conecte-se conosco


Esportes

Stephen Curry se torna o terceiro com mais bolas de três na história da NBA

Publicado


Stephen Curry se tornou o terceiro jogador com mais bolas de três na história
Reprodução

Stephen Curry se tornou o terceiro jogador com mais bolas de três na história

Um dos maiores jogadores da atual geração, Stephen Curry atingiu mais uma marca histórica em sua carreira nesta sexta-feira (11) ao se tornar o terceiro maior pontuador de bolas de três da história da principal liga de basquete dos Estados Unidos e do mundo.

Leia também: Astro do Warriors, Stephen Curry diz não acreditar que o homem já foi à Lua

O Golden State Warriors derrotou o Chicago Bulls por 146 a 109, e com as cinco bolas de três anotadas em 11 tentativas, Curry chegou a 2.285 em sua carreira, ultrapassando Jason Terry (2282). A média do armador, que soma 656 partidas, é de 3,47 bolas do perímetro por jogo.

Para se tornar o maior arremessador de três da história, Steph terá que ultrapassar ainda Ray Allen, que anotou 2.937 bolas em 1.300 jogos, com uma média de 2,25 por partida, e Reggie Miller, que em 1.389 aparições, anotou 2.560 bolas de três, uma média de 1,84 por partida. 

Leia mais:  Torcida do Palmeiras lota porta do CT antes de partida contra o Vasco; assista

Leia também: Curry quer mudança em vendas de seus tênis após reclamação de menina de 9 anos

Outro feito do armador nesta temporada foi o de ter batido um recorde que já durava 22 anos na NBA, acertando cinco ou mais cestas de três pontos em seis partidas consecutivas. O recordista anterior foi George McColud, aposentado desde 2002, quando defendeu o Denver Nuggets.

Curry atingiu a marca em partida contra o New York Knicks, quando acertou seis arremessos em 10 tentativas, comandando a vitória dos Warriors.

Em fevereiro de 2013, Curry obteve seu melhor desempenho até hoje na NBA marcando 54 pontos contra o Knicks. Ele acertou 11 arremessos de três em 13 tentativas.

Confira alguns dos feitos de Curry em sua carreira

  • Em abril de 2014, marcou 47 pontos contra o Blazers com sete triplos;
  • No ano seguinte venceu pela primeira vez o prêmio de MVP e, em fevereiro, marcou 51 pontos contra o Mavericks sendo 10 cestas de três pontos em 16 tentativas;
  • Na noite de Halloween de 2015, Curry fez 53 pontos contra o Pelicans. É a segunda melhor marca de sua carreira;
  • Em fevereiro de 2016 marcou em dois jogos 51 pontos e, contra o OKC Thunder arremessou uma bola de três de nove metros para vencer a partida. Neste dia, ele fez apenas 46 pontos, mas seu desempenho é sempre lembrado pela última bola;
  • Ano passado ele bateu o recorde de cestas de três em uma única partida: 13 de 17 tentativas.
Leia mais:  Entradas para a final da Libertadores serão comercializadas pelo Real Madrid

Leia também: Veja o vídeo do exato momento do acidente de carro do astro Stephen Curry

A carreira do armador, de 31 anos, é incrível até aqui, com direito a dois prêmios de MVP, dado ao melhor jogador da temporada. Será que em 2019 Curry fatura o troféu mais uma vez? Deixe sua opinião nos comentários.

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Sampaoli diz que não sabia dos problemas financeiros do Santos e exige reforços

Publicado

por


Sampaoli comandou o Santos pela primeira vez no último domingo (13), em empate por 1 a 1 contra o Corinthians
Reprodução / Santos FC

Sampaoli comandou o Santos pela primeira vez no último domingo (13), em empate por 1 a 1 contra o Corinthians

O técnico Jorge Sampaoli concedeu uma entrevista coletiva nesta sexta-feira (18), dia que antecede a estreia do Santos no Campeonato Paulista e foi sincero ao responder sobre os principais assuntos envolvendo o time, como a falta de dinheiro para trazer reforços, a saída de Bruno Henrique e também sobre o goleiro Vanderlei.

Leia também: Sampaoli confirma busca por goleiro e Vanderlei admite: “Chateado”

Sampaoli falou sobre suas expectativas ao assumir o Santos , afirmou que tinha ciência da saída de jogadores importantes, mas que não sabia que a situação financeira do clube era tão complicada, e espera que as promessas feitas pela diretoria sejam cumpridas.

“Se estava inteirado da situação financeira, a verdade é que não. Tinha claro que viria com a chance de assumir um clube grande, que vai brigar por muitas coisas no ano, que teríamos um time competitivo, apesar das saídas de Gabigol e Rodrygo (para o Real Madrid. Sempre se falou da possível venda de Bruno Henrique”, disse.

Leia mais:  Sampaoli confirma busca por goleiro e Vanderlei admite: “Chateado”

“O time que terminou em décimo em 2018 (no Campeonato Brasileiro), sabendo das saídas e de um novo estilo de treinador, teria que ser reforçado. Isso foi conversado com a direção. Estamos esperando que aconteça. Eu vim para cá fazer um time forte, tenho ilusão que aconteça”, continuou.

Leia também: Multa de €50 milhões! Joia da base, Kaio Jorge assina 1º contrato com o Santos

Sobre a possível saída de Bruno Henrique para o Flamengo, o treinador argentino não revelou o que sabe sobre a negociação, mas lamentou o poder de influência que o dinheiro tem no futebol nos dias atuais.

“Não posso falar sobre conversas entre dirigentes. Não sei o que se passa. Falo com jogadores. Bruno Henrique está contente com a forma de jogo, com o Santos, se encaixa bem, mas tem possibilidades que tem a ver com interesses. Hoje, os interesses econômicos estão acima do futebol, os interesses dos empresários. Tudo muda de um dia para o outro. É muito dinheiro mexendo com a cabeça dos garotos. O dinheiro está acima, e nós abaixo”.

Leia mais:  Respeita o moço. Bigode grosso!

Outro assunto que não sai do noticiário santista é a procura do clube por um outro goleiro, que tenha mais habilidade com os pés do que Vanderlei, apesar disse, o técnico elogiou o jogador e o colocou como titular.

Leia também: Ex-Santos, Flamengo e seleção brasileira, Narciso relembra como venceu o câncer

“Estou muito animado com o que Vanderlei pode oferecer, porque nos assegura um goleiro que evita gols rivais. Estamos trabalhando para que ele melhore com os pés.Vanderlei tem todas as chances de ser titular. Temos que somar coisas a seu jogo. Não vejo ele não sendo titular hoje, depois, durante o ano, dependendo de desempenho, concorrência com outro goleiro, aí veremos”, concluiu Sampaoli .

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana