conecte-se conosco


Esportes

Skatistas brasileiras brilham no STU Open e ficam perto de Tóquio 2020

Publicado

Duas skatistas brasileiras já largaram na frente na corrida por vagas nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no ano que vem. Neste domingo (17), a atual campeã mundial Pâmela Rosa, e Rayssa Leal, a Fadinha do skate, disputaram o título da modalidade street, do STU Open, realizado na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro (RJ).  Após uma batalha acirrada, Pâmela, de 20 anos, levou a melhor nas últimas manobras e garantiu a medalha de ouro, com nota 18,49.  A maranhense Rayssa Leal, de apenas 11 anos, ficou em segundo lugar (nota 17,09) e faturou a prata. Na terceira posição, com o bronze, ficou com japonesa Aori Nishimura (15,60).  

O skate estreia ano que vem como esporte olímpico em Tóquio, no Japão. Pâmela lidera o ranking de classificação na modalidade street, com 140 mil pontos, seguida por Rayssa Leal, com 124 mil.  O STU Open, concluído ontem (17), fechou a temporada internacional de 2019, e abriu a segunda janela de classificação para a olimpíada, que vai até 31 de maio de 2020.  O ranking olímpico será divulgado no dia 1º de junho. O Brasil poderá contar com até 12 atletas (seis homens e seis mulheres), metade na categoria street (manobras em ambiente similar à paisagem urbana, com escadas, corrimões e bancos) e a outra metade na modalidade park (pista em formato de piscina com rampas de vários tamanhos).  

Leia mais:  Treinador da base de equipe de Minas Gerais está desaparecido

Na disputa masculina do street, no STU Open, o brasileiro Lucas Rabelo foi o terceiro melhor, com 34,39 pontos, ficando com o bronze. O vencedor foi o japonês Sora Shirai (35,34) e a prata ficou com o norte-americano Jake Ilardi (35,24). 

O Brasil foi representado ainda por outros cincos skatistas: Kelvin Hoether ficou em oitavo lugar no street masculino; Gabi Mazetto e Virgínia Fortes Águas terminaram em quinto e sexto lugares, respectivamente, no street feminino; Pedro Barros encerrou na sétima posição no park masculino; e Dora Varella terminou em sétimo lugar na competição do park feminino.  O vencedor no park masculino foi o norte-americano Cory Juneau; no feminino o ouro ficou com a japonesa Misugu Okamoto.

Edição: Guilherme Neto

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Martine Grael e Kahena Kunze estarão em Tóquio 2020

Publicado

por

As campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze garantiram, no último final de semana, a participação na próxima edição dos Jogos Olímpicos. A vaga, em Tóquio, na disputa da classe 49er FX de vela, foi garantida no mundial realizado em Geelong (Austrália).

As brasileiras, que ficaram com o ouro nos Jogos do Rio (2016), carimbaram o passaporte para Tóquio ao terminarem o mundial na 12ª posição.

Além de Martine e Kahena, o final de semana também foi de classificação olímpica para Marco Grael e Gabriel Portilho. Eles defenderão o Brasil na classe 49er ao encerrarem o Mundial de Geelong na 13ª posição.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Leia mais:  Corpo de jogadora desaparecida é encontrado no fundo de lago na Itália
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana