conecte-se conosco


Política

Vereador Dr. Xavier parabeniza os artesãos pelo seu dia

Publicado

Parlamentar é solidário à luta da categoria para a criação do Shopping dos Artesãos em Cuiabá, sede representativa de todos os artistas do artesanato, em nível estadual.
“Os artesãos cuiabanos e mato-grossenses são heróis talentosos, oriundos de uma labuta requintada, em termos idealistas e artísticos. Isso acontece também Brasil afora, país rico em culturas diversificadas”, observou hoje o vereador Dr. Xavier, quando direcionou parabéns aos artesãos pelo seu dia. Na oportunidade, ele voltou a enfatizar ser 100% solidário a uma antiga causa da categoria, que é ter sede própria. “Eles objetivam centralizar e operacionalizar suas atividades no Shopping dos Artesãos, por enquanto um sonho perseguido. Porém, caso venha a se tornar realidade – e é uma batalha nossa -, este shopping será referência natural para os demais artistas da área em Mato Grosso”.
O vereador enfatizou que essa ideia da edificação do Shopping dos Artesãos {não apenas a locação de um imóvel} realmente significa suporte extra para evolução da própria arte mato-grossense e da cultura, em si. “Nós, vereadores, precisamos endossar total apoio também à arte artesã, àqueles abnegados trabalhadores. São os que realizam verdadeira mágica quando emolduram peças que encantam conterrâneos e turistas, utilizando material aparentemente inservível, a exemplo de papel, papelão, garrafas vazias, etc. Um legítimo artesão antevê, a partir de um simples jornal, a edificação de coisas impensáveis aos olhos comuns, dos que não dispõem de sensibilidade artística”.
Dr. Xavier salientou assim que toda homenagem prestada aos artesãos “tem respaldo de cristalina justiça”. A seu ver, é uma iniciativa merecedora de atenção e incentivo para o desdobramento de outras ações que contemplem o todo desse grupo artístico. “No atual corre-corre mundano, quando a tecnologia impera sobre tudo, observa-se que algumas coisas usuais, feitas manualmente, ficaram mesmo à margem do interesse da sociedade. Isso implica no esfacelamento de muitas profissões, a maioria destronada pelas facilidades imperantes de modelos tecnológicos ora disponíveis. O artesão resiste bravamente a essa marcha em vários aspectos, motivado pelo amor à profissão e o desejo de imortalizar suas raízes culturais. É que acontece em Cuiabá e em todo o Estado de Mato Grosso”.
Concluindo, o parlamentar citou como exemplo o trabalho desenvolvido pela artesã Ermelinda Maria da Silva, 59 anos, cuiabana “de chapa e cruz”, definiu, e que tem abrilhantado a arte artesanal com a produção de peças distintas, entre vasos ornamentais, cestas, bonecas africanas, violas de cocho, entre outras obras.
“Dona Linda, conforme é mais conhecida dona Ermelinda, já firmou base respeitosa na área de artesanato de alto nível na capital e interior do Estado. Integrante da Associação Homens e Mulheres de Fibra, ela presta serviços para a Casa do Artesão, ora sediada no Sesc Arsenal. Trata-se de uma guerreira autêntica, palestrante de sábias palavras acerca do desempenho artesanal, pois vive dessa arte, concebida sempre com extrema generosidade, dedicação e muito amor. Isso é o grande diferencial dos produtos que dona Linda fabrica na sua residência, no Parque Amperco”.
João Carlos de Queiroz – Assessoria – Gabinete Vereador Dr. Xavier

Leia mais:  Militares divulgam nota de repúdio contra Gilmar Mendes

Fotos Relacionadas
Imprimir Voltar Compartilhar:  

Comentários Facebook
publicidade

Política

Pedido de vista adia votação da PEC da Previdência para a próxima semana

Publicado

Um pedido de vista dos deputados Sílvio Fávero (PSL), Ulysses Moraes (PSL), Elizeu Nascimento (DC) e Dilmar Dal Bosco (DEM) adiou mais uma vez a votação da Proposta de Emenda Constitucional 06/2020, a PEC da Previdência em Mato Grosso.

Reunidos em sessão ordinária nesta quarta-feira (5), tão logo a matéria foi colocada em votação, na ordem do dia, teve o pedido de vista. A matéria tramita para ser votada em segunda, e agora volta à pauta somente na próxima semana.

A PEC da Previdência garante que os servidores de Mato Grosso passem a ter como regras de idade e tempo de serviço para aposentadoria as normas que estão vigentes para a maioria dos servidores públicos do país.

Com as novas regras, o tempo mínimo para mulheres se aposentarem passa de 55 para 62 anos e, para os homens, de 60 para 65 anos. As carreiras da área de segurança e dos professores também ganham regras próprias, se aposentando mais cedo do que as carreiras do regime geral. A aposentadoria compulsória permanece aos 75 anos para todos os servidores.

Leia mais:  Militares divulgam nota de repúdio contra Gilmar Mendes

Também sofreu pedido de vista durante a sessão o Projeto de Lei Complementar 06/2020, da previdência complementar. O PLC teve pedido de vista do deputado Dilmar Dal Bosco, líder de governo na Assembleia Legislativa. A previdência complementar será opcional aos atuais servidores, e passará a valer obrigatoriamente aos que ingressarem após a aprovação da lei.

Além de aprovar as indicações e moções, os deputados aprovaram ainda um projeto de resolução da Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária, que reconhece, para efeitos do artigo 65 da Lei Complementar Federal nº 101, de 4 de maio de 2000, a ocorrência do estado de calamidade pública no município de Terra Nova do Norte.

“Estamos fazendo esforços para que possamos aprovar uma PEC da Previdência justa e solidária. Priorizamos, num conjunto de mais de cem emendas parlamentares, duas que representam o conjunto do grupo de servidores do Poder Executivo, do Legislativo, do Judiciário, da Defensoria, do Ministério Público”, disse o deputado Paulo Araújo (PP), em Plenário.

Segundo o parlamentar, “são duas emendas que contemplam uma regra mais justa para todos os servidores de Mato Grosso. Para isso nós vamos utilizar todas as artimanhas, todas as ferramentas legais previstas no regimento interno desta casa. O que queremos é uma reforma justa, republicana, com os deputados estaduais, que devem entender. Vamos mostrar, inclusive, estudos do impacto dessas duas emendas”, garantiu.

Leia mais:  MP garante pensão a crianças nascidas com microcefalia ligada ao zika

Para os aposentados e pensionistas, segundo o deputado, o bloco Resistência Democrática, formado por dez parlamentares, sugere a apresentação, por parte das lideranças partidárias, de uma proposta de isenção da alíquota previdenciária até o teto do INSS, conforme o próprio texto do governo federal. “A lei segue na íntegra a federal, que não tem taxação de aposentado e pensionista até o teto do INSS. Estamos aqui para contribuir, para ajudar o governo, mas tem muita gente graúda, rica, que não paga um real de imposto. Por isso, essa alíquota é desproporcional. O único estado que cobra alíquota de aposentados e pensionistas até o teto do INSS é Mato Grosso”, informou.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana