conecte-se conosco


Mato Grosso

Sesp-MT firma parceria com MP para compartilhar uso de aeronaves

Publicado

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), firmou termo de cooperação técnica com o Ministério Público (MPMT) para compartilhar o uso de aeronaves do órgão de segurança em situações emergenciais do MP. A assinatura do documento ocorreu nesta quarta-feira (23.10), entre o secretário Alexandre Bustamante e o procurador-geral de Justiça de Mato Grosso, José Antônio Borges Pereira.

“Como nosso estado possui dimensões continentais, a ideia é que possamos utilizar essas aeronaves em casos emergenciais como, por exemplo, a necessidade de o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) dar apoio e segurança a promotores no interior, quando o deslocamento por terra se torna inviável em razão da distância e do tempo”, destacou o procurador-geral.

Ele enfatizou ainda que a estrutura de helicópteros e de aviões do Estado poderá ser acionada a um custo muito menor se comparado ao preço de mercado. A economia é, em média, de 30% no valor da hora de voo. “Em situações emergenciais poderemos dar assistência aos promotores de Justiça com o deslocamento da nossa segurança, do próprio procurador-geral ou de alguma equipe para dar apoio institucional. Afinal, temos que lembrar que Mato Grosso possui diversas cidades distantes mais de 1 mil km da capital, para as quais não temos voos diários de carreira”, ponderou José Antônio Borges Pereira.

Leia mais:  Servidores que trocaram de vínculo devem informar ao Mato Grosso Saúde

Para o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, firmar a parceria com o MPMT é uma satisfação para a Sesp, bem como um exemplo da credibilidade do trabalho realizado pelo Ciopaer. “Vamos proporcionar ao Ministério Público voar em aviões seguros e de qualidade, no momento certo e com um custo muito menor. O Estado economiza recursos, disponibiliza um produto de qualidade e coloca o MPMT como um parceiro do Governo no sentido de otimizar o uso dessas aeronaves”, afirmou, lembrando que órgãos como a Justiça do Trabalho e o Ministério Público do Trabalho já possuem convênio com o Estado.

O coordenador do Ciopaer, coronel PM Juliano Chiroli, reforçou que o grande objetivo é a economia de recursos. “Temos um serviço a prestar com qualidade e a um valor menor que a iniciativa privada. A redução do custo aos órgãos públicos é o principal objetivo e quem ganha é a própria sociedade, com a economia aos cofres públicos”. Conforme o coronel, o compartilhamento reduz a despesa fixa mensal com as aeronaves, como o seguro, por exemplo.

Além do procurador-geral do MPMT, assinaram o documento o secretário adjunto de Segurança Pública, Carlos George de Carvalho Davim, e o coordenador do Ciopaer Juliano Chiroli. Acompanharam a reunião a subprocuradora-geral de Justiça Administrativa, Eunice Helena Rodrigues de Barros, e o secretário-geral do Ministério Público, promotor de Justiça Milton Mattos da Silveira Neto.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Servidor é preso por roubar pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras

Publicado

Foram desviados pelo menos 12 pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 35 mil.

Um servidor público suspeito de desviar pneus de veículos da prefeitura de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, prestou esclarecimentos na delegacia do município. Segundo a Polícia Civil, ele deve responder pelo crime de peculato.

As investigações começaram no dia 22 de março, quando o prefeito Adilson Gonçalves de Macedo registrou um boletim de ocorrência denunciando o suposto desvio.

O delegado Wilyney Santana Borges disse que várias buscas foram realizadas, até que o suspeito acabou confessando o crime. Em depoimento, ele contou que os pneus foram repassados para um comerciante como parte do pagamento na aquisição de um carro dele de luxo.

Os pneus desviados eram de veículos da Secretaria Municipal de Urbanismo.

De acordo com a polícia, nas investigações, foi apurado que pneus adquiridos para serem utilizados nas automóveis da secretaria foram desviados nos meses de novembro e dezembro de 2020, por um servidor  que exercia funções no setor de frotas da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Leia mais:  Governo promove maior festa natalina para seis mil crianças carentes de MT

Segundo o delegado, os indícios apontados no inquérito indicam que foi possível constatar o desvio de pelo menos 12 pneus novos utilizados em caminhões e retroescavadeiras, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 35 mil.

A Polícia Civil informou que o investigado pela venda dos pneus deverá responder ação penal pelo crime de peculato, vez que na época dos desvios, exercia o cargo de funcionário público. Já o comerciante que recebeu os pneus desviados, em troca de pagamento, responderá pelo crime de receptação.

A delegacia de Barra do Garças continua as investigações para saber se havia a conivência ou participação de outros servidores municipais, envolvidos no caso dos pneus desviados.

Por G1 MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana