conecte-se conosco


Esportes

Veja a convocação da seleção brasileira para a Copa do Mundo de Futebol Feminino

Publicado


Vadão
Lucas Figueiredo / MoWA Press

Vadão convocou a seleção brasileira para a Copa do Mundo de Futebol Feminino

A seleção brasileira feminina foi convocada, nesta quinta-feira (16), para a disputa da Copa do Mundo de Futebol Feminino que acontecerá na França entre os dias 07 de junho e 07 de julho. Ao todo serão 24 seleções divididas em seis grupos de quatro equipes) em busca do título mundial.

Leia também: Confira as principais curiosidades da Copa do Mundo feminina

Acontecendo desde 1991, a  Copa do Mundo de Futebol Feminino  terá algumas novidades nesta oitava edição como introdução do árbitro de vídeo (VAR),  aumento da premiação financeira e a TV Globo transmitindo pela primeira vez os jogos ao vivo da seleção brasileira .

Presentes em todas as edições do Mundial, as meninas do Brasil buscam trazer o primeiro título para o país. A estreia da seleção brasileira na Copa do Mundo de Futebol Feminino acontece no dia 09 de junho, às 10h30, contra a Jamaica, em Grenoble.

Leia mais:  Discussão entre surfistas na praia termina com assassinato a facadas

Confira abaixo as jogadoras convocadas pelo técnico Vadão:


Goleiras

Aline (Tenerife)
Barbara (Avaí)
Leticia Izidoro (Corinthians)


Defensoras

Fabiana Baiana (Internacional)
Leticia (Santos)
Tamiris (Fortuna)
Camila (Orlando Pride)
Erika (Corinthians)
Kathellen (Bordeaux)
Mônica (Corinthians)
Tayla (Benfica)

Meio-campistas

Andressinha (Portland)
Formiga (PSG)
Adriana (Corinthians)
Thaisa (Milan)


Atacantes

Bia Zaneratto (Hyundai Red Angels)
Cristiane ( São Paulo)
Raquel (Huelva)
Débinha (North Carolina)
Geise (Benfica)
Ludmilla (Atlético de Madrid)
Marta (Orlando Pride)
Andressa Alves (Barcelona)

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Mais uma polêmica! Jon Jones é acusado de assédio por garçonete

Publicado

por

Lance

Jon Jones arrow-options
UFC/Divulgação

Jon Jones

Vindo de vitória sobre Thiago Marreta no UFC 239, realizado no dia 6 de julho, Jon Jones, mais uma vez, vê seu nome envolvido em nova polêmica. No último domingo (21), a emissora KRQE News 13 informou que o campeão meio-pesado do UFC está sendo acusado de assédio, resultante de um incidente que ocorreu em uma casa noturna situada em Albuquerque, no Novo México (EUA), em abril.

O americano teria dado um tapa de maneira inapropriada em uma garçonete que estava em serviço no estabelecimento TD’s Eubank Showclub, e também a puxou para o seu colo e beijou seu pescoço. Os detalhes surgiram de uma ligação que a garçonete fez para a polícia de Albuquerque em sua casa. A suposta vítima também afirma que Jon Jones aplicou um estrangulamento e a colocou no chão, apesar dela ter dito a ele para parar de tocá-la.

Leia mais: Adesanya provoca Jon Jones: “Agradece a Deus enquanto cheira nos bastidores”

Porta-voz do lutador, James Hallinan, em comunicado a KRQE News, negou as alegações feitas em nome do seu cliente e disse que o atleta não estava ciente das acusações até a notícia vir a público no último domingo: – Hoje a mídia falou com Sr. Jones sobre uma falsa acusação feita contra ele e os papéis foram enviados para o endereço errado. Porém, após receber os documentos pela imprensa, Sr. Jones foi imediatamente na Corte para pagar a pequena taxa de fiança e ele e outras múltiplas testemunhas estão prontos para quaisquer esclarecimentos sobre as mentiras que estão sendo ditas sobre ele – diz o comunicado. 

Leia mais:  Discussão entre surfistas na praia termina com assassinato a facadas

Ainda de acordo com a emissora, um relatório mostra que o campeão meio-pesado do  UFC não compareceu à corte para uma sessão de acordo pela acusação feita em seu nome. Desta forma, um mandato de prisão contra o atleta foi emitido. Outros relatórios indicam que a corte tentou enviar uma carta para “Bones” sobre o mandato, mas não tiveram êxito.

Leia mais: Jon Jones repete finalização contra Lyoto Machida e apaga fã em evento; assista

Além disso, um representante da Jackson Wink, equipe onde o atleta treina, afirmou que Jon Jones foi à Corte no último domingo após tomar conhecimento, pela imprensa, do fato. Ao chegar ao local, o americano pagou 300 dólares em dinheiro como fiança.

Jones nega acusações 

Na manhã desta segunda-feira (22), Jon Jones se pronunciou através das redes sociais para comentar sobre mais uma polêmica em seu nome. Ao ser perguntado por um seguidor se estava em “apuros” novamente, o lutador tratou de negar qualquer problema, tranquilizando seus fãs. 

Leia mais:  Tv francesa afasta dois funcionários por frases sexistas sobre caso Neymar

– Eu, definitivamente, não estou em apuros, meu amigo. Não seja tão rápido em acreditar em tudo que você lê na Internet – disse Jon Jones , afirmando ainda que pretende retornar ao octógono do Ultimate em dezembro.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana