conecte-se conosco


Cidades

Turistas voltam serem atacados por piranhas no Lago do Manso, em MT

Publicado

Banhistas que frequentam o Lago do Manso, no município de Chapada dos Guimarães (64 Km de Cuiabá), continuam relatando ataques de piranhas e fazendo alertas para outras pessoas que não conhecem o local ou não sabem sobre a existência dessa espécie de peixe no lago. Um dos alertas mais recentes partiu de uma servidora pública que esteve no lago neste fim de semana juntamente com familiares.

Eles pararam em uma Prainha chamada Bora Bora e num determinado momento a mulher sentiu algumas mordidas nos pés. Apavorada, ela saiu da água e constatou os ferimentos causados pelas mordidas dos peixes.

Somente depois do episódio é que receberam alertas de moradores da região sobre a existência de piranhas no lago. Somente a mulher foi atacada.

Ela, além de alertar outros banhistas, também se disse aliviada pelo fato do ataque não ter sido contra o filho dela ou outras crianças que também estavam na água. No dia 7 deste mês, em um grupo de moradores de Várzea Grande, uma participante compartilhou um áudio e uma foto mostrando o pé de um homem com um ferimento do dedão e alguns pontos de sutura.

Leia mais:  O futuro já começou! Cuiabá +300

Ela relatou no áudio que foi em decorrência de um  ataque de piranhas. “Meu filho foi ontem lá no Manso tomar banho e olha o que a piranha fez no dedo dele. Estou divulgando para vocês ficarem em alerta, quem gosta de estar indo pro Manso”.

ATAQUES FREQUENTES

Alertas de banhistas sobre mordidas nos pés causadas por piranhas não são uma novidade no Lago do Manso. Em 22 de fevereiro de 2015, a promotora de Justiça Lindinalva Rodrigues foi vítima de um ataque de piranha no local. À época, ela relatou que teve um pedaço de pele arrancado de um dedo do pé direito ao ser mordida por um único peixe.

Em setembro de 2017, cinco ataques de piranhas foram registrados no local por banhistas que aproveitavam o feriado do dia da Independência da república.

Em janeiro deste ano, um publicitário que estava hospedado numa pousada na região de Manso também relatou que tomava banho no lago quando sofreu um ataque de piranhas. Ele disse na época que os ataques eram frequentes, mas segundo ele, muitas pessoas desistem de falar sobre o caso para evitar um prejuízo aos estabelecimentos no local.

Leia mais:  Cuiabá credencia laboratórios via Ministério da Saúde e passa a ofertar mais de 800 próteses dentárias por mês

Por:folhamax

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Prefeitura publica calendário de pagamento do IPTU; veja datas

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá estabeleceu a programação para pagamento do IPTU em 2021, que deve começar a partir de 1º de março. O Decreto nº 8.285, que determina o cronograma, foi publicado na Gazeta Municipal.

 

Assim como em outras edições, o pagamento poderá ser feito em cota única ou em até oito parcelas. O valor mínimo de cada parcela será de R$ 57,26.

 

Aqueles que não tiverem débitos de anos anteriores e optarem por quitar o IPTU em cota única até o dia 14 de abril, terão desconto de 10%. Os carnês serão enviados para todos os contribuintes que contam no Cadastro Imobiliário do Município.

 

Já as guias do IPTU de imóveis territoriais deverão ser retiradas nos postos de atendimentos do Município ou por meio do site.

 

A retirada presencial poderá ser feita no Centro Integrado de Atendimento ao Contribuinte (CIAC), nas Lojas de Atendimento ao Contribuinte (LAC-Norte e LAC-SUL), e em outros postos de atendimento que serão indicados pela Prefeitura de Cuiabá.

Leia mais:  Programa de Tratamento Ortopédico para Criança Cuiabana realiza mais de 400 cirurgias de ‘pé torto congênito’

 

Outra informação que o munícipe deverá ficar atento é em relação ao pedido de isenção do pagamento, que neste ano poderá ser feito no período de 1º de junho a 30 de julho, com validade até 2024.

 

Caso a solicitação seja indeferida, será concedido um prazo de 30 dias, a partir da ciência do contribuinte quanto à decisão, para que o valor seja pago sem desconto e sem a incidência de juros e multa.

 

“De acordo com os termos do art. 5º da Lei nº 5.355/2010, alterado pela Lei nº 5.797/2014, estão isentos do Imposto Predial e Territorial Urbano os imóveis residenciais com valor venal atualizado igual ou inferior a R$ 33.921, excluindo-se os imóveis territoriais, comerciais, unidades autônomas desdobradas com cadastro individualizado para fins tributários, chácaras de recreio e garagens de edifícios”, explica o decreto municipal.

 

Veja calendário de pagamento: 

 

Primeira parcela e cota única: 14 de abril

 

Segunda parcela: 14 de maio

 

Terceira parcela: 14 de junho

Leia mais:  Cuiabá credencia laboratórios via Ministério da Saúde e passa a ofertar mais de 800 próteses dentárias por mês

 

Quarta parcela: 14 de julho

 

Quinta parcela: 13 de agosto

 

Sexta parcela: 14 de setembro

 

Sétima parcela: 14 de outubro

 

Última parcela: 12 de novembro

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana