conecte-se conosco


Educação

Técnicos do Sírio Libanês elogiam estrutura do HMC

Publicado

Apontado pelo Ministério da Saúde como marco histórico e case de sucesso para o Sistema Único de Saúde (SUS), o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), Dr. Leony Palma de Carvalho continua despertando o interesse de outros estados brasileiros. A unidade, que já recebeu a visita de secretários municipais de Saúde de Goiás, Mato Grosso do Sul e Rondônia, encantou, na última segunda-feira (02), técnicos do Centro de Referência Internacional em Saúde do Sírio-Libanês (SP).

De acordo com o consultor de Novos Projetos do Sírio-Libanês, Higor Santos as boas impressões colhidas na visita de reconhecimento pode culminar em parceria federal, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS).

“O que vimos aqui, foi que a estrutura e uma infraestrutura é superior a de muitos hospitais particulares que já visitamos. Mas o que mais impacta são as pessoas, a forma com que os profissionais estão levados um atendimento de qualidade para a população. Uma equipe super engajada que quer realmente fazer a diferença. E isso nos motiva levar para o Ministério da Saúde que vale à pena investir no HMC. Realmente, ficamos impressionados e impactados com o que vimos aqui, com toda certeza é uma referência nacional”, frisou.

Leia mais:  Governador afirma que decisão do TSE é “prudente” e reduz riscos a MT

Para o diretor da Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP) Alexandre Beloto os excelentes resultados obtidos por meio dos técnicos é fruto do bom alinhamento político do prefeito Emanuel Pinheiro com o Ministério da Saúde, do amor por Cuiabá e do desejo de virar de escrever uma nova página para a Saúde, motivo pelo qual ele tem apresentado o HMC para todo o país.

“É muito gratificante ver os frutos do trabalho e esforço árduo que o prefeito Emanuel vem fazendo para mudar a Saúde Pública de Cuiabá, a tonando referência em todo país. Em maio, estivemos em São Paulo para conhecer e bater um papo com a diretoria do Sírio Libanês, em virtude do Ministério ter dito que tem uma parceria de filantropia junto à eles que é excelência no mundo em tratamento de saúde. Nesta reunião, foram levantados várias demandas, dentre elas o prefeito conseguiu demonstrar a grandiosidade do HMC não apenas para de Cuiabá mas para todo o estado. E o resultado é a sinalização de que a Capital poderá ter atendimentos em saúde ainda mais humanizados e com a qualidade de primeiro mundo”, enfatizou Beloto.

Leia mais:  Receita já recebeu 2,46 milhões de declarações do Imposto de Renda

HMC

Já estão em funcionamento o ambulatório com mais de 13 especialidades médicas, 180 leitos clínicos com equipamentos de última geração, farmácia satélite e o parque tecnológico de imagens, com serviços de ultrassonografia, endoscopia, colonoscopia e radiografia, além de 40 leitos de UTI.

A decisão de entregar o HMC em etapas também vem sendo elogiada pelo Ministério da Saúde, que considera a unidade como uma das melhores entidades públicas de saúde em implantação no país, pois segue rigorosamente o cronograma estipulado, observando as legislações e as especificidades de cada setor.

Quando a unidade estiver funcionando com sua capacidade total, terá 315 leitos ao todo, sendo 178 de adultos, 20 leitos no Centro de Tratamento de Queimados – CTQ, 60 de UTI, 38 de Emergência, 6 salas de cirurgia e 13 leitos RPA (recuperação pós anestesia), além do moderno centro de imagens e o heliponto.

Comentários Facebook
publicidade

Educação

Aulas não presenciais na rede estadual começam na segunda-feira em MT

Publicado

As aulas para os alunos da rede estadual de ensino retornam na segunda-feira (3) de forma não presencial (online e off-line). As aulas serão ofertadas de duas formas, online, por meio da plataforma digital Aprendizagem Conectada, e off-line, com apostilas para quem não tem acesso à internet.

As aulas não presenciais serão organizadas em cinco etapas: produção do material escolar, com a organização semanal de estudos e planejamento do professor; disponibilização do material escolar; atendimento ao estudante; intervenção pedagógica; e registro em tempo real no final do semestre.

Por meio de uma parceria com a Microsoft Corporations, será disponibilizado aos estudantes e professores o aplicativo Teams, uma ferramenta para auxiliar nas aulas online. O aplicativo Teams é uma multiplataforma que pode ser utilizada a partir de um desktop (computador pessoal), notebook, tablet ou dispositivo móvel (celular). Com ele, os professores poderão interagir com os estudantes, compartilhar arquivos e sites, criar blocos de anotações de classe, além de disponibilizar tarefas e questionários.

Leia mais:  Justiça prescreve ação contra ex-deputado José Domingos Fraga

A Seduc também vai continuar ofertando as videoaulas pela TV Assembleia, tanto para os alunos do ensino médio quanto para os do fundamental.

Conforme destaca a secretária de Estado de Educação, Marioneide kliemaschewsk, as aulas não presencias terão a participação e envolvimento de toda a unidade educacional, ou seja, equipe gestora, coordenador pedagógico e, principalmente, do professor.

Para os alunos sem acesso à internet, a Seduc disponibiliza apostilas impressas que podem ser solicitadas pelos pais diretamente na escola. Para arcar com as despesas com essas impressões, a Seduc repassa recurso para as escolas por meio do Programa Político Pedagógico.

A secretária ressalta ainda que a parceria entre a escola e a família será imprescindível para garantir o acesso, a permanência e o sucesso do aluno.

Para ter acesso às aulas online, o aluno deve entrar no www.aprendizagemconectada.mt.gov.br ou no site da Seduc www.seduc.mt.gov.br.

Formação
A Seduc está realizando a formação continuada com os professores (efetivos e contratados) sobre o uso de tecnologias digitais que serão usadas nas aulas não presenciais, como, por exemplo, o uso de recursos da Microsoft Teams. A capacitação será ofertada em duas etapas pelos 15 Centros de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica (Cefapros). A primeira etapa foi de 20 a 31 de julho e a segunda será de 17 de agosto a 11 de setembro, totalizando 60 horas.

Leia mais:  Comissão de mototaxistas de Rondonópolis discute projeto de isenção de impostos para motos

A metodologia adotada é a perspectiva da aula invertida. O material de apoio está disponibilizado na plataforma Aprendizagem Conectada, no ícone “Orientações”, “Orientações aos Professores”, “Formação” e “Vídeos”.

Por: G1

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana