conecte-se conosco


Polícia

Segunda Corrida Maria da Penha envolve comunidade de Barra do Garças pelo fim da violência doméstica

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Segunda Corrida Maria da Penha, pelo fim da violência contra a mulher, foi realizada neste sábado (09), na cidade de Barra do Garças (500 km a Leste). O evento é uma das ações promovidas pela  Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica contra a Mulher de Barra do Garças e Pontal do Araguaia, nas comemorações pelo Dia Internacional da Mulher (08 de Março).

O corrida, que conta com diversos parceiros, teve um total de 328 inscritos, que foram para as ruas cidade para ajudar no processo de conscientização do trabalho desenvolvido pela Rede de Frente, referente à violência contra a mulher.

As inscrições foram abertas em 01 de dezembro logo após o lançamento no portal da empresa paulista Chip Timing, que foi contratada pela organização para fazer as inscrições e garantir que a disputa tenha precisão e lisura nos seus resultados. A novidade deste ano foi o chip que cada participante recebeu, para ao final da prova saber o tempo do percurso. A corrida foi homologada pela Federação de Atletismo de Mato Grosso.

Leia mais:  Casal é preso por assassinato de líder rural em União do Sul

A premiação da corrida foi de R$ 16 mil reais,  em dinheiro. Também houve premiação para todas as faixas etárias, dos 14 anos até acima de 60. Para a corrida foram abertas 300 inscrições divididas em três lotes, com valores diferenciados.

O percurso foi de 5 km, com largada e de chegada em frente à Delegacia Especializada em Defesa da Mulher de Barra do Garças.

As inscrições tiveram um custo de 20 a 30 reais, do primeiro ao terceiro lote. 30% do valor das inscrições serão doados para a entidade Barra Mamma e o restante será usado nas atividades da Rede de Frente.

O ponto de largada e de chegada foi em frente à Delegacia Especializada em Defesa da Mulher de Barra do Garças.

Parceiros:

Poder Judiciário; Ministério Público; Defensoria Pública; Polícia Judiciária Civil; Polícia Militar; Politec; Corpo de Bombeiros;Prefeituras de Barra do Garças e Pontal do Araguaia, Secretarias Estaduais de Segurança Pública, Educação, Saúde, UFMT – Campus Universitário do Araguaia, Centro Universitário do Vale do Araguaia – UNIVAR, Faculdades CATHEDRAL, Faculdade Anhanguera, OAB, Barra Mamma – Associação de Voluntários no Combate ao Câncer em Barra do Garças e Região, Conselho Tutelar, UNIMED Araguaia, O Boticário, LevelUp Idiomas, Telarte Serigrafia e Garçastur.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre prisão de autor de roubo em Confresa

 

 

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Polícia Civil apreende os quatro menores envolvidos em incêndio de viatura em Água Boa

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Os quatro adolescentes envolvidos no incêndio de uma viatura TrailBlazer do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra), da Polícia Judiciária Civil, ocorrido na madrugada de sexta-feira (17.05) no município de Água Boa (730 km a Leste) foram apreendidos pelas forças integradas de Segurança Pública. O incêndio foi provocado por suposta represália da intensificação das ações policiais contra integrantes de facção criminosa na região.

Identificados nas imagens captadas pelas câmeras de segurança da Delegacia de Polícia de Água Boa, os menores foram detidos durante diligências ininterruptas realizadas pelas equipes da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, com apoio da Polícia Civil e Polícia Militar do Estado de Goias.

O primeiro menor, G.S.S. 17 anos, foi localizado poucas horas após o crime, na sexta-feira (17). Outros dois envolvidos, J.S.A. 17 anos e  J.A.L. 15 anos, ambos executores do incêndio, foram apreendidos na tarde de terça-feira (21) na cidade de Aragarças (GO). Já o quarto infrator, M.A.P.M., foi detido na manhã desta quarta-feira (22).

A Polícia civil de Água Boa autuou em flagrante os quatro, no ato infracional análogo aos crimes de associação criminosa majorada, ameaça, incêndio, dano ao patrimônio público e organização criminosa.

Leia mais:  Polícia Federal e Gefron libertam família que havia sido sequestrada e suspeito é morto em confronto em MT

O grupo de infrator já foi diversas vezes apreendido por praticar atos infracionais de tráfico de drogas, associação para o tráfico, roubo, furto qualificado mediante arrombamento, bem como integram uma facção criminosa instalada na região.

Conforme apurado, os suspeitos menores de idade foram abordados na quinta-feira (16), por suspeita de tráfico de drogas. Na ocasião não foram encontrados drogas, porém ao serem liberados os mesmos passaram a proferir ameaças aos policiais e seus familiares. Em razão da abordagem, na madrugada de sexta-feira, houve o incêndio da viatura policial.

Os trabalhos de buscas sequênciais que resultou na apreensão dos quatro menores contaram com apoio dos policiais civis e policiais militares do município de Aragarças, e dos policiais civis de Barra do Garças, Nova Xavantina, Canarana, da Diretoria de Inteligência (DI) e da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO).

 

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana