conecte-se conosco


Política

Voo com 2 milhões de doses de vacinas decola da Índia

Publicado

Um avião da companhia Emirates, com remessa de 2 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra covid-19 decolou na madrugada de hoje (22) de Mumbai, na Índia, e deve chegar a São Paulo às 6h55 desta terça-feira.

A aeronave deixou a cidade indiana por volta das 10h30 da manhã (horário local), o que equivale a 2h da madrugada de hoje no horário de Brasília. A carga fará escala em Dubai, nos Emirados Árabes, de onde decolará para São Paulo às 22h40 (horário local) – 15h40 de hoje (horário de Brasília).

O voo chegará a São Paulo amanhã de manhã e as vacinas seguirão para o Rio de Janeiro, onde serão levadas para o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz).

As doses foram produzidas pelo Instituto Serum, parceiro da AstraZeneca na Índia e maior produtor mundial de vacinas. Mesmo prontas, as vacinas precisarão passar primeiro por Bio-Manguinhos para que possam ser rotuladas antes de serem distribuídas ao Programa Nacional de Imunizações.

A importação de doses prontas é uma estratégia paralela à produção de vacinas acertada entre a AstraZeneca e a Fiocruz. Para acelerar a disponibilidade de vacinas à população, 2 milhões de doses já foram trazidas da Índia em janeiro e está previsto um total de 10 milhões de doses prontas a serem importadas. Além dos 2 milhões que chegam amanhã ao país, mais 8 milhões estão previstas para os próximos dois meses.

Leia mais:  Assembleia Legislativa irá apresentar atualização nos trinta anos da Constituição de Mato Grosso

Enquanto negocia a chegada das doses prontas, a Fiocruz trabalha na produção local das vacinas Oxford/AstraZeneca. Segundo o acordo com a farmacêutica anglo-sueca, a Fiocruz vai produzir 100,4 milhões de doses de vacinas até julho, a partir de um ingrediente farmacêutico ativo (IFA) importado. A primeira remessa desse insumo já chegou ao Bio-Manguinhos e o primeiro milhão de doses produzido na Fiocruz tem entrega prevista para o período de 15 a 19 de março.

De acordo com a fundação, os dois primeiros lotes estarão liberados internamente nos próximos dias. Esses lotes são destinados a testes para o estabelecimento dos parâmetros de produção.

“Com esses resultados, a instituição produzirá os três lotes de validação, cuja documentação será submetida à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Esses lotes somarão cerca de 1 milhão de doses e seus resultados serão enviados à Anvisa até meados de março”.

Também está em andamento na Fiocruz o processo de transferência de tecnologia para a produção do IFA no Brasil, o que tornará a fundação autossuficiente na produção das vacinas. A previsão é que as primeiras doses com IFA nacional sejam entregues ao Ministério da Saúde em agosto, e, até o fim de 2021, seja possível entregar 110 milhões de doses, elevando o total produzido no ano pela Fiocruz para 210,4 milhões.

Comentários Facebook
publicidade

Política

AL pode pedir ao governo para cancelar aulas híbridas, diz Janaina Riva

Publicado

Situação caótica da saúde devido ao colapso do sistema com o aumento de casos de Covid-19, pode levar à revisão da decisão sobre o retorno das aulas presenciais na rede particular. É o que revela a deputada estadual Janaina Riva (MDB) que defendia, ano passado, a reabertura das escolas, desde que seguindo medidas para evitar o contágio, mas admite que o momento é grave.

“Como mãe, a gente fica muito insegura em saber que não há mais UTI disponível, por isso que lá atrás cheguei a comentar que o momento de reabrir era ainda ano passado, mas como houve eleição e nós estávamos, de certa forma, tranquilos sobre a disponibilidade de leitos. Essa posição das escolas pode ser revista se a situação continuar agravando”, disse a deputada.

Ela adiantou ainda que o tema está sendo discutido na Comissão de Saúde da AL para ser levado ao governador Mauro Mendes (DEM). “Sobre situação das escolas, vamos fazer uma análise e até solicitei à comissão de saúde, fazer um levantamento das cidades onde já estão funcionando as escolas para ver se impactou no número de internação de crianças com Covid”.

Leia mais:  Vereador realiza sessão solene em homenagem a luta pela igualdade racial

Uma criança de apenas 3 anos esteve estre os 37 mortos em decorrência da doença só nesta quinta (4). A retomadas de aulas presenciais ocorre na mesma semana em que o estado atinge lotação de 100% das vagas em UTIs e Mato Grosso já se encontra no limite para abertura de novos leitos.

Ela ainda defende flexibilizar o decreto de Mauro quanto aos mercados que devem fechar às 19h. “Vimos ontem às superlotações em supermercados, então porque não deixar os supermercados, assim como outras atividades essenciais funcionando 24 horas? Isso diminui a aglomeração”.

por: Rdnews

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana