conecte-se conosco


Economia

Vendas do varejo caem 0,1% de abril para maio, diz pesquisa do IBGE

Publicado

O volume de vendas do comércio varejista no país teve um recuo de 0,1% na passagem de abril para maio. De março para abril, o setor já havia tido uma queda de 0,4%.

Segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada hoje (11), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o varejo também caiu 0,1% na média móvel trimestral.

Nos demais tipos de comparação temporal, no entanto, o comércio teve crescimento: 1% na comparação com maio de 2018, 0,7% no acumulado do ano e 1,3% no acumulado de 12 meses.

Na passagem de abril para maio, a queda foi puxada por apenas duas das oito atividades do varejo pesquisadas: outros artigos de uso pessoal e doméstico (-1,4%) e combustíveis e lubrificantes (-0,8%).

Por outro lado, seis atividades tiveram crescimento e evitaram uma queda maior do setor no período: hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (1,4%), tecidos, vestuário e calçados (1,7%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (0,9%), móveis e eletrodomésticos (0,6%), equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (2,2%) e livros, jornais, revistas e papelaria (0,4%).

Leia mais:  Câmara realiza solenidade para entrega de Títulos de Cidadão Cuiabano

Varejo ampliado

O varejo ampliado, que também leva em consideração os setores de materiais de construção e de venda de veículos e peças, teve alta de 0,2% no volume na passagem de abril para maio, apesar das quedas de 1,8% dos materiais de construção e de 2,1% dos veículos, motos e peças.

O varejo ampliado cresceu 0,5% na média móvel trimestral, 6,4% na comparação com maio de 2018, 3,3% no acumulado do ano e de 3,8% no acumulado de 12 meses.

A receita nominal do varejo cresceu 0,8% de abril para maio, 0,5% na média móvel trimestral, 5,8% na comparação com maio do ano passado, 5% no acumulado do ano e 5,3% no acumulado de 12 meses.

Já a receita do varejo ampliado cresceu 0,9% na passagem de abril para maio e na média móvel trimestral, 10% na comparação com maio de 2018, 6,7% no acumulado do ano e 7% no acumulado de 12 meses.

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Em MT, mais de 1,8 milhão têm direito a sacar até R$ 500

Publicado

por

Trabalhadores que têm contas ativas ou inativas poderão sacar até R$ 500 de cada conta

A partir do mês que vem, os trabalhadores que tem contas ativas ou inativas do FGTS poderão sacar até R$ 500 de cada conta. Em Mato Grosso, mais de 1,8 milhão de pessoas têm direito a fazer as retiradas.

O telefone para consulta sobre as contas do FGTS: 0800 724 2019.

O trabalhador poderá ainda fazer saques anuais do FGTS, chamado de saque-aniversário, porque será de acordo com o aniversário do beneficiário.

Nesse caso, os saques serão a partir de abril do ano que vem. Essa retirada será opcional e o trabalhador deverá comunicar o banco se tem interesse em aderir a essa modalidade.

Quem tem conta na Caixa Econômica Federal começa a receber o valor do FGTS no dia 13 de setembro e, para quem não tem, o calendário começa dia 18 de outubro. Mas não adianta abrir conta nova às pressas, porque o adiantamento só vale para contas que foram abertas até o mês de julho.

Leia mais:  Água Boa pode ser beneficiada com indicações

Dependendo do valor, dá para sacar até nas casas lotéricas.

Todos os trabalhadores com conta ativa ou inativa podem sacar até R$ 500 por conta. Em Mato Grosso, 1.805.937 pessoas poderão sacar até o fim do mês de março de 2020. Ao todo, os saques podem chegar a R$ 711.103 milhões.

Exceto o adiantamento para quem tem conta-poupança na Caixa, o calendário é o seguinte:

Quem faz aniversário em janeiro e fevereiro recebe em outubro. Nascidos em março e abril recebem em novembro. E quem faz aniversário em maio e junho recebe em dezembro.

Para os nascidos em julho, agosto e setembro o saque é em janeiro de 2020. Quem nasceu em outubro e novembro recebe em fevereiro e quem faz aniversário em dezembro vai receber em março do ano que vem.

Data de nascimento e início do saque:

Janeiro a partir de 18/10/2019 até 31/3/2020

Fevereiro a partir de 25/10/2019 até 31/3/2020

Março a partir de 08/11/2019 até 31/3/2020

Abril a partir de 22/11/2019 até 31/3/2020

Maio a partir de 06/12/2019 até 31/3/2020

Leia mais:  Decisão judicial para desocupar território indígena aflige comunidade de Jarudore

Junho a partir de 18/12/2019 até 31/3/2020

Julho a partir de 10/01/2020 até 31/3/2020

Agosto a partir de 17/01/2020 até 31/3/2020

Setembro a partir de 24/01/2020 até 31/3/2020

Outubro a partir de 07/02/2020 até 31/3/2020

Novembro a partir de 14/02/2020 até 31/3/2020

Dezembro a partir de 06/03/2020 até 31/3/2020

Chegou a ser cogitado nas discussões da medida provisória que quem sacasse o FGTS agora não poderia sacar o valor total após uma demissão, mas isso mudou.

O chamado saque aniversário é opcional e, de acordo com a caixa, não haverá alteração relacionada à multa de 40%, em caso de demissão sem justa causa para quem migrar para esse sistema.

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana