conecte-se conosco


Cidades

Semob garante ordenamento do trânsito durante procissões na Sexta-Feira da Paixão

Publicado

Marcos Bergamasco

Equipes da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) garantirão a segurança e a ordem no trânsito para centenas de fiéis nesta sexta-feira (19), quando é celebrada a Paixão de Cristo. Ao longo do dia, os agentes atenderão as solicitações de oito procissões por diferentes pontos da Capital.

O trabalho será realizado por cerca de 40 profissionais, com auxilio de viaturas e motocicletas. De acordo com o diretor de Trânsito da Pasta, Michel Diniz, as vias serão fechadas pouco antes do início dos cortejos, sendo liberadas à medida que os fiéis forem passando.

Os bloqueios começam às 4h50 na Paróquia Nossa Senhora Mãe dos Homens, Praça Santos Dumont, no bairro Quilombo. No mesmo horário outro grupo acompanha a cerimônia no Santuário Eucarístico Nossa Senhora do Bom Despacho, Avenida General Melo, em frente a Santa Casa de Misericórdia, região central.

Às 14h30 começa o bloqueio na Rua E-5, para o cortejo da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no bairro Tijucal -Setor 4. Para a procissão da Paróquia Divino Espírito Santo, no bairro CPA II, a Rua Jornalista Amaro de Figueiredo Falcão também será fechada às 16h30.

Leia mais:  Niuan recebe empresário italiano e trata sobre investimentos em energia solar

Na mesma hora, haverá interdições pela Avenida Getúlio Vargas, para o cortejo da Catedral Basílica do Senhor Bom Jesus de Cuiabá. Às 16h50 começa o bloqueio na Avenida XV de Novembro, para a procissão da Paróquia São Gonçalo. Neste horário, agentes voltam à Paróquia Nossa Senhora Mãe dos Homens, que repete o evento.

Para a procissão da Paroquia São João Bosco, na Avenida Jornalista Alves de Oliveira, no Cidade Alta, os bloqueios também acontecem às 16h50.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Mais de 12 mil mídias piratas são apreendidas em Ação Integrada de fiscalização

Publicado

por

Divulgação

O Procon Municipal foi parceiro mais uma vez da ação de fiscalização da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon), deflagrada nesta terça-feira (21), no combate a pirataria na capital.

Por meio de uma operação integrada, mais de doze mil mídias piratas, entre CD’s e DVD’s, foram apreendidos no local conhecido como “Shopping China”, no Centro de Cuiabá. O estabelecimento é formado por várias pequenas lojas, denominadas “boxes” de comercialização de produtos, sendo dois pontos alvos da operação.

Os fiscais do Procon realizaram autos de constatação e de infração dos produtos apreendidos no estabelecimento. “Ao Órgão de Defesa dos Direitos do Consumidor de Cuiabá, cabe toda parte administrativa. Será aberto um processo e em seguida a notificação dos proprietários, sendo dado um prazo de dez dias para apresentação da defesa. Apesar de comum entre a sociedade, a prática de vender mídias piratas é crime e não se admite a aplicação do princípio da adequação social”, informou o secretário adjunto de Defesa do Consumidor, Gustavo Costa.  

Leia mais:  Novo Pronto Socorro entra na reta final de ajustes para sua inauguração

De acordo com o titular da Decon, Antônio Carlos Araújo além de comercializar os produtos ilícitos, os proprietários dos boxes também não possuíam alvará de funcionamento. ”Os envolvidos com o comércio irregular serão interrogados, sendo instaurado inquérito policial para apuração da conduta e responsabilização dos envolvidos”, destacou o delegado.  

“As pessoas devem ficar atentas e logo desconfiar ao depararem com produtos, sendo vendidos a preços bem diferentes do que regularmente são encontrados no mercado. Muitos lojistas estão utilizando da prática irregular de propaganda enganosa, de forma a atrair os clientes, o que se configura como crime e está em desacordo com o Código de Defesa do Consumidor. Ao perceberem casos semelhantes, as pessoas devem procurar o Órgão de Defesa do Consumidor para fazer a denúncia”, conclui o secretário.

Para concluir, o secretário reforça ainda que além do prejuízo na arrecadação de impostos, a pirataria ainda gera desemprego, desencadeia prática de concorrência desleal e alimenta o crime organizado.

 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana