conecte-se conosco


Política

Viagem de Bolsonaro a Nova York depende de aval médico

Publicado

O presidente Jair Bolsonaro será reavaliado pela equipe do médico Antonio Macedo, na próxima sexta-feira (20), antes de confirmar sua viagem para Nova York, onde participará da abertura da 74ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU). Macedo foi o responsável pelas últimas três cirurgias do presidente para o tratamento do ferimento à faca sofrido por ele em setembro do ano passado, durante ato da campanha eleitoral.

“A viagem do presidente está praticamente definida, mas ainda sob análise, em particular no quesito avaliação médica, que ocorrerá na próxima sexta-feira, aqui em Brasília, pela equipe do doutor Macedo. A recuperação do senhor presidente é muito positiva, tudo indica ele [o médico] dará a confirmação e nós embarcaremos no dia 23 para Nova York”, afirmou hoje (17) o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, durante coletiva de imprensa. 

A previsão é que o presidente faça exames no início da manhã de sexta e seja avaliado em seguida pelos médicos. Os procedimentos ocorrerão no Hospital DF Star, em Brasília, filial do mesmo hospital que o presidente ficou internado nos últimos dias, o Vila Nova Star, na capital paulista.

Leia mais:  Aprovado projeto que veda a eliminação de cães, gatos e aves em órgãos de controle de zoonoses

Segundo o porta-voz, o presidente tem apresentado “melhora clínica progressiva” e tem seguido todas as recomendações médicas, como dieta, realização de fisioterapia e redução da intensidade da agenda. Ao longo dessa semana, o presidente só deve mesmo despachar do Palácio do Alvorada, residência oficial, e não do Palácio do Planalto, que é a sede do Executivo federal. 

O presidente Jair Bolsonaro chegou na tarde desta segunda-feira (16) ao Palácio do Alvorada, residência oficial, após ter recebido alta, mais cedo, do Hospital Vila Nova Star, em São Paulo REUTERS/Adriano Machado

O presidente Jair Bolsonaro chegou na tarde de segunda-feira (16) ao Palácio do Alvorada, residência oficial, após ter recebido alta, mais cedo, do Hospital Vila Nova Star, em São Paulo – REUTERS/Adriano Machado/Direitos

Caso receba o aval para viajar, o presidente e sua comitiva, que ainda não foi anunciada, vão embarcar da Base Aérea de Brasília no dia 23 de setembro, às 8h, com chegada prevista nos Estados Unidos às 16h. No dia 24, Bolsonaro deve se reunir com o secretário-geral da ONU, António Gutérrez. Não estão previstos encontros bilaterais com outros chefes de Estado. Nesse mesmo dia, o presidente fará o discurso de abertura da Assembleia Anual, que é tradicionalmente reservado ao líder brasileiro.

De acordo com o Palácio do Planalto, a agenda do presidente em Nova York foi reduzida justamente por causa do quadro de saúde do presidente, que ainda inspira cuidados na recuperação da cirurgia. No dia 25, Bolsonaro embarca de volta ao Brasil, mas fará uma escala na cidade de Dallas, no Texas, onde se reunirá com empresários do setor de tecnologia. O governo brasileiro não deu mais detalhes sobre essa agenda. 

Edição: Bruna Saniele

Comentários Facebook
publicidade

Política

HMC fecha trimestre com 6,3 mil atendimentos de urgência e 100% de ocupação das UTIs, 60% são do interior do Estado

Publicado

por

Segundo secretário de Saúde, não fosse o HMC sistema já teria colapsado por conta da pademia

As ações de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19) delineadas pela Prefeitura de Cuiabá fez com que o Hospital Municipal de Cuiabá – HMC, Dr. Leony Palma de Carvalho, que já era referência em atendimentos de média e alta complexidade para os 141 municípios de Mato Grosso, se tornasse a principal ‘fonte desafogadora’ do Sistema Único de Saúde – SUS mato-grossense no atendimentos à outras doenças.

Apenas nos meses de março, abril e maio o HMC atendeu 6.330 pessoas na urgência e emergência e fechou com 100% da capacidade de lotação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e ainda 2.098 cirurgias de média e grande complexidade. Os dados dão conta de que, no contexto geral, os atendimentos à pacientes de pessoas residentes de outros municípios do Estado chega a 60%.

Segundo o diretor geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECS) que administra o HMC, Alexandre Beloto a crescente se dá ao fato de a unidade está atuando em reforço à todas as medidas de enfrentamento a Covid-19, adotadas pelo prefeito.

Leia mais:  Exoneração do ministro Santos Cruz é publicada no Diário Oficial

“Dentro do plano de enfrentamento ao novo vírus, o prefeito Emanuel Pinheiro optou por deixar o HMC como suporte às outras enfermidades para que os infectados pela Covid-19, não tenha contato contado com outros doentes. Embora nossa demanda tenha aumentado consideravelmente, pois estamos recebendo um percentual altíssimo de não residentes de Cuiabá, estamos, com muito esforço e dificuldade, mantendo o mesmo padrão de acolhimento humanizado que é premissa da gestão atual à todos que buscam nossos atendimentos”, enfatizou Beloto.

Esse desempenho, segundo o secretário municipal de Saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho, aliado ás frentes de trabalho adotadas no combate à pandemia, incluindo o isolamento social, foram os responsáveis pelo não colapso do sistema de saúde até então.

“Esse é o maior reflexo de que Cuiabá sozinha acolhe a maior parcela dos enfermos do estado inteiro. Não fosse essa organização do prefeito Emanuel Pinheiro, a Capital, que já está penalizadas por esse acréscimos intenso nos atendimentos, e está atuando com pouco ou quase zero de respaldo do governo estadual, o sistema de saúde já teria colapsado. Esses números mostram que todos os esforços da gestão estão dando certo e vidas estão sendo salvas, mas, mostram também, que o governo de Mato Grosso precisa olhar com mais carinho para a Saúde, pois sozinha, Cuiabá não dará conta de 141 municípios. Os esforços precisam ser conjuntos, para juntos, saímos dessa pandemia com o menor impacto possível”, finalizou Pôssas.

Leia mais:  Cuiabá convoca 288 aprovados em concurso público; veja a lista

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana