conecte-se conosco


Carros e Motos

VW T-Cross vai abalar a prova dos 9 dos SUVs

Publicado


VW T-Cross: o novo SUV compacto vem aí e seu preço será determinante para o futuro do segmento
Divulgação

VW T-Cross: o novo SUV compacto vem aí e seu preço será determinante para o futuro do segmento

Quanto vai custar o VW T-Cross? O valor de venda do novo SUV compacto da Volkswagen será determinante para o futuro dos nove modelos que dominam o mercado de utilitários esportivos no Brasil. O Jeep Renegade largou na frente em 2019, com 4.783 vendas em janeiro, mas o reino dos SUVs está longe de ter um soberano governando com tranquilidade.

LEIA MAIS: Volkswagen responde ao Ford EcoSport 16 anos depois

Isso porque a liderança momentânea (e surpreendente) do Renegade em 2019 está muito condicionada ao seu desempenho nas vendas diretas (leia-se locadoras de carro). Nada menos que 65,5% das vendas do Renegade, rival do VW T-Cross , foram feitas nesse formato. É muito.

Sem as vendas diretas, o Jeep Renegade cairia para sexto lugar no ranking dos SUVs. E a liderança voltaria a ser do Honda HR-V, que ocupa atualmente o terceiro lugar, mas que teve apenas 4,5% de seus emplacamentos feitos por meio das vendas diretas. Hoje podemos dizer claramente que o HR-V continua sendo o preferido do público que compra nas concessionárias, enquanto a dupla Renegade/Compass, da Jeep, já há algum tempo vem sendo a queridinha das locadoras de veículos.


Antes da chegada do VW T-Cross, o Jeep Renegade tem a preferência por parte das locadoras de veículos no Brasil
Divulgação

Antes da chegada do VW T-Cross, o Jeep Renegade tem a preferência por parte das locadoras de veículos no Brasil

É difícil dizer o que é bom ou ruim nesse caso, pois tudo depende da estratégia das montadoras. Porém, o fato de que apenas nove modelos são responsáveis por 70,6% de todo o segmento é bastante significativo. Mostra que o mercado ainda carece de competidores.

Leia mais:  Conheça as novas gerações de carros híbridos e elétricos apresentadas em Detroit

LEIA MAIS: iggo 2, 4 e 7 mostram que o rei dos SUVs ataca novamente

E é aí que entra o Volkswagen T-Cross, pois o mais acessível dos nove líderes é o Nissan Kicks, que parte de R$ 73.990. Não é barato, especialmente no Brasil, cuja renda média familiar é de apenas R$ 1.268, segundo os últimos dados disponíveis. Considerando só os brasileiros que trabalham, a renda é um pouco maior (R$ 2.154), mas ainda assim baixa para que a maioria possa sonhar em comprar um SUV.

Jeep Compass é o único SUV médio entre os 9


Maior que o VW T-Cross, o Jeep Compass é o único SUV médio a parecer entre os 9 modelos mais vendidos do segmento
Divulgação

Maior que o VW T-Cross, o Jeep Compass é o único SUV médio a parecer entre os 9 modelos mais vendidos do segmento

É essa renda baixa, por exemplo, que faz os hatches compactos serem responsáveis pela maior fatia do mercado de carros no Brasil. Porém, os SUVs continuam em alta. Fecharam a temporada passada com 23,9% da preferência e largaram este ano com 24,3%. Quanto aos nove SUVs que lideram o segmento, eles também são influenciados pela questão financeira.

Para se ter uma ideia, somente o Jeep Compass é considerado um SUV médio – todos osoutros são compactos. O décimo colocado do ranking é o primeiro grandalhão. Trata-se do Toyota SW4, que pode ser considerado um “dinossauro” perto dos demais, porém é também o único SUV-raiz, com carroceria sobre chassi, tração 4×4 e todos os requisitos que fizeram a fama dos utilitários esportivos algum tempo atrás. Só os Jeep, o EcoSport e o Duster oferecem tração 4×4.

Leia mais:  Hyundai afirma que desiste de participar do Salão de Genebra 2019

LEIA MAIS: Honda e Toyota acirram a guerra no mercado mundial de SUVs

A chegada do novo Chevrolet Tracker, no final do ano, também poderá mexer no ranking futuramente, mas certamente não na classificação de 2019. Como dissemos na coluna anterior, a GM colocará o novo Tracker para brigar diretamente com o Jeep Compass, pois precisa de carros mais lucrativos para manter sua operação no Brasil financeiramente saudável.

Veja na tabela abaixo, montada pela REPÚBLICA DO AUTOMÓVEL, a posição de cada carro no ranking deste ano, as vendas totais, as vendas no varejo (concessionárias), as vendas diretas (locadoras) e o preço da versão mais barata. Assim fica mais fácil visualizar de que forma o VW T-Cross pode causar um estrago nessa prova dos 9 ou apenas ser mais um SUV na paisagem.

POS. CARRO VENDAS VAREJO % DIRETAS % PREÇO
1 JEEP RENEGADE 4.783 1.650 34 3.133 66 R$79.990
2 JEEP COMPASS 4.109 1.674 41 2.435 59 R$113.990
3 HONDA HR-V 3.667 3.503 96 164 4 R$92.500
4 NISSAN KICKS 3.486 1.783 51 1.703 49 R$73.990
5 HYUNDAI CRETA 3.236 2.426 75 810 25 R$78.990
6 FORD ECOSPORT 2.798 2.061 74 737 26 R$78.990
7 RENAULT CAPTUR 2.557 756 30 1.801 70 R$82.990
8 RENAULT DUSTER 1.911 1.102 58 809 42 R$74.490
9 CHEVROLET TRACKER 1.514 1.508 100 6 R$92.590

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Range Rover Sport HST estreia motor, 3.0 de 6 cilindros, eletrificado

Publicado

por


Range Rover Sport chega com novo conjunto mecânico pensado para entregar suavidade, eficiência e confiabilidade
Divulgação

Range Rover Sport chega com novo conjunto mecânico pensado para entregar suavidade, eficiência e confiabilidade

A Land Rover lança a série especial HST do SUV Range Rover Sport. Segundo a marca, a novidade se destaca por combinar o novo motor 3.0 de 6 cilindros em linha da família Ingenium a um sistema híbrido leve. O lançamento representa, com este tipo de hibridização, o primeiro passo para consolidar o plano da marca britânica de oferecer uma versão eletrificada em cada gama a partir de 2020. De acordo com a marca, ainda não há previsão de chegada do carro ao Brasil.

LEIA MAIS: Range Rover Velar SVAutobiography é lançado com motor de 550 cv

Desenvolvido e produzido em Wolverhampton (Reino Unido), o novo motor do Range Rover Sport aposta nos recursos de tecnologia e substitui o V6 usado até então pelo grupo. A marca diz que os motores de seis cilindros em linha são melhor balanceados do que os modelos V6 e, neste caso especificamente, promete otimizar a eficiência energética em todas as condições de operação.

Leia mais:  Como na Autolatina, Salão de Detroit deve testemunhar aliança entre Ford e VW

LEIA MAIS: Range Rover de mais de R$ 1 milhão chega com tudo o que dá em luxo

Entre outras sofisticações, o motor do SUV premium traz sistema de sobrealimentação com dois turbos e um compressor volumétrico elétrico, além do sistema híbrido leve que faz uso de um pequeno motor elétrico para auxiliar na redução do consumo e garantir força extra em situações de alta demanda. Segundo a marca, desenvolve um total de 400 cv e 56 kgfm, capazes de uma aceleração de 0 a 100 km/h em 6,2 segundos, velocidade máxima de 225 km/h, consumo de 10,7 km/l, reduções de 12% nas emissões de CO2 e 75% na emissão de partículas.

LEIA MAIS: Land Rover Discovery Sport e Evoque, feitos no Brasil, ganham motor 2.0 flex 

Conjunto de última geração no Range Rover Sport


Range Rover Sport estreia o sistema híbrido rm conjunto com o motor seis cilindros em linha. Veja o que a marca tem a dizer
Divulgação

Range Rover Sport estreia o sistema híbrido rm conjunto com o motor seis cilindros em linha. Veja o que a marca tem a dizer

Segundo os executivos da Land Rover declaram: “Os recursos avançados, incluindo um supercharger elétrico, garantem desempenho e respostas para o Range Rover Sport, enquanto o sistema inteligente MHEV coleta energia para melhorar a economia de combustível e reduzir as emissões”. A novidade está estreando neste momento do Range Rover Sport, mas certamente chegará a outros modelos do grupo em breve.

Leia mais:  Segmentode sedãs grandes diminui, mas lançamentos continuam atraentes

LEIA MAIS: Range Rover Evoque passa a ter versão de luxo Autobiography, com 290 cv

As vendas do Range Rover Sport acabam de ser iniciadas no Reino Unido, com preço de 81 mil libras (cerca de R$ 389.500 numa conversão direta). No visual, as novidades da série incluem capô em fibra de carbono, bancos dinâmicos elétricos com 16 opções de ajuste, pinças de freio vermelhas, detalhes cromados e paleta de cores com as tonalidade Santorini Black, Fuji White, Indus Silver, Firenze Red e Carpathian Grey. As novidades eram o que o consumidor da marca esperava, uma vez que já necessitava de uma atualização.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana