conecte-se conosco


Cidades

Semob reforça monitoramento do trânsito nas vias no entorno do novo Pronto Socorro

Publicado

A Secretaria de Mobilidade Urbana montou uma força-tarefa para garantir a fluidez do tráfego no entorno do novo Pronto Socorro de Cuiabá, no bairro Ribeirão do Lipa. A região recebe, desde a quarta-feira (24), obras de recuperação da malha viária. As ações acontecem na altura da Avenida Antártica, onde agentes de trânsito atuam com reforço de sinalização viária e indicam as melhores rotas de acesso para entrada e saída da área, concentradas principalmente na Avenida Miguel Sutil.  

De acordo com o titular da Pasta, Antenor Figueiredo, as medidas, adotadas em conjunto com outras secretarias, somarão ao processo de finalização da unidade, possibilitando sua entrega com a máxima qualidade. “Estamos nesta batalha junto com o prefeito Emanuel Pinheiro, que vem nos solicitando o máximo de cuidado e eficiência nessas ações. A população pode se tranquilizar porque nossa equipe desenvolverá todas as ações para que haja o mínimo de transtorno possível.”

Além da Avenida Antártica, a recuperação da malha se estende a Rodovia Mário Andreazza e às Avenidas Joaquim Louzada, Afonso Pena e adjacências. O diretor de Trânsito da Semob, Michell Diniz, explica que antes das intervenções foi realizado um estudo de viabilidade, para que fossem identificadas quais medidas se faziam necessárias para o local, devido a movimentação da equipe de Obras pelas vias.

Leia mais:  Agentes da Semob orientam alunos na semana de volta às aulas

“Sempre realizamos esse levantamento da área, para que os transtornos ofereçam o menor impacto possível aos que trafegam pelo local.  Isso é de grande relevância para todas as partes envolvidas no processo. Neste caso optamos por trabalhar no sistema de tráfego por uma pista só, para deixar o local transitável, sem fechar por completo as ruas, evitando grandes desvios de rotas”, diz.

Como os trabalhos são realizados por trechos, os condutores poderão optar por pequenos desvios sem precisar sair da região, tendo acesso rápido às avenidas e bairros dali.

A esta preocupação, soma-se o atendimento aos usuários do transporte público coletivo. “Vamos fazer as realocações dos abrigos de ônibus nos pontos que necessitarem, sem ocasionar prejuízos aos usuários. Nossa equipe de engenharia está em constantes visitas para garantir que todos os serviços que operam por aqui não sejam prejudicados”, finaliza.

 

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Prefeitura publica calendário de pagamento do IPTU; veja datas

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá estabeleceu a programação para pagamento do IPTU em 2021, que deve começar a partir de 1º de março. O Decreto nº 8.285, que determina o cronograma, foi publicado na Gazeta Municipal.

 

Assim como em outras edições, o pagamento poderá ser feito em cota única ou em até oito parcelas. O valor mínimo de cada parcela será de R$ 57,26.

 

Aqueles que não tiverem débitos de anos anteriores e optarem por quitar o IPTU em cota única até o dia 14 de abril, terão desconto de 10%. Os carnês serão enviados para todos os contribuintes que contam no Cadastro Imobiliário do Município.

 

Já as guias do IPTU de imóveis territoriais deverão ser retiradas nos postos de atendimentos do Município ou por meio do site.

 

A retirada presencial poderá ser feita no Centro Integrado de Atendimento ao Contribuinte (CIAC), nas Lojas de Atendimento ao Contribuinte (LAC-Norte e LAC-SUL), e em outros postos de atendimento que serão indicados pela Prefeitura de Cuiabá.

Leia mais:  Prefeito entrega barracas e jalecos a feirantes durante Seminário

 

Outra informação que o munícipe deverá ficar atento é em relação ao pedido de isenção do pagamento, que neste ano poderá ser feito no período de 1º de junho a 30 de julho, com validade até 2024.

 

Caso a solicitação seja indeferida, será concedido um prazo de 30 dias, a partir da ciência do contribuinte quanto à decisão, para que o valor seja pago sem desconto e sem a incidência de juros e multa.

 

“De acordo com os termos do art. 5º da Lei nº 5.355/2010, alterado pela Lei nº 5.797/2014, estão isentos do Imposto Predial e Territorial Urbano os imóveis residenciais com valor venal atualizado igual ou inferior a R$ 33.921, excluindo-se os imóveis territoriais, comerciais, unidades autônomas desdobradas com cadastro individualizado para fins tributários, chácaras de recreio e garagens de edifícios”, explica o decreto municipal.

 

Veja calendário de pagamento: 

 

Primeira parcela e cota única: 14 de abril

 

Segunda parcela: 14 de maio

 

Terceira parcela: 14 de junho

Leia mais:  Medidas de restrição do Governo de MT agora serão impositivas aos municípios

 

Quarta parcela: 14 de julho

 

Quinta parcela: 13 de agosto

 

Sexta parcela: 14 de setembro

 

Sétima parcela: 14 de outubro

 

Última parcela: 12 de novembro

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana