conecte-se conosco


Cidades

“Um Por Todos e Todos Por Um” fecha 2019 com avaliação positiva

Publicado

O Auditório Maestro China da Secretaria de Educação de Cuiabá teve lotação máxima para a festa de fechamento da edição 2019 do programa “Um Por Todos e Todos Por Um”. Coordenado pela Controladoria Geral do Município, o programa tem o apoio da Secretaria Municipal de Educação e, somente neste ano, atendeu 2.344 alunos de 27 escolas municipais de Cuiabá. Somando todas as edições, desde 2014, quando foi implantado, foram alcançadas cerca de 17 mil crianças.

Presente no evento e representando o prefeito Emanuel Pinheiro, o Controlador Geral do Município, Carlos Roberto da Costa, o “Nezinho”, afirmou que “os recursos são escassos, mas bem geridos e por isso as coisas caminham bem na atual administração”.

“O programa já virou referência em tese de mestrado na Universidade Cásper Líbero, de São Paulo, defendida pela aluna Ivone Melo, com a elaboração de Betina Rugna, da Turma da Mônica de Mauricio de Souza”, festejou Joilce Acosta, uma das coordenadoras do programa.

Leia mais:  Prefeito entrega pavimentação e nova instalação de escola neste domingo

Em discurso no evento, a diretora geral de Gestão Educacional, Mabel Strobel, representando o secretário de Educação, Alex Vieira Passos, confirmou que o programa vai continuar em 2020. “Até mesmo porque já executamos um dos projetos que constam da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) recentemente lançada pelo Governo Federal, que é de estimular a criança no exercício da cidadania”, disse.

Uma das parceiras do programa, a Controladoria Geral da União fala em ampliação do trabalho para o ano que vem. “Queremos estimular a população no controle social a partir das crianças”, afirmou o  controlador Daniel Gontijo.

No fechamento da edição 2019 quem brilhou mesmo foram as crianças que exibiram o que aprenderam, como a aluna Ana, de 10 anos, cadeirante, que desmanchou-se em sorrisos ao subir ao palco com a turma da Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Deputado Ulisses Guimarães, localizada no bairro Ouro Fino, na coreografia “Ser diferente é normal”.

A mãe, Stefany Pereira, moradora do Parque Atalaia confirmou que o “Um Por Todos e Todos Por Um” está sendo ótimo para a filha. “Ela está mais compreensiva e mais amorosa, principalmente na atenção e na ajuda o próximo”, comentou Stefany.

Leia mais:  Inauguração do segundo Relógio Cuiabá 300 acontece nesta quinta-feira (25)

Ao todo 11 escolas se apresentaram no encerramento da edição deste ano com diferentes performances no palco, principalmente com trabalho corporal em conjunto.

 

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Brasil confirma 807 mortes e 11,6 mil novos casos de Covid-19 em um dia

Publicado

por

O Brasil registrou nas últimas 24 horas a confirmação de 807 mortes e de 11.687 novos casos confirmados de Covid-19 no país.

Com os novos números, o país possui 374.898 casos confirmados e 23.473 mortes relacionadas ao novo coronavírus. De acordo com os números da Universidade Johns Hopkins, o Brasil é o segundo país com mais casos da doença (atrás apenas dos Estados Unidos, com 1,6 milhão) e o sexto com mais mortes.

Os números do boletim diário divulgado pelo Ministério da Saúde dizem respeito às confirmações de novos casos e mortes registradas ao longo do último dia, independentemente da data em que tenham ocorrido. Novos casos e mortes demoram a serem confirmados em função dos prazos para a realização de testes e pela própria dinâmica de trabalho das secretarias estaduais de Saúde.

Segundo a pasta, dos casos confirmados, 153.833 são pessoas que já se recuperaram da doença. Outros 197,5 mil casos estão em acompanhamento. Além das 23,4 mil mortes já confirmadas, outros 3.742 óbitos já ocorridos estão sendo estudados para a possibilidade de relação com a Covid-19.

Leia mais:  Em parceria com IFMT, Secretaria oferecerá capacitação a feirantes e ambulantes

Regiões

O estado de São Paulo, com 83,6 mil casos e 6,2 mil mortes, é o que concentra o maior número de ocorrências da doença no país. Na sequência, aparecem o Rio de Janeiro, que voltou a ser o segundo estado com o maior número de casos, ao se aproximar de 40 mil diagnósticos (39,2 mil). No Rio, foram registradas 4,1 mil mortes.

Na sequência, aparecem Ceará (36,1 mil casos e 2,4 mil mortes), Amazonas (30,2 mil casos e 1,7 mil mortes), Pernambuco (28,3 mil casos e 2,2 mil mortes) e Pará (26 mil casos e 2,3 mil mortes).

Boletim - 25/05

Boletins Coronavírus – 25/05

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana