conecte-se conosco


Esportes

Silvana Lima vai representar Brasil na estréia do surfe em Tóquio 2020

Publicado

source

A cearense Silvana Lima carimbou seu passaporte para a Olimpíada de Tóquio 2020, durante a disputa da etapa de Mauí (Havaí), última do Circuito Mundial de Surfe (WCT), neste domingo (1). Ela é a segunda brasileira já classificada para a Olimpíada ano que vem: em outubro, na etapa de Portugal, a gaúcha Tatiana Weston-Webb, radicada no Havaí, foi a primeira a assegurar presença nos jogos olímpicos.

Neste domingo (1), Silvana Lima conquistou a última vaga olímpica do Circuito Mundial. A brasileira perdeu no último duelo para a heptacampeã mundial Stephanie Gilmore, as oitavas de final de Mauí. No entanto, a cearense, de 35 anos, arrematou a vaga pois sua rival direta no ranking, a neozelandesa Paige Harej, foi eliminada logo na primeira bateria das oitavas.

As outras surfistas já classificadas para a Olimpíada, além das duas brasileiras, são as australianas Sally Fitzgibbons e Sthephanie Gilmore, a francesa Johanne Defay, a costa-riquenha Brisa Hennessy, e as norte-americanas Caroline Marks e Carissa Moore.

Apesar da presença garantida em Tóquio 2020, Silvana Lima terminou a temporada em 12º lugar no ranking, e não vai disputar o Circuito Mundial de Surfe em 2020. A atleta registrou um comentário nas redes sociais deixando claro que está feliz e vive um momento especial.

Leia mais:  Do Oscar à profissão de ‘pai treinador’. Conheça os projetos de Kobe Bryant

“Nunca imaginei que um dia iria representar meu país. Depois de tanta luta, hoje estou aqui graças a Deus, pra dizer que meu grande sonho acaba de ser realizado!”

Já no Circuito Mundial masculino, a briga por vagas em Tóquio 2020 segue acirrada. O Brasil terá dois representantes, entre os homens.  A definição dos classificados depende da última etapa: a da praia de Pipeline (Havai), que começa no próximo domingo (8).  Até o momento, três brasileiros competem pelas duas vagas: o potiguar Ítalo Ferreira lidera o ranking, seguido pelo atual campeão Gabriel Medina, e Filipe Toledo, na quarta posição, também tem chances de conquistar um lugar na Olimpíada do Japão.  

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Secretário especial defende Lei de Incentivo ao Esporte

Publicado

por

source

O secretário especial do Esporte, Décio Brasil, defendeu hoje (11) a Lei de Incentivo ao Esporte (LIE), em vigor desde 2007. Décio Brasil destacou que a legislação tem favorecido o combate à violência e criminalidade nos municípios mais vulneráveis do país. De acordo com o secretário, apenas no ano passado, a LIE captou, como dedução fiscal, R$ 254,2 milhões, atendendo diretamente a cerca de 1 milhão de pessoas.

“O esporte é a ferramenta principal que possibilita a inclusão social, possibilita desviar nossas crianças e jovens do mau caminho, que afasta as ilicitudes que estão afetando as nossas sociedades e ajuda a melhorar os índices de combate à violência e criminalidade nos municípios mais vulneráveis do país”, disse o secretário especial na cerimônia de entrega do 7º Prêmio Empresário Amigo do Esporte, realizada nesta quarta-feira na capital paulista.

Desde que entrou em vigor, a LIE captou R$ 2,4 bilhões para projetos esportivos. No último ano com dados fechados, 2018, 400 projetos foram beneficiados por cerca de 4 mil incentivadores – pessoas físicas ou jurídicas que destinaram parte do imposto devido para projetos aprovados pelo programa.

Leia mais:  Jovens são acusados por morte de torcedora da Juventus durante confusão em 2017

“O esporte é uma possibilidade de aumentar, favorecer a qualidade de vida para pessoas de todas idades. Temos estatísticas que mostram que, para cada dólar investido no esporte, cinco são economizados na saúde”, ressaltou Décio Brasil.

A LIE permite que empresas e pessoas físicas invistam parte do que pagariam de Imposto de Renda (IR) em projetos esportivos aprovados pela Secretaria Especial do Esporte. Empresas podem destinar até 1% desse valor. O teto para pessoas físicas é de 6% do IR.

Edição: Nádia Franco

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana