conecte-se conosco


Esportes

“Via demônios”, diz Casagrande ao recordar luta contra as drogas

Publicado

Walter Casagrande arrow-options
Reprodução/Instagram

Walter Casagrande

O comentarista da TV Globo Walter Casagrande contou mais um episódio de sua luta contra as drogas. Em entrevista ao apresentador Amaury Jr., na RedeTV!, ele relembrou um acidente de carro que sofreu em 2007 após consumir drogas e afirmou que “chegou a ver demônios” por conta do surto.

Leia também: Caso Daniel: Justiça ordena que assassino pague pensão para filha do jogador

“Tive um surto psicótico e comecei a ver demônios na minha casa. Surtei porque estava usando droga por vários dias sem parar, sem beber água, sem nada. Então eu surtei naquilo que eu mais estava lendo sobre, que eram coisas demoníacas, trevas, etc. Comecei a ver demônios na minha casa o tempo todo. Saí da minha casa, fui me hospedar num hotel em frente à TV Globo. Fiz o check-in, subi e quando abri a porta os demônios estavam lá ainda. Por que? Porque eles estavam dentro de mim, eles eram meus”, disse o ex-jogador.

Leia mais:  “Estão buscando o passado da Najila, mas vão investigar o passado do Neymar”

Casagrande também contou como foi o momento do acidente.

“Eu estava no caos, péssimo. Usando muita droga que tava me agitando, muita droga para me acalmar e algumas até para dormir, tudo isso misturado com tequila. Quando saí do hotel, eu adormeci ali no Alto da Lapa [Zona Oeste de São Paulo], meu pé pisou no acelerador, subi numa calçada, girei em cima de seis carros e caí ali. Quando acordei já tinha ambulância e tudo e eu estava muito confuso”, completou.

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Martine Grael e Kahena Kunze estarão em Tóquio 2020

Publicado

por

As campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze garantiram, no último final de semana, a participação na próxima edição dos Jogos Olímpicos. A vaga, em Tóquio, na disputa da classe 49er FX de vela, foi garantida no mundial realizado em Geelong (Austrália).

As brasileiras, que ficaram com o ouro nos Jogos do Rio (2016), carimbaram o passaporte para Tóquio ao terminarem o mundial na 12ª posição.

Além de Martine e Kahena, o final de semana também foi de classificação olímpica para Marco Grael e Gabriel Portilho. Eles defenderão o Brasil na classe 49er ao encerrarem o Mundial de Geelong na 13ª posição.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Leia mais:  Rodrigo Caio diz que perdeu paixão pelo São Paulo e critica postura de Aguirre
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana