conecte-se conosco


Esportes

Torcida do Cruzeiro protesta e “presenteia” jogadores com garrafas de cachaça

Publicado

Lance

Torcedores protestaram em frente ao CT do Cruzeiro arrow-options
reprodução / Twitter

Torcedores protestaram em frente ao CT do Cruzeiro

Uma manifestação marcou a tarde de quarta-feira na Toca da Raposa II, centro de treinamentos do Cruzeiro. Em outro ato de protestos de torcedores, um grupo colocou 11 garrafas de cachaça na entrada do CT cruzeirense.

Leia também: Thiago Neves critica Rogério Ceni após eliminação na Copa do Brasil

As garrafas foram “oferecidas” a oito atletas do Cruzeiro : Thiago Neves, Edilson, Egídio, Robinho, Henrique, Pedro Rocha, Ariel Cabral e Jadson. Uma faixa também foi exposta com os seguintes dizeres: 

Thiago Neves , Edilson , Egídio, Robinho, Henrique, Pedro Rocha , Ariel Cabral e Jadson some (sic) do Cruzeiro junto com essa diretoria que está levando o time do Cruzeiro para as páginas policiais. Prêmio para vocês: 11 garrafas de cachaça que está (sic) aqui”.

Protesto em frente ao CT do Cruzeiro arrow-options
reprodução / Twitter

Protesto em frente ao CT do Cruzeiro

Leia também: Cruzeiro admite salários atrasados e crava permanência de Rogério Ceni

Gritos e palavras de ordem também foram entoados contra a diretoria celeste e reforçaram o apoio ao técnico Rogério Ceni. O presidente Wagner Pires de Sá publicou um vídeo pedindo apoio aos torcedores e atacou os conselheiros que, na sua visão, estão tentando enfraquecer e destruir o Cruzeiro .

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Leia mais:  Cadáver é encontrado no quintal da casa de jogador do Arsenal
publicidade

Esportes

Setor ofensivo funciona e Corinthians espanta a crise com vitória na Arena

Publicado

por

Lance

Corinthians arrow-options
Reprodução/Corinthians

Love anotou um dos gols do Corinthians

O Corinthians precisava dar uma resposta a sua torcida e aliviar a crise que se instalava no clube. E conseguiu, ao vencer o Bahia por 2 a 1, com polêmicas do VAR. Para conseguir a vitória, Carille montou um time com um meio-campo diferente, com Sornoza na armação das jogadas e Love e Clayson se alternando no comando de ataque, fazendo inversão pelas pontas. A bola na trave do camisa 25 logo no começo da partida dava a impressão de que o Timão partiria para o ataque.

LEIA MAIS: Flamengo vence o Cruzeiro e alcança recorde de vitórias no Brasileirão

Realmente, o time que foi visto na quarta-feira, na derrota para o Del Valle (EQU) por 2 a 0 pela Sul-Americana, não deu as caras na Arena. Partindo para cima da equipe baiana, o Timão mostrava repertórios de jogadas, com Ramiro e Sornoza recompondo e chegando também ao ataque, mostrando que pode ser uma alternativa para válvula de escape do time de Carille.

Já a equipe do Bahia ameaçou o Timão principalmente pelos lados, com Élber na esquerda e Arthur na direita, se aproveitando do jovem Carlos Augusto, atuando na vaga de Avelar, machucado.

Leia mais:  Atleta do São Paulo capota carro em acidente no interior, mas passa bem

O Tricolor de Aço teve um pênalti revisto pelo VAR, que o juiz não marcou. Isto pareceu inflamar o Corinthians, que logo na sequência, teve um pênalti assinalado pelo árbitro de vídeo, que acabou com o gol de Vagner Love, premiando o time que mais buscou o ataque na primeira etapa, já que o Timão teve 11 finalizações na partida.

LEIA MAIS: Renato Gaúcho contesta Sampaoli: “ganhou alguma coisa?”

O panorama do segundo tempo mudou radicalmente. Apostando nos contra-ataques, o Corinthians não conseguia mais chegar a área do Bahia, que começou a assustar a zaga corintiana. Até que, numa disputa de Clayson com Gregore, o árbitro foi ao VAR novamente e marcou o pênalti para o Bahia. Gilberto bateu e marcou, empatando a partida.

O Timão pareceu sentir o empate e Carille resolveu mexer, colocando Jadson na vaga de Ramiro, atuando com dois armadores para dar mais consistência ao ataque. A alteração deu certo, e Clayson aproveitou um lançamento de Pedrinho para marcar.

LEIA MAIS: São Paulo vence o Botafogo com gol nos acréscimos. Veja detalhes da partida

Leia mais:  De saída do Alavés, Calleri não crê em volta ao SPFC, mas cita carinho ao clube

Após o segundo gol, o Corinthians passou a apostar ainda mais nos contragolpes, com Janderson na vaga de Clayson, jogando com ainda mais velocidade pelos lados do campo. Pelas circunstâncias da partida, nenhuma equipe conseguiu assustar mais as metas adversárias. Vitória merecida do Corinthians, nova formação testada no meio e espanto na crise do Timão.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana