conecte-se conosco


Política

Servidores da TVAL destacam trabalho participativo desde sua criação

Publicado

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Criada com o objetivo de aproximar o Poder Legislativo da população, a TV Assembleia começou a funcionar em caráter experimental no dia 17 de outubro de 2001, para dar mais transparência aos trabalhos parlamentares, e fixou raízes definitivamente dois meses depois. Mais conhecida pela sua sigla TVAL, trata-se de uma emissora pública de televisão brasileira com sede em Cuiabá, Estado de Mato Grosso, pertencente à Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Para o superintendente da TVAL, jornalista Jaime Neto, a criação da TV para Mato Grosso foi fundamental para mostrar os trabalhos legislativos, principalmente as transmissões ao vivo das sessões, audiências públicas e comissões.

“É primordial dizer a importância que uma TV pública legislativa tem para o estado, que tem por objetivo conferir transparência para que o cidadão tenha informação sobre o que acontece dentro do parlamento. Por exemplo: imagine a população inteira de Mato Grosso sem ter nenhum acesso àquilo que vai decidir a vida dela. É muito ruim”, frisou Neto.

Segundo o superintendente, grande parte da população só obtém informação política e conhecimento das atividades de seu representante por intermédio de veículos de comunicação de massa, principalmente a TV.

“Com mais divulgação, os temas poderão ser compreendidos pela população em geral e isso traz mais informações à sociedade, porque todas as decisões passam pela Assembleia Legislativa. Hoje você tem uma televisão que confere ao cidadão essas informações. O grande objeto da TV é transferir os atos do legislativo levando as informações ao cidadão”, comentou Neto.

Leia mais:  Cidade Alta já conta com passagem elevada de pedestres, vitória do vereador Dr. Xavier

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O servidor Adriângelo Antunes, que em 2001 ocupava o cargo de secretário de Comunicação da Assembleia Legislativa, a criação da TV Assembleia pode ser classificada como marco histórica para a classe política mato-grossense e, sobretudo, para a população em geral.

“Entendo que a TV Assembleia é um instrumento fundamental na missão de divulgar o trabalho da Assembleia Legislativa na governabilidade do estado, com as transmissões das atividades de sessões e audiências públicas ao vivo e comissões. O objetivo principal é dar mais transparência ao real papel do Parlamento, porque naquela época havia muita dificuldade em divulgar os trabalhos”, explicou Antunes.

Antunes lembra que, naquela ocasião, quando a Mesa Diretora decidiu pela criação da TVAL, foi implantada uma comissão para fazer os estudos voltados à montagem da estrutura.

“Coube a mim a parte conceitual da questão dos programas. Tudo isso foi programado com visitas técnicas à Câmara dos Deputados, Senado Federal, TV Assembleia de Goiás e de Minas Gerais. A partir disso, fomos criando convênios com o Sesc e secretarias estaduais e municipais”, explicou Antunes.

Para o diretor de imagens Arnaldo Pereira Campos, a TV Assembleia mostra a história do Poder Legislativo; ela iniciou uma nova história onde a sociedade pode acompanhar o trabalho dos deputados durante as sessões, comissões e audiências públicas.

“Foi um marco e, a partir disso, toda a população pôde participar dos momentos em que os deputados estão discutindo e votando projetos importantes. Entendo que a TV Assembleia não fica restrita aos limites físicos do Poder Legislativo, ela divulga também o nosso Estado, nossa cultura e nossa realidade”, destacou Campos.

Leia mais:  Ulysses Moraes lança 'Destrava MT' após audiência que debateu Liberdade Econômica

De acordo com o repórter cinematográfico Eudes Vanderlon da Silva, conhecido por Maguila, o início foi considerado "bastante difícil" pela falta de equipamentos e infraestrutura mas, com esforço de toda a equipe daquela época, a TV se consolidou no cenário mato-grossense.

“Com ela, os cidadãos podem acompanhar de casa, ao vivo, todos os fatos que ocorrem na Assembleia. Recordo que naquela época, a TV deu um passo significativo para o avanço da participação popular e transparência do poder”, ressaltou Maguila.

Maximino Pereira da Cruz, o Max, o primeiro de todo o quadro administrativo da área cinematográfica da unidade, relembra a importância da criação da TV Assembleia.

“Nós procuramos mostrar o trabalho dos deputados para a sociedade conhecer como funciona o Parlamento. Acredito que o grande vitorioso é o cidadão, a sociedade e os segmentos sociais que recebem as informações de dentro da Assembleia”, avalia Max.

Fazendo parte do grupo de cinegrafistas da TV desde a sua instalação, Reinaldo Dias de Souza reforça a opinião de Maguila. Ele disse que o começo foi árduo, além da falta de estrutura, o espaço era muito pequeno para trabalhar e havia poucos equipamentos, de forma que os funcionários precisavam se revezar no dia a dia.

“Vencemos tudo isso mostrando o valor do trabalho dos profissionais que ali estavam. Porém, depois que os próprios deputados viram a importância da TVAL para os mato-grossenses, foram investindo em melhorias na emissora, com a aquisição de novos aparelhos”, disse ele.

Comentários Facebook
publicidade

Política

Deputado assina TAC e promete não realizar mais festas

Publicado

O deputado estadual Faissal Calil (PV) assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público Estadual (MPE) no qual se compromete a não realizar festas em sua residência, localizada no bairro Shangri-lá em Cuiabá, que excedam o volume de som permitido na “Lei do Silêncio”. O desrespeito à norma renderá multa no valor de R$ 3 mil.

“Se abster, a partir desta data, de produzir nos eventos realizados em sua residência ou sob sua responsabilidade, ruídos em níveis tais que possam resultar em danos à saúde humana”, diz o promotor 17ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Urbanística e do Patrimônio Cultural de Cuiabá, Gerson Natalício Barbosa.

 

De acordo com o TAC, chegou ao conhecimento da promotoria de Justiça que o deputado realizou uma festa para comemorar a vitória do vereador Marcus Brito Jr. (PV), que é seu aliado político. O termo de compromisso foi assinado no dia 15 de dezembro.

Ainda consta no documento que as celebrações são realizadas com frequência no local. “De acordo com a notícia, as festas organizadas pelo senhor Faissal Jorge Calil Filho são recorrentes e causam grande perturbação à vizinhança”.

Leia mais:  Jaciara e Juscimeira ganham quadras poliesportivas com emendas de Max Russi

 

Veja vídeo da festa 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana