conecte-se conosco


Tecnologia

Telegram x Whatsapp: como funciona a privacidade desses aplicativos?

Publicado

O Telegram voltou a ser assunto na internet depois que uma conversa entre o atual Ministro da Justiça Sérgio Moro e procurador do Ministério Público Federal em Curitiba Deltan Dallagnol foi vazada no domingo (9). Tudo porque o app russo utilizado para trocar mensagens promete ser um dos mais seguros entre outros que oferecem esse tipo de serviço mas, ainda assim, não foi o suficiente para que os diálogos não viessem à tona. 

Leia também: 4 atitudes que você deve evitar para não ter a conta no WhatsApp invadida

Tela inicial do Telegram
shutterstock

O Telegram é um aplicativo russo de troca de mensagens e promete ser um dos mais seguros do mercado

Indo além do debate político que envolve o caso divulgado pelo  The Intercept Brasil , a questão da privacidade dos apps está sendo discutida. Como funciona a segurança no Telegram ? E, ainda mais, qual a diferença para o queridinho e popular  WhatsApp

Segundo o site do app usados por Moro e Dallagnol, há duas “garantias” quando o assunto é privacidade:

  1. Proteger suas conversas privadas de terceiros “bisbilhoteiros”, como funcionários, empregadores, etc.
  2. Proteger seus dados pessoais de terceiros, como profissionais de marketing, anunciantes, etc.
Leia mais:  Google lança jogo com termos mais buscados em 2018. Você sabe quais foram?

Apesar de oferecer criptografia de ponta-a-ponta e ferramenta de privacidade , como os Chats Secretos, para permitir que essas conversas privadas e dados não sejam acessados por outras pessoas, e a efetividade da proteção do app ao usuário já foi contestada.

Um estudo divulgado em 2016 pela Electronic Frontier Foundation (EFF), fundação voltada para a proteção dos direitos civis no ambiente digital, avaliou o serviço de forma negativa por usar duas formas diferentes de criptografia: uma para conversas comuns e outra voltada para os Chats Secretos. Nesse caso, a segunda é mais sofisticada do que a primeira. 

Como funciona o Telegram e qual a diferença do app para o Whatsapp?

Quando você começa uma conversa pelo Telegram, os dados “viajam” do seu aparelho para o do seu amigo com uma “máscara de segurança” para que só vocês possam ler o conteúdo, já que o que você enviou fica embaralhado na nuvem.

Esse método de segurança, porém, só está disponível dentro da opção do Chat Secreto, onde o usuário consegue enviar textos, fotos e vídeos que  se “autodestroem” depois de serem lidos. 

Leia mais:  Microsoft vai desativar contas consideradas inativas

Nas conversas comuns, o sistema de privacidade funciona diretamente entre o seu aparelho e os servidores do app — o que permite que as mensagens sejam decodificadas na nuvem. Esse método é justificado para que o usuário possa acessar as conversas pela versão desktop. 

Já quando falamos do WhatsApp, a criptografia de ponta-a-ponta funciona em todos os tipos de conversa, ou seja, não é preciso acessar um “modo secreto” para ter essa proteção.

A maior diferença, portanto, está no fator do app oferecer backup de conversas automaticamente, o que torna a proteção mais frágil, já que as conversas ficam armazenadas no iCloud ou Google Drive, enquanto o Telegram deixa esse histórico na nuvem do próprio servidor.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Fãs de tubarões brancos criam app para localizar os predadores em tempo real

Publicado

por

source

Hardcore

Um aplicativo para celular se tornou febre entre os fãs de tubarões brancos ao redor do mundo. O Sharktivity App, desenvolvido pela Divisão de Pesca Marítima de Massachusetts, o Cape Cod National Seashore e por outros pesquisadores norte-americanos foi criado primeiramente com o intuito de alertar as pessoas sobre a presença de tubarões-brancos nas costas do Atlântico, mas os usos do aplicativo acabaram se desdobrando para um público específico: os fãs de tubarões brancos .

Leia também: De graça! 30 aplicativos e jogos para Android estão abertos por tempo limitado

tubarão branco arrow-options
Reprodução Hardcore

Tubarão branco pode ser encontrado por um fã com o novo aplicativo

A usuário do Sharktivity App, Sue Koeszela, deu uma entrevista ao portal Mass Live no qual explica que viajou 800 quilômetros até Cape Cod só porque um report de tubarão-branco havia sido emitido. “Nunca vi um grande tubarão branco, então acho que é daí que vem o fascínio. Perder uma oportunidade dessas seria algo devastador”, conta Koeszela.

Leia mais:  Crise? Uber demite mais de 400 em segundo grande corte do ano

E há números que indicam que os fãs de tubarão estão crescendo ao redor do mundo. O Sharktivity App levantou dados do crescimento de downloads de seu aplicativo desde seu lançamento em 2016 e os downloads em 2019 alcançaram o número de 210.000 usuários, número que igualou o resultados dos três primeiros anos de atividade do app.

“Houve uma real obsessão pelos tubarões que realmente atraiu mais pessoas do que as afugentou”, disse Wendy Northcross, CEO da Câmara de Comércio de Cape Cod. “As pessoas meio que têm essa enorme curiosidade. As perguntas mais frequentes aqui são: “Onde podemos ver os tubarões?”, ressalta.

Leia também: Seguindo os passos do Instagram, Facebook pode parar de exibir likes na rede

As colaborações de pesquisadores no Sharktivity aumentam a cada ano. Recentemente, sensores de calor e GPS foram imputados no corpo de tubarões para que os animais possam ser localizados mais facilmente, ajudando a manter a segurança das praias, além de incentivar agências de expedição marinha no turismo.

Leia mais:  Google lança jogo com termos mais buscados em 2018. Você sabe quais foram?

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana