conecte-se conosco


Política

Secretário Rogério Gallo apresenta evolução das metas fiscais de 2019

Publicado

Secretário Rogério Gallo fará a apresentação das metas fiscais do Executivo.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

A Assembleia Legislativa, por intermédio da Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária, realiza audiência pública na terça-feira (21), para apresentação do Executivo estadual da evolução das metas fiscais do 1º quadrimestre de 2019, do governo Mauro Mendes.

Os debates estão marcados para começar às 9 horas, no auditório Milton Figueiredo. As explicações sobre a receita e a despesa, dos quatro meses da atual administração estadual, serão feitas pelo secretário de Estado de Fazenda (Sefaz), Rogério Luiz Gallo. No 1º quadrimestre, a arrecadação do governo foi da ordem de R$ 5.716.830.649 bilhões.

A média mensal arrecadada pelo governo estadual foi de R$ 1.429.207.662 bilhão. Em janeiro, a receita do estado foi de R$ 1.361.175.606 bilhão. Mas as despesas pagas e não pagas somaram o montante de R$ 1.530.031.612 bilhão. A soma entre receitas e despesas gerou um déficit de R$ 168.856.014 milhões.

Em fevereiro, o déficit nas contas do governo foi de R$ 118.095.306 milhões. Enquanto isso, a arrecadação do estado foi de R$ 1.419.675.8282 bilhão. As despesas pagas e não pagas geraram um cifra de R$ 1.584.669.966 bilhão.

Leia mais:  Parlamentares acompanham entrega da 3ª parte do HMC

No mês de março, entrou para os cofres públicos o montante de R$ 1.447.192.375 bilhão. O déficit foi de R$ 60.990.101 milhões. Já em abril, o governo arrecadou R$ 1.488.786.840 bilhão. O déficit, diferença entre a receita e a despesa, foi de R$ 72.821.429 milhões.

Serviço:

Audiência Pública – apresentação das metas fiscais do 1º quadrimestre de 2019.

Local: Assembleia Legislativa – auditório Milton Figueiredo.

Dia:Terça-feira (21).

Horário: Às 9 horas.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Quase 108 mil motoristas em Mato Grosso utilizam a CNH digital

Publicado

por

O documento é a versão eletrônica da Carteira Nacional de Habilitação e tem o mesmo valor jurídico da versão impressa

Desde quando lançado, em fevereiro de 2018 até o último dia 26 de maio, a versão eletrônica da Carteira Nacional de Habilitação – CNH Digital, já foi instalada em aparelhos celulares de 107.982 motoristas de Mato Grosso.

O documento eletrônico tem o mesmo valor jurídico da versão impressa. A comerciante Jéssica Alves está entre os condutores que utilizam essa tecnologia. “Ter a versão digital é muito prático pois, muitas vezes, deixamos de portar a CNH impressa, por esquecer o documento em casa, por exemplo”.

A CNH digital não tem custos. Para obtê-la, o condutor deve renovar a habilitação no novo modelo, com o sistema QRCode localizado no verso da habilitação, que contém todos os dados do condutor.

Depois, basta instalar o aplicativo “Carteira Digital de Trânsito” no celular, disponível nas lojas Play Store e App Store.

Ao baixar o aplicativo, o motorista deve realizar o cadastro de usuário e ativar a conta pelo link enviado para o e-mail cadastrado. Após esse procedimento, deve gerar a “Chave de Acesso” com 4 dígitos (PIN). Essa senha será utilizada toda vez que precisar acessar sua CNH pelo celular.

Leia mais:  Projeto que impede exclusão de empresa adimplente do Refis é aprovado

“Esse é um serviço para os condutores que não querem dispor da CNH impressa, e poder andar com sua habilitação no próprio celular”, disse o diretor de Habilitação do Detran-MT, Alessandro de Andrade.

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana