conecte-se conosco


Cidades

Semob orienta sobre fiscalização na região Leste da Capital

Publicado

Atendendo solicitações da população da região Leste da Capital, a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) tem realizado constantes monitoramentos nas vias das avenidas com grande fluxo do entorno. As ações tem o intuito de coibir práticas que atrapalhem a boa fluidez do trânsito e promover a segurança na trafegabilidade dos condutores e pedestres que circulam por essas vias.

O secretário da Pasta, Antenor Figueiredo, explica que ações de fiscalização são parte das atividades diárias da equipe de trânsito. Porém, ele acrescenta que diante de inúmeras solicitações da população e sendo já constatado que a região é uma das mais críticas da Capital, as operações tem sido intensificadas.

“Faz parte dos deveres da Semob promover as operações de fiscalização e juntamente com elas, realizar orientações, ordenar as vias, garantindo a boa fluidez e segurança no trânsito. Mas nossa equipe tem estado mais presente nessa região a pedido da população, que vem demostrando preocupação com crescimento do tráfego na região. Nosso intuito não é somente, quando intensificamos a presença nos locais, de punir e sim, também promover a parte educacional. Dessa maneira, conscientizando e, sucessivamente, alinhando à uma vida melhor no trânsito”, ressalta Antenor.

Leia mais:  Profissionais do Centro de Saúde Quilombo participam de capacitação sobre primeiros socorros

Esses monitoramentos, através das operações da equipe de agentes de trânsito, estão sendo intensificados, principalmente, na Avenida das Palmeiras, no bairro Jardim Imperial, nas sextas-feiras – dia em que o local recebe a feira. O evento ocupa uma das pistas –  a de sentido bairro/centro. De acordo com o coordenador de Operações e Fiscalização de Trânsito, Lucimar Martins, nas sextas-feiras, com o fechamento de um das vias de rolamento, o tráfego nesta Avenida fica mais lento, necessitando ainda mais da atuação dos agentes.

“Em decorrência dessa demanda, os agentes tem permanecido por bem mais tempo no local, principalmente para orientar os presentes, evitando grandes congestionamentos e acidentes”, diz.

A feira funciona das 16h às 23h e cerca de 50 barracas ocupam uma das vias da Avenida.  Lucimar lembra que para que os resultados sejam melhores é importante a conscientização desses feirantes quanto ao processo de carga e descarga das mercadorias.

“Eles têm, por decreto, no dia da feira, direito de descarregar suas mercadorias até duas horas antes do horário de início de funcionamento do evento. Se isso for respeitado, evitamos vários problemas, como os congestionamentos. Uma vez que eles não respeitam esse intervalo de horário, estacionando, em horário de grande fluxo, nas pistas sentido centro/bairro, causam grande transtornos e os agentes precisarão agir”, reitera o coordenador.

Leia mais:  SUGESTÃO DE PAUTA – Prefeitura entrega títulos definitivos de posse na região Norte

Fiscalização eletrônica na região: Além das operações com a equipe de agentes, a região também conta com os radares eletrônicos: um na altura da Ponte Mãe Bonifácio e outro próximo da rotatória Osmar Cabral. Além dos equipamentos de fiscalização da Semob, a área conta com as câmeras do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciospe).

 

 

 

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Governador de MT declara situação de emergência para ajudar os municípios

Publicado

O governador Mauro Mendes declarou situação de emergência no Estado de Mato Grosso por conta do avanço do coronavírus, de forma a auxiliar os 141 municípios a enfrentar a pandemia.

O decreto foi publicado nesta quarta-feira (14.04) e ainda deverá passar pela validação do Governo Federal.

A situação de emergência atendeu solicitação da Defesa Civil do Estado e terá validade de 30 dias, podendo ser prorrogada por mais 180 dias.

Conforme o governador, a declaração de emergência ajuda os municípios a conseguirem, com menos burocracia, realizar as ações de enfrentamento à covid-19.

“A maioria dos municípios está com classificação de risco alta ou muito alta, com UTIs na capacidade máxima. Com o decreto, as prefeituras conseguem fazer aquisições e investimentos emergenciais com mais agilidade, tendo em vista a urgência em salvar vidas”, explicou.

Outras ações

O Governo de Mato Grosso tem tomado uma série de providências para o combate à pandemia. Confira as principais:

SAÚDE

Abriu o Centro de Triagem Covid-19 na Arena Pantanal, que oferece consulta, testes, medicamentos e até tomografia. Já foram mais de 146 mil atendimentos
Abriu 608 leitos de UTI em 1 ano, entre pactuados, próprios e em parceria com municípios de todas as regiões do Estado.
Construiu o maior número de UTIs por 100 mil habitantes entre os estados do Centro-Oeste, segundo o Ministério da Saúde.

Ampliou o Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, de 38 leitos, para 278 leitos (238 clínicos e 40 UTIs)
Ampliou o Hospital Regional de Cáceres, com 30 novos leitos covid (10 de UTI e 20 de enfermaria)
Paga, em parceria com os municípios, as despesas de 899 leitos de enfermaria para covid.

Leia mais:  Festival “Flores em Vida” homenageia mães com descontos em rosas do deserto

Está em processo de abertura de mais leitos de enfermaria, em parceria com municípios.
Repassou verba extra de R$ 69,8 milhões a todos os 141 municípios para ajudar no tratamento da covid.
Distribuiu 600 mil testes para todos os municípios e está comprando mais 550 mil. É o segundo estado do país que mais testa a sua população.
Comprou 239 respiradores e 326 monitores.
Entregou 20 ambulâncias para os municípios do interior.
Enviou 12,9 milhões de medicamentos aos municípios.
Paga verba extra aos profissionais de Saúde da linha de frente.
Comprou EPIs para os profissionais de Saúde
Distribuiu 360 mil litros de álcool 70% e mais 60 mil litros de álcool gel para unidades de saúde, prefeituras, órgãos estaduais e forças de segurança. Tudo produzido em parceria com instituições privadas e de ensino.

EDUCAÇÃO

Distribuiu 342,3 mil kits-alimentação a alunos de baixa renda
Entregou 850 mil apostilas aos alunos sem acesso à internet
Instituiu ajuda de custo para 15,9 mil professores comprarem notebooks e planos de internet

MEDIDAS ECONÔMICAS

Prorrogou e parcelou o ICMS de 180 mil empresas inscritas no Simples Nacional
Isentou o IPVA de 2021 aos setores de bares, restaurantes, eventos, motocicletas de até 160 cc, e motoristas de aplicativo.
Isentou o IPVA do 1º emplacamento até dezembro de 2023
Prorrogou o pagamento do IPVA
Prorrogou o pagamento do licenciamento
Manteve a isenção de ICMS sobre os produtos da cesta básica
Isentou o ICMS da energia elétrica a 147 mil famílias de baixa renda em 2020
Isentou o ICMS sobre os produtos usados no combate a covid em 2020
Reduziu o ICMS de 7% para 3% a bares, restaurantes e similares
Concedeu R$ 55 milhões em linhas de crédito para socorrer micro e pequenas empresas e setor de bares, restaurantes e eventos.
Parcelou dívidas pendentes de ICMS para o setor de bares, restaurantes e eventos por 60 meses e postergou os novos pagamentos por 3 meses.
Isentou o ICMS para transporte escolar e fretamento turístico em 2020
Prorrogou o pagamento das parcelas dos financiamentos do Fundeic contraídos com a Desenvolve MT
Isentou a Taxa de Serviços Estaduais para abertura de novas empresas
Prorrogou a validade de certidões negativas de débitos em 2020
Prorrogou as licenças de operação, outorgas e CC-Sema em 2020

Leia mais:  Semob leiloará veículos apreendidos e não retirados

AÇÃO SOCIAL

Implantou programa que ajuda 100 mil famílias de baixa renda, com auxílio mensal de R$ 150
Distribuiu 330 mil cestas básicas e está em processo de aquisição de mais 534 mil.
Entregou 200 mil máscaras aos servidores e população.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana