conecte-se conosco


Mato Grosso

Sede do Detran-MT passa por reforma de acessibilidade e sinalização viária

Publicado

Quase 20 anos após a inauguração, no ano 2000, o complexo da sede do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), em Cuiabá, passa por importante reforma para adequações de acessibilidade e sinalização viária. O investimento será de R$ 2,4 milhões, em recursos do Governo do Estado, com vistas à modernização, segurança e maior comodidade dos usuários e servidores.

A sede da autarquia possui uma área de 103.242,54 metros quadrados, correspondente a 10 hectares, sendo pouco mais de 10 mil metros de área construída. O espaço é dividido em 20 blocos de uso diversificado, como o atendimento ao público nas diretorias de Habilitação, Veículos e Vistoria Veicular; bloco de espera dos testes práticos, Gerência de Fiscalização, Escola Pública de Trânsito, Presidência, Diretoria de Administração Sistêmica, Batalhão de Trânsito, auditório, almoxarifado, protocolo, restaurante, entre outros setores.  

São diversos obstáculos que dificultam o trânsito dos usuários e servidores, especialmente das pessoas que tem a mobilidade reduzida. Entre os obstáculos estão: calçadas estreitas com rebaixamento incorreto, com desnível e danificadas; ausência de sinalização tátil, rampas ineficientes, escada com desnível de degraus, banheiros e blocos de atendimento ao público sem acessibilidade, ausência de corrimãos e placas de sinalização.

Leia mais:  Ganha Tempo de VG completa 3 anos com mais de 500 mil atendimentos

O agente de serviço de trânsito Valdivino Assunção é servidor do Detran há 14 anos e sente essa dificuldade diariamente. Ele é deficiente visual e relata como enfrenta os obstáculos para trabalhar todos os dias.

“A maior dificuldade é me deslocar da área dos fundos do Detran até o local onde trabalho, no quarto bloco, que não tem nenhuma acessibilidade. Não tem rampas, só escada, o que dificulta muito a locomoção. Achei a reforma uma coisa boa, um olhar especial da autarquia para as pessoas com deficiência, assim como eu”.  

Com a reforma, a sede passará a ter piso e sinalização tátil nos locais de circulação de pessoas, adequação de toda a calçada e rampas de acordo com normas técnicas e legislações vigentes de acessibilidade, adequações nas vagas de estacionamento de uso exclusivo; faixas elevadas e com sinalização tátil para travessia de pedestres, adequação de acessibilidade nos sanitários de todos os blocos e no interior de todos os setores; instalação de guarda-corpos em locais próximos à desníveis existentes, readequação de escadas e corrimãos de acesso aos blocos, entre outros itens que passarão por adequações.

Leia mais:  "Para nós que sempre lutamos pela sobrevivência, comemoramos nossas próprias vidas"

Para montar o projeto, a equipe da Coordenadoria de Obras e Engenharia do Detran-MT elaborou um laudo técnico com base nas legislações específicas sobre acessibilidade que estão em vigor nas esferas Federal, Estadual e Municipal.

A construtora W Mendes LTDA EPP é a empresa contratada para a execução da obra, após vencer a licitação na modalidade tomada de preços.  

Detran-MT

O complexo do Detran-MT foi inaugurado no ano 2000 e desde então nunca passou por intervenções para adequação de acessibilidade e sinalização viária. A obra vai proporcionar à pessoa com deficiência a plena integração social com melhor acesso aos espaços. 

O presidente do Detran-MT Gustavo Vasconcelos destaca que a reforma tornará a sede da autarquia mais moderna e eficaz para a população.

“A reforma para adequação de acessibilidade e sinalização viária é necessária a fim de adaptar o passeio público e acesso aos prédios para utilização de maneira autônoma, independente e segura a maior quantidade de pessoas, independentemente da idade, estatura e limitações de mobilidade”, afirma.   

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

MT registra mais 168 casos de covid-19 em 24h; 67 estão em estado grave

Publicado

por

De acordo com o Boletim Informativo da SES, 1.140 pacientes estão em isolamento domiciliar, 121 hospitalizados e 601 já estão recuperados

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) notificou, até a tarde desta quarta-feira (27), 1.909 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 47 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. As últimas quatro mortes confirmadas envolveram residentes de Cuiabá, Alto Araguaia, Rondonópolis e Alta Floresta.

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de coronavírus estão: Cuiabá (612), Várzea Grande (192), Rondonópolis (148), Tangará da Serra (84), Primavera do Leste (84), Barra do Garças (67), Lucas do Rio Verde (59), Confresa (49), Sorriso (49), Sinop (43), Rosário Oeste (38), Jaciara (34), Alta Floresta (32), Peixoto de Azevedo (25), Nova Mutum (24), Campo Verde (23), Cáceres (22), Pontes e Lacerda (22), Querência (15) e Mirassol D’Oeste (12).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado à essa matéria.

Nas últimas 24 horas, surgiram 168 novas confirmações em Acorizal (5), Alta Floresta (13), Alto Araguaia (1), Cáceres (1), Campo Verde (8), Canarana (1), Confresa (2), Cuiabá (49), Denise (1), Guiratinga (1), Ipiranga do Norte (1), Jaciara (4), Jangada (2), Juara (1), Juína (1), Lucas do Rio Verde (11), Mirassol D’Oeste (2), Nova Guarita (3), Nova Mutum (3), Nova Ubiratã (1), Pedra Preta (2), Pontes e Lacerda (3), Primavera do Leste (3), Rondonópolis (12), Rosário Oeste (1), São Pedro da Cipa (1), Sapezal (3), Sinop (7), Sorriso (8), Tangará da Serra (2), Várzea Grande (14) e municípios de outros estados (1).

Leia mais:  Governo paga terceira parcela do 13º salário remanescente

O setor técnico ainda informou que foram corrigidos três casos de duplicação em Cuiabá (1), Campo Verde (1) e Nobres (1).

Dos 1.909 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.140 estão em isolamento domiciliar e 601 estão recuperados. Há ainda 121 pacientes hospitalizados, sendo 67 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 54 em enfermaria.

No boletim, a SES também divulga que a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) dispõe, atualmente, de 258 leitos de UTI e 864 leitos de enfermaria especificamente para pacientes com coronavírus no Estado.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 49,9% dos diagnosticados são do sexo feminino e 50,1% masculino; além disso, 557 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 6.407 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 294 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Leia mais:  Operação prende seis motoristas e recolhe 20 CNHs em pouco mais de uma hora

Cenário nacional

Nesta quarta-feira (27), o Governo Federal confirmou 411.821 casos da Covid-19 no Brasil e 25.598 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, o país contabilizava 24.512 mortes e 391.222 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Por: repórterMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana