conecte-se conosco


Entretenimento

Único blockbuster feminino, “Malévola” supera bilheteria do “Coringa”

Publicado

source

Na última quinta-feira (17) “Malévola: A Dona do Mal”, sequência do filme de 2014 baseado na vilã de “A Bela Adormecida”, chegou em solo nacional. Apesar de ser cedo para dimensionar os números brasileiros, nos Estados Unidos a obra protagonizada por Angelina Jolie começa a fazer história, seja ela positiva ou negativa, dependendo do ponto de vista.

Leia também: Estrelado por Angelina Jolie, “Malévola: Dona do Mal” ganha primeiro trailer

cena de Malévola arrow-options
Divulgação

cena de Malévola

E comum embates entre filmes e suas bilheterias preenchem os tabloides de cultura e cinema, geralmente, quando se há titãs na disputa. Atualmente o gigante é o “ Coringa ”, protagonizado por Joaquin Phoenix. Obscuro e com um background que, segundo críticos, mexe com o psicológico, ele reinou sobre “Projeto Gemini”, com Will Smith, e os demais blockbusters por semanas. Todavia, a liderança do palhaço foi desbancada pela continuação de “ Malévola ”, única representante feminina entre os lançamentos. 

Leia também: Disney mostra transformação de Angelina Jolie em Malévola

Para se ter noção, o longa de fantasia da Disney estreou com arrecadação de US$ 36 milhões em 2.790 cinemas dos Estados Unidos, a bilheteria superou facilmente os personagens masculinos do embate, ou seja, “Projeto Gemini”, “Coringa” e o estreante da Sony, “Zumbilândia: Atire Duas Vezes”. 

Leia mais:  De princesinha country a ícone pop: a evolução de Taylor Swift

Apesar do triunfo sobre o titã da vez, o filme com Angelina Jolie debutou abaixo de suas próprias projeções, conquistando quase metade do que o primeiro filme arrecadou em seu fim de semana de estreia,  modestos US$ 69 milhões.

Segundo o estudo de Webedia Movie Pro e Vertigo Research, mulheres com idades entre 15 e 24 anos respondem por 2 milhões de entradas de cinema por semana, em comparação com 1,7 milhão entre os homens. Sabendo desta maioria feminina, apesar de não ter superado seus próprios números, o longa baseado na história “A Bela Adormecida” desfrutou, portanto,  de uma boa posição em sua estreia. 

Cinco motivos para assistir “Malévola: A Dona do Mal”

  • Efeitos especiais
cena de Malévola arrow-options
Divulgação

cena de Malévola

O primeiro filme da franquia já ostenta grande polimento quando o assunto é efeitos especiais, ou melhor, imagens geradas por computador. Lançada cinco anos depois, a continuação demonstra mais refinamento do que esperado.

  • Toques de humor
cena de Malévola arrow-options
Divulgação

cena de Malévola

Apesar de ser um longa da Disney, o primeiro longa tinha como intenção mostrar outro ponto de vista da história, o da vilã, não necessariamente servir humor. Desta vez, talvez pela ansiedade e expectativa do público, o humor mostrou-se presente, o que transformou algumas cenas em icônicas. 

  • Angelina Jolie 
cena de Malévola arrow-options
Divulgação

cena de Malévola

Leia mais:  Vivi é impedida de fugir por Camilo em “A Dona do Pedaço”

Mesmo não sendo uma novidade, a atuação da consagrada atriz hollywoodiana é sempre um bom argumento. No projeto, a personagem, vista como vilã, tem sua intimidade desbravada, sua origem vasculhada e suas facetas explorada, o que dá margem para que o talento de Jolie brilhe sem limites. 

  • Ação
cena de Malévola arrow-options
Divulgação

cena de Malévola

Dentro da temática fantasia, o longa não decepciona em cenas de ação, contendo muitos seres alados e mágicos, fênix gigante, guerras entre reinos e muito mais. 

  • A verdadeira origem de Malévola
cena de Malévola arrow-options
Divulgação

cena de Malévola

Leia também: “Malévola”, “Harry Potter”: 7 produções que tiveram troca de atores

Independentemente de tudo citado, o verdadeiro motivo da existência do filme, além do dinheiro, é aprofundar-se na origem de Malévola . Com um enredo morno, a sequência salpicada com uma gama de elementos que juntos funcionam e acabam por não manchar o legado deixado pelo primeiro filme da franquia.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Filho de Marcelo Rezende será correspondente de CNN Brasil na Argentina

Publicado

por

Nesta terça-feira (12) Marcelo Rezende, jornalista da Record TV , comemoraria mais um ano de vida, mas o comunicador morreu em 2017. Em um dia tão emblemático, a CNN Brasil anunciou a contratação de Diego Rezende, filho do jornalista. 

Leia também: Jornalista fala sobre ser primeiro apresentador gay a comandar o “JN”

Diego e Marcelo Rezende arrow-options
Reprodução / Instagram

Diego e Marcelo Rezende


Leia também: Após apresentar o “Jornal Nacional”, jornalista troca Globo por CNN Brasil

O filho de Marcelo Rezende mora na Argentina, em Buenos Aires, desde criança. Formado em jornalismo pela Universidade de Belgrano e pós-graduado em história, ele começou a carreira assim como seu pai, no jornalismo impresso. A CNN Brasil tem feito contratações de peso nos últimos meses, passando por emissoras como Band , Globo , Record TV e entre outras, a previsão é que a emissora entre no ar em 2020.



Comentários Facebook
Leia mais:  Ao vivo, Nicole Bahls surta e deixa programa da Record TV
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana