conecte-se conosco


Esportes

‘Volante artilheiro’, Bruno Henrique pede foco ao Palmeiras diante do Boca

Publicado

A ótima campanha do Palmeiras no Campeonato Brasileiro, onde a equipe lidera a competição, e na Copa Libertadores, pela qual o time disputará o jogo de ida da semifinal, contra o Boca Juniors, nesta quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), na Bombonera, passa muito pela grande temporada que o volante com mais gols em 2018, Bruno Henrique, vem tendo com a camisa alviverde.

Leia também: Árbitro de Internacional e Santos se exalta e vai pra cima de dirigente Colorado


Volante com mais gols em 2018, Bruno Henrique pede foco do Palmeiras contra o Boca Juniors
Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Volante com mais gols em 2018, Bruno Henrique pede foco do Palmeiras contra o Boca Juniors

Autor dos dois tentos da vitória do Palmeiras por 2 a 1 sobre o Ceará, no último domingo, Bruno Henrique é o volante com mais gols em 2018
. Só no Campeonato Brasileiro, são sete, e, no futebol nacional, 14. Além disso, é o vice-artilheiro do time paulista tanto na competição nacional quanto na Libertadores.

No torneio continental, Bruno Henrique
também já deixou a sua marca três vezes. O fato que chama mais a atenção, porém, é o de nenhum outro jogador do alviverde ter sido eleito tantas vezes o melhor homem em campo como o volante.

Leia mais:  Jogadoras celebram título de vôlei de forma inusitada no vestiário: sem roupa

Presente em oito dos dez jogos do Palmeiras, sendo sete como titular, o camisa 19 foi premiado pela organização do torneio sul-americano quatro vezes, incluindo a vitória sobre o Boca Juniors
em plena Bombonera, durante a fase de grupos. As outras aconteceram nos triunfos sobre o Júnior Barranquilla, na Colômbia, Cerro Porteño, no Allianz Parque, e Colo-Colo, no Chile.

Leia também: Verdão e Flamengo passam em testes decisivos na briga pelo título do Brasileiro

O primeiro prêmio veio na estreia do Verdão na competição, quando Bruno Henrique marcou dois gols no triunfo por 3 a 0 sobre o Junior Barranquilla. Já contra o Boca Juniors, pela quarta rodada da fase de grupos, o camisa 19 não balançou as redes, mas teve grande atuação e contribuiu bastante para que a equipe conseguisse vencer pela primeira vez na história no estádio rival.

No jogo de volta das oitavas de final, contra o Cerro Porteño, o volante foi crucial ao se redobrar na marcação e ser fundamental para a classificação. Por fim, na partida de ida das quartas de final, o camisa 19 abriu caminho para a vitória por 2 a 0 sobre o Colo-Colo, no Chile.

Leia mais:  Ex-assessor de Neymar culpa o pai do atacante por imagem ruim dentro do futebol

Agora, antes do jogo de ida da semifinal, Bruno Henrique espera por um duelo bastante complicado e pede para que a equipe mantenha a concentração para voltar para o Brasil com um bom resultado.

“Todos nós sabemos a dificuldade de enfrentar o Boca, principalmente na Argentina. O elenco deles possui muitos jogadores de qualidade e com experiência, mas estamos trabalhando com muito foco e dedicação. Ao longo da temporada, estamos provando que também atuamos bem longe de casa e faremos de tudo pra chegar lá, fazer uma boa apresentação e trazer um resultado positivo para São Paulo”, afirmou.

Leia também: Fratura no braço faz Messi ter dificuldades para dormir; médicos pedem paciência

Peça-chave do meio-campo do Palmeiras
, Bruno Henrique já disputou 57 jogos em 2018, marcou 14 gols e deu quatro assistências. No total, o volante, que chegou ao clube alviverde no ano passado, entrou em campo 74 vezes, balançou as redes em 16 oportunidades e deu cinco passes decisivos para seus companheiros. Todas essas marcas fazem com que ele seja o volante com mais gols em 2018
.

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Martine Grael e Kahena Kunze estarão em Tóquio 2020

Publicado

por

As campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze garantiram, no último final de semana, a participação na próxima edição dos Jogos Olímpicos. A vaga, em Tóquio, na disputa da classe 49er FX de vela, foi garantida no mundial realizado em Geelong (Austrália).

As brasileiras, que ficaram com o ouro nos Jogos do Rio (2016), carimbaram o passaporte para Tóquio ao terminarem o mundial na 12ª posição.

Além de Martine e Kahena, o final de semana também foi de classificação olímpica para Marco Grael e Gabriel Portilho. Eles defenderão o Brasil na classe 49er ao encerrarem o Mundial de Geelong na 13ª posição.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Leia mais:  Jon Jones responde desafio de nigeriano: “Farei de você minha vadi* absoluta”
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana