conecte-se conosco


Cidades

Semob reforça monitoramento do trânsito nas vias no entorno do novo Pronto Socorro

Publicado

A Secretaria de Mobilidade Urbana montou uma força-tarefa para garantir a fluidez do tráfego no entorno do novo Pronto Socorro de Cuiabá, no bairro Ribeirão do Lipa. A região recebe, desde a quarta-feira (24), obras de recuperação da malha viária. As ações acontecem na altura da Avenida Antártica, onde agentes de trânsito atuam com reforço de sinalização viária e indicam as melhores rotas de acesso para entrada e saída da área, concentradas principalmente na Avenida Miguel Sutil.  

De acordo com o titular da Pasta, Antenor Figueiredo, as medidas, adotadas em conjunto com outras secretarias, somarão ao processo de finalização da unidade, possibilitando sua entrega com a máxima qualidade. “Estamos nesta batalha junto com o prefeito Emanuel Pinheiro, que vem nos solicitando o máximo de cuidado e eficiência nessas ações. A população pode se tranquilizar porque nossa equipe desenvolverá todas as ações para que haja o mínimo de transtorno possível.”

Além da Avenida Antártica, a recuperação da malha se estende a Rodovia Mário Andreazza e às Avenidas Joaquim Louzada, Afonso Pena e adjacências. O diretor de Trânsito da Semob, Michell Diniz, explica que antes das intervenções foi realizado um estudo de viabilidade, para que fossem identificadas quais medidas se faziam necessárias para o local, devido a movimentação da equipe de Obras pelas vias.

Leia mais:  Escola Cívico Militar Profª Maria Dimpina Lobo Duarte conta com 82 vagas remanescentes

“Sempre realizamos esse levantamento da área, para que os transtornos ofereçam o menor impacto possível aos que trafegam pelo local.  Isso é de grande relevância para todas as partes envolvidas no processo. Neste caso optamos por trabalhar no sistema de tráfego por uma pista só, para deixar o local transitável, sem fechar por completo as ruas, evitando grandes desvios de rotas”, diz.

Como os trabalhos são realizados por trechos, os condutores poderão optar por pequenos desvios sem precisar sair da região, tendo acesso rápido às avenidas e bairros dali.

A esta preocupação, soma-se o atendimento aos usuários do transporte público coletivo. “Vamos fazer as realocações dos abrigos de ônibus nos pontos que necessitarem, sem ocasionar prejuízos aos usuários. Nossa equipe de engenharia está em constantes visitas para garantir que todos os serviços que operam por aqui não sejam prejudicados”, finaliza.

 

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Mato Grosso registra 43 mortes em 24h; UTIs continuam lotadas

Publicado

Taxa de ocupação está em 97% para UTIs adulto e em 59% para enfermarias

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta sábado (10.04), 328.805 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 8.530 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. Foram 43 mortes apenas nas últimas 24 horas.

Foram notificadas 1.356 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 328.805 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 12.804 estão em isolamento domiciliar e 305.369 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 518 internações em UTIs públicas e 513 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 97,92% para UTIs adulto e em 59% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (70.086), Rondonópolis (24.674), Várzea Grande (21.290), Sinop (16.565), Sorriso (12.044), Tangará da Serra (11.179), Lucas do Rio Verde (10.796), Primavera do Leste (9.553), Cáceres (7.114) e Alta Floresta (6.392).

Leia mais:  Feira do CPA II muda para Praça Cultural; barracas e fiação serão padronizadas

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 293.671 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.515 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na sexta-feira (09), o Governo Federal confirmou o total de 13.373.174 casos da Covid-19 no Brasil e 348.718 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 13.279.857 casos da Covid-19 no Brasil e 345.025 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste sábado (10).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

Leia mais:  Prefeito defende sociedade mais tolerante, plural e inclusiva em posse dos conselheiros no Festival da Juventude

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana