conecte-se conosco


Cidades

Vereador de Colniza propõe reduzir salários de vereadores e equipar a de professores

Publicado

Um projeto de Lei  que propõe reduzir salário de vereador esta repercutindo muito em Mato Grosso, e se a onda  pega os vereadores podem ser pressionados pela população para reduzir seus salários e verbas indenizatórias.

Entenda caso.

Com apenas duas sessões mensais, gastos superiores a 5.850 reais por mês, com direito a diárias e verbas indenizatórias a Câmara Municipal de Colniza  MT distante (1.090 KM ) de Cuiabá, mantém 09 vereadores e uma despesa enorme para o município, segundo o vereador Thiago Rodrigo Dias PMB.

Proposta

A proposta do vereador Thiago Dias movimentou as discussões na Câmara Municipal.  O projeto de Lei  001/2020, propõe fixar o subsídio dos vereadores e equiparando ao mesmo dos professores, conforme o artigo do seu projeto.

Art. 1° – Atendidas as disposições contidas no art. 29, inc. VI, art. 29-A, inc. I da constituição Federal e disposições da LOM (Lei Orgânica Municipal), O subsídio do Vereador da Câmara Municipal de Colniza/MT, para o quadriênio de 2021/2024, é fixado no valor de R$ 2.886,15 (Dois Mil e Oitocentos e Oitenta e Seis Reais e Quinze Centavos).

Leia mais:  Programa de Tratamento Ortopédico para Criança Cuiabana realiza mais de 400 cirurgias de ‘pé torto congênito’

Com a aprovação do projeto em pauta, os 09 (nove) vereadores passariam a receber o subsídio fixado para o magistério de professor fixado para 2020, que neste ano estaria no valor de R$ 2.886,15 (dois mil e oitocentos e oitenta e seis reais e quinze centavos),  já o presidente receberia o mesmo percentual a título de gratificação equivalendo a 23,71 % sobre o subsidio, no entanto o valor da base de calculo sendo reduzido a gratificação passaria para o valor de R$ 684,31 (seiscentos e oitenta e quatro reais e trinta e um centavos).

Segundo explicou o vereador Thiago, Com isso a Câmara municipal estaria economizando mensalmente um total de R$ 33.245,79 (trinta e três mil e duzentos e quarenta e cinco reais e setenta e nove centavos), anualmente R$ 398.949,52 (trezentos e noventa e oito mil e novecentos e quarenta e nove reais e cinquenta e dois centavos) e durante cada legislatura estaria economizando a quantia significativa de R$ 1.595.798,06 (um milhão, quinhentos e noventa e cinco mil, setecentos e noventa e oito reais e seis centavos)aos cofres públicos.  

Vereador Thiago Rodrigo Dias – PMB

O vereador conta agora com apoio dos colegas parlamentares para aprovação do projeto de Lei e convoca a sociedade do município para debater seu projeto.

Leia mais:  Vereadores visitam HMC e reconhecem a importância da entrega por etapas para não perder R$ 100 milhões

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Artesanato na Praça fortalece rede de mulheres e garante geração de renda

Publicado

por

Davi Valle

Variedade em tapetes, crochês, doces e pratos típicos levaram o colorido do artesanato à Praça Ipiranga, nesta sexta-feira (14). O encontro faz parte do calendário do projeto Artesanato na Praça, que vem acontecendo pelos principais pontos da Capital e reúne dezenas de artesãs.

A proposta conta com apoio da Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico e traz visibilidade ao trabalho das profissionais, ampliando a saída de produtos, expostos em um local com alto fluxo de pessoas ao longo do dia.

De acordo com a titular da Pasta, Débora Marques, o projeto foi retomado em setembro de 2019, para intensificar as ações voltadas ao setor. “É muito importante tanto para os profissionais, quanto para os consumidores, que possamos fortalecer um trabalho da nossa terra, que represente nossa cultura.”

Ela reforça que a garantia do espaço contribui para a geração de emprego e renda, especialmente em períodos de crise econômica, quando os números do trabalho formal despencam e essa se torna a única fonte de recursos para muitos cidadãos.

Leia mais:  Bolsonaro veta lista tríplice para agências reguladoras

Para a fundadora do grupo de artesãs, Jacy Proença, é importante destacar ainda a função social do trabalho, que confere autonomia às muitas mulheres, ao mesmo tempo que se apresenta como solução para complementar o orçamento familiar em diversos lares.

“Sabemos que no Brasil é alto o índice de mulheres presas a relacionamentos abusivos por falta de independência financeira. Então, por meio desta ação, nós conseguimos fortalecer o papel da mulher na sociedade, mostrar que ela é capaz”, finaliza.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana