensageiro costuma ser configurado automaticamente pela localização do usuário.

Procurado pelo TechTudo, o WhatsApp não forneceu posicionamento oficial, mas declarou que está investigando e suspeita de que se trata de um erro temporário provocado por alguma atualização do aplicativo.

A partir das 8h de hoje, o Google Trends registra um aumento repentino nas buscas pelo termo “whatsapp web em inglês”. A pesquisa “Como colocar o WhatsApp Web em português” também apresenta grande índice de interesse, o que mostra uma tentativa dos usuários de consertar o bug. Entretanto, a versão web do mensageiro não tem uma função nativa para configuração de idioma.

Leia mais:  Seis parlamentares de MT disputam prêmio nacional

O usuário pode recorrer a alguns truques para tentar mudar o idioma do WhatsApp Web para português. Algumas opções são verificar se há atualizações disponíveis para o aplicativo, sair da conta no PC e logar novamente ou conferir se a localização do celular está correta. Outra alternativa é verificar se o aplicativo para celular está no idioma certo.

Desde o surgimento do bug, diversos usuários foram ao Twitter reclamar do erro.

A mudança de idioma não é a única alteração repentina sofrida pelo WhatsApp nessa semana: o app para celular Android alterou, na terça-feira (19), a grafia da palavra “online” para “on-line”, o que também desagradou muitos usuários.

Do TechTudo

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Servidor deixar cargo até 15 de agosto para se candidatar

Publicado

por

A Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) alerta os servidores públicos estaduais que forem se candidatar a cargo eletivo em 2020, sobre os prazos para a desincompatibilização do cargo por meio da Licença para a Atividade Política. Os servidores efetivos (estatutários ou não), comissionados e contratados têm até o dia 15 de agosto para se afastar. O pedido deve ser feito por formulário específico disponível no site da Seplag.

A desincompatibilização representa o afastamento obrigatório de cargo público e é requisito legal para que os agentes da administração direta e indireta possam se tornar elegíveis. A medida busca assegurar a igualdade dos candidatos na disputa.

Em razão da pandemia da Covid-19 foi estabelecido o adiamento das eleições municipais e os respectivos prazos eleitorais, passando a data de realização do 1º turno para o dia 15 de novembro de 2020 e onde houver 2º turno será no dia 29 de novembro de 2020. A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (03.07), por meio da Emenda Constitucional n° 107/2020.

Leia mais:  Após representação de Bussiki, secretário devolve R$ 31 mil recebidos irregularmente

Algumas das regras para os agentes públicos estaduais que se afastam a fim de disputar mandatos eletivos estão estabelecidas no Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Estado de Mato Grosso (Lei Complementar n. 04/1990), na lei federal que regula a desincompatibilização (Lei Complementar n. 64/1990) e na Lei Eleitoral (Lei n. 9.504/1997).

Documentos

Após instrução do processo pelo servidor, o órgão de lotação também providenciará documentação e assinaturas necessárias e encaminhará para publicação da Seplag.

Como o pedido de licença é feito antes do registro da candidatura, é necessário entregar no processo de solicitação o Termo de Compromisso em que declara que se compromete a juntar posteriormente a ata da convenção partidária, em que conste a escolha do partido a lançá-lo como candidato e o registro da candidatura.

Por: Hipernoticia

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana