conecte-se conosco


Política

Toninho de Souza participa de primeira reunião como membro da CPI dos Filantrópicos

Publicado

O vereador Toninho de Souza (PSD) participou na tarde desta quarta-feira (05), na Câmara Municipal de Cuiabá, da primeira reunião, oficialmente, como membro da CPI dos Filantrópicos. A Comissão Parlamentar de Inquérito, irá investigar os repasses de recursos da Prefeitura para os 4 hospitais filantrópicos da Capital (Santa Helena, Hospital de Câncer, Hospital Geral e Santa Casa de Misericórdia). Durante a reunião o parlamentar falou sobre o papel da CPI que terá como foco a investigação na Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, que está fechada há três meses e enfrenta sérios problemas financeiros.
“O que nós temos que trazer à tona é a realidade financeira da Santa Casa, nós já temos documentos da Prefeitura de Cuiabá que comprovam que os repasses à Unidade de Saúde estão em dia, e que já repassaram até dinheiro a mais. Existe claramente um problema de gestão dentro da Santa Casa, o que a CPI vai trazer à tona é onde está o furo financeiro, tentar identificá-lo, precisamos fazer isso até para buscarmos um caminho para uma solução. Não estamos aqui para sacrificar e nem crucificar ninguém, mas queremos entender onde está este furo Financeiro”, explicou.
Toninho de Souza esclareceu ainda que é necessário entender por qual motivo os repasses não são suficientes para manter os gastos da Instituição. “Precisamos saber se o furo está, por exemplo, em cima dos fornecedores ou do excesso dos funcionários, nós ainda não conseguimos compreender isso até o momento. Isso porque os documentos que chegaram à comissão e que eu tive acesso, não são suficientes para termos o extrato dessa situação”.
O parlamentar falou sobre sua missão como membro da Comissão Parlamentar de Inquérito. “Eu vim com a missão de esclarecer essa situação, nós queremos trazer à tona para sociedade e dizer claramente com documentos, onde existe a falha do sistema financeiro da Santa Casa, a Prefeitura está em dia, o Governo do Estado tem cumprido a sua obrigação, o problema é interno, onde está à falha, esse é o desafio da CPI, para isso precisamos da colaboração da Santa casa, para que juntos possamos encontrar respostas para várias perguntas que existem nesse momento”, pontuou.
O vereador lembrou ainda sobre a importância da transparência da gestão para com a sociedade. “O que eu entendo é que a Santa Casa é do povo de Mato Grosso, ela não é particular e nem filantrópica, porque ela é mantida quase que na totalidade com recursos do SUS, a ajuda de Brasília vem por emendas de parlamentares, quando falta este recurso, é pedido dinheiro da população, temos empresários que ajudam a Santa Casa. Portanto nós temos que ter a transparência na prestação de recursos da Santa Casa. Esta é essa colaboração que eu espero da direção, se esse furo não é de responsabilidade de ninguém, é por falta de recursos, tenho certeza que a sociedade vai ajudar, vai continuar ajudando, mas para isso existe um fator importante no meio desta história, que a transparência”, finalizou.
A Comissão irá convocar para esclarecimentos (oitivas), o ex-presidente da Santa Casa, Luís Felipe Sabóia e o tesoureiro à época. O atual presidente Antônio Preza e atual tesoureiro, o secretário Municipal de Saúde e também o coordenador financeiro, representante responsável pela fiscalização dos contratos e a coordenação da Central de vagas. O cronograma das datas de oitivas será divulgado em breve pela Comissão. A CPI dos Filantrópicos é presidida pelo vereador Renivaldo Nascimento, a relatoria é de responsabilidade do vereador Chico 2000 e o membro titular, é o vereador Toninho de Souza.

Verônica Rakel
Assessoria de Imprensa
(65)9-9931-2834

Leia mais:  Associações de equoterapia podem ser isentas de pagar GTA

Imprimir Voltar Compartilhar:  

Comentários Facebook
publicidade

Política

Sala da Mulher entrega 2,5 toneladas de alimentos e mais de R$ 11,5 mil a entidades filantrópicas

Publicado

por

“Só temos a agradecer ao público do Teatro Zulmira Canavarros, aos produtores culturais e, principalmente, às entidades beneficentes que farão chegar às famílias necessitadas os alimentos que arrecadamos; somos todos ‘formiguinhas’ nesse trabalho de ramificação do bem”, emocionou-se a coordenadora da Sala da Mulher, Daniella Paula de Oliveira, que representou a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) na entrega de alimentos arrecadados por meio do “ingresso social” no espaço cultural da Casa. A entrega dos donativos aconteceu na tarde dessa sexta-feira (07/12), no ‘foyer’ do Teatro Zulmira Canavarros.

Divididas em cestas básicas, as 2,5 toneladas de alimentos foram destinadas à União Rondonopolitana de Associações de Moradores de Bairro (Uramb), à Associação de Mulheres Solidárias Joana D’Arc, à Associação Espírita Wantuil de Freitas, à Casa da União Santa Luzia, à Igreja Batista de Arenápolis e ao Sopão Solidário de Nossa Senhora do Livramento.

A Associação Espírita Wantuil de Freitas, que presta importante serviço comunitário em Cuiabá – na região do Grande CPA – recebeu 150 litros de leite, além de bolachas – para a merenda das crianças atendidas pela entidade.

Leia mais:  Vereador Frankes homenageia professores em solenidade nesta sexta

“Agradecemos de coração”, externou o representante da entidade, Gilmar Lopes.

Cada uma das demais entidades beneficentes recebeu 50 cestas básicas. Tudo será destinado a famílias carentes, informaram Renan Santos – da Igreja Batista de Arenápolis -, Pedrosa Nunes – da Associação Joana D’Arc -, Nilza Sirqueira – da Uramb – e Auto Anunciação da Silva, do “Sopão de Livramento”.

Ao longo do ano, mais de 30 toneladas de alimentos foram arrecadadas e doadas por meio do trabalho realizado no Teatro Zulmira Canavarros e Sala da Mulher.

BAZAR SOLIDÁRIO

Na mesma ocasião, Rosa Zamignan – representante da Organização Nova Acrópole Cuiabá – recebeu pela entidade os recursos arrecadados no “Bazar Solidário” realizado na última quinta-feira (06/11) pela Sala da Mulher – soma que totalizou quase R$ 11,6 mil e será destinada à adequação do espaço físico.

A entidade é uma escola de filosofia, sem fins lucrativos, com o objetivo da “promoção da cultura, balizada pela formação humana”, conforme explica o diretor Roni Cezar Silva Almeida. A organização promove palestras e cursos, para que as pessoas “mudem o comportamento perante a vida, desenvolvam valores e a moral, de forma consciente”, acrescenta Zamignan.

Leia mais:  Assembleia homenageia personalidades de Confresa

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana