conecte-se conosco


Cidades

Secretário prevê pico da pandemia em MT entre setembro e outubro

Publicado

Em uma semana, casos confirmados no Estado cresceram 72,6% e as mortes registradas aumentam 57,8%

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, disse que Mato Grosso está no estágio inicial da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e a previsão é que o declínio da doença ocorra a partir de outubro. Ele destacou que o Estado ainda não chegou ao pico da doença, mas alertou a população para que adote as medidas necessárias para evitar a disseminação do vírus, principalmente nos próximos três meses, pois há estimativa de crescimento substancial de pessoas infectadas.

Em uma semana, em Mato Grosso houve crescimento de 72,6% de pessoas infectadas pelo vírus. Na última segunda-feira (11), a Secretaria de Estado de Saúde (SES) notificou 545 casos, no dia 18 o número subiu para 941. Os números de mortes também aumentaram em uma semana. Na segunda-feira passada eram 19 mortes e nessa segunda o número chegou a 30.

“Nós não chegamos ao pico, nós estamos no início no Estado de Mato Grosso de uma pandemia, bom que a população saiba disso, a população precisa acordar aquele que pode evitar circulação, pode nesse momento fazer isolamento social, pode proteger seus familiares com mais idade e aqueles que têm comodidades, que o façam. Nós estamos no início de uma pandemia que ainda vai trazer muito desconforto ao Estado”, disse.

Leia mais:  Partido Podemos ganha musculatura e conta com novos correligionários para eleições de 2020 em Barra do Garças.

“Enquanto não tivermos uma vacina, não vamos conseguir tirar esse vírus de circulação. Enquanto houver pessoas para serem infectadas, infectando outras, porque sequer sabem que estão infectadas e continuam na atividade normal, nós vamos ter o número crescente de casos”, complementou.

Gilberto destacou que todas as decisões que virão pela frente dependerão do comportamento da população. Ele destacou que, embora tenha ocorrido a flexibilização das medidas restritivas, as pessoas precisam fazer o dever de casa.

“Eu vejo muita gente cobrando dos governantes uma lei, aplicação de uma multa, mas ele mesmo podendo ajudar não faz a sua tarefa de casa, então não dá para transferir simplesmente para o gestor público toda a obrigação daquilo que tem que ser feito, cada um de nós pode dar sua contribuição”, destacou.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Seis enfermeiros de hospital de Tangará da Serra (MT) testam positivo para Covid-19

Publicado

por

Por Guilherme Barbosa, TV Centro América

Seis funcionários do Hospital Santa Ângela, em Tangará da Serra, testaram positivo para Covid-19. Os enfermeiros e técnicos de enfermagem foram afastados e estão isolamento em casa.

De acordo com a direção do hospital, é feita periodicamente a desinfecção de todas as alas do prédio para evitar que a doença se propague.

Segundo o hospital, todas as medidas de segurança estão sendo tomadas. Não tem nenhum paciente com a Covid-19 internado no hospital, que está funcionando normalmente.

A Vigilância Epidemiológica do município informou que já são 77 casos confirmados em Tangará da Serra. Trinta e oito pacientes estão em isolamento domiciliar e 39 já foram curados.

Conforme a prefeitura, o isolamento social está em torno de 40%, bem abaixo do ideal de 70%. Por isso, foi decretado na última sexta-feira (22) um novo toque de recolher das 20h até as 6h da manhã.

A ideia é diminuir o fluxo de pessoas circulando nas ruas e assim reduzir o número de infectados.

Leia mais:  ALMT anuncia entrega de viaturas para a segurança pública de Mato Grosso

Tangará da Serra possui somente 13 leitos de UTI para tratar pacientes com Covid-19 no serviço público de saúde.

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana