conecte-se conosco


Mato Grosso

Secretário destaca ações do Governo para elevar competitividade de MT

Publicado

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, destacou as ações que estão sendo tomadas pelo Governo de Mato Grosso em prol do setor automotivo do Estado, de forma a garantir um ambiente favorável aos negócios e ao empreendedorismo em Mato Grosso.

Carvalho representou o Governo durante o Encontro Regional da Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), ocorrido na última terça-feira (08).

O evento reuniu lojas distribuidoras de veículos novos, gestores, colaboradores, autoridades políticas e empresas fornecedoras de produtos, serviços e equipamentos para concessionárias da região

De acordo com o chefe da Casa Civil, uma das novidades que irá beneficiar não só o setor – mas a população como um todo – é a possibilidade de pagar com cartão de crédito as taxas obrigatórias do Detran, como a inspeção veicular e o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), em até seis vezes sem juros.

Além disso, conforme Carvalho, boa parte dos serviços oferecidos pelo Detran já pode ser solicitado pela internet ou aplicativo. A intenção é aumentar essa gama de opções, de forma a garantir agilidade e eficiência ao contribuinte – e redução de despesas ao Governo.

Leia mais:  Suspeito de estelionato é preso após golpes em vendas de casas e carros

“Estamos lançando nesses próximos dias um edital para começar a cadastrar as empresas para fazer as vistorias e as pessoas não terem mais necessidade de deslocar até o Detran”, afirmou.

Outra ação mencionada pelo chefe da Casa Civil foi a lei de reinstituição dos benefícios fiscais, que aprimorou e garantiu isonomia ao método de tributação, colocando o setor automotivo instalado em Mato Grosso em condições de competitividade com outros estados.

“Existia um diferencial muito grande de impostos em relação a Goiás, principalmente. A partir de agora a linha amarela [máquinas pesadas utilizadas principalmente na construção civil] passa ter a mesma competitividade de Goiás”, disse ele, que também agradeceu o apoio da Assembleia Legislativa para a aprovação do projeto.

Ainda de acordo com Carvalho, já em 2020 o Governo de Mato Grosso deve passar a investir mais em aquisição de veículos, reduzindo os contratos de locação.

“O governo deve caminhar dessa forma: adquirindo veículos junto com um bom contrato de manutenção, para que não aconteça o que a gente via, com muitos carros novos já sendo depredados. Precisamos ter carros com condições de serem usados pelos servidores públicos, para que ele possa fazer um bom trabalho à sociedade”.

Leia mais:  CGE sedia treinamento para o combate à corrupção e à lavagem de dinheiro

Conforme o secretário, o fortalecimento do setor automotivo é fundamental para a economia do Estado.

“No primeiro semestre de 2018, a Fenebrave arrecadou R$ 280 milhões em impostos. Este ano já foram arrecadados R$ 300 milhões e deve fechar o ano com R$ 600 milhões. Isso significa que a economia do Estado vem se reerguendo e possibilitando o crescimento do setor”, destacou.

A Fenabrave

A Fenabrave-MT (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores – Regional Mato Grosso) e o Sincodiv-MT (Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos no Estado de Mato Grosso) são as entidades que representam a categoria da distribuição de veículos em Mato Grosso.

Estas duas entidades que atuam de forma concomitante, funcionando na mesma sede e com a mesma diretoria, e reúnem mais de 349 concessionárias de Automóveis, Caminhões, Implementos Rodoviários, Linha Agrícola, Linha Amarela, Motocicleta e Ônibus. São aproximadamente 7 mil funcionários envolvidos diretamente na rede de concessionárias.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Justiça Eleitoral já registrou mais de 55 mil pedidos de candidaturas

Publicado

Expectativa do TSE é de 700 mil candidaturas

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já registrou mais de 55 mil pedidos de candidatura para concorrer aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador nas eleições municipais de 2020, até as 17h deste sábado (19). Seguindo a tradição brasileira, os homens são maioria na disputa, representando 66,9% dos pedidos, enquanto as mulheres 33,1%. A faixa etária predominante é de pessoas entre 40 anos e 44 anos de idade e mais da metade se declararam casados 53,1%.

A plataforma desenvolvida pelo TSE DivulgaCandContas aponta ainda que brancos e pardos estão em maior número entre os postulantes a uma vaga eletiva municipal, 53,61% e 33,94%, respectivamente, seguidos de pretos, 10,4%. Amarelos e indígenas não chegam a 1% dos registros até agora.

Em relação ao grau escolaridade, a plataforma aponta que 37,56% têm ensino médio completo, na sequência vem os que têm nível superior completo, 26,3% , fundamental incompleto, 12,4%, fundamental completo, 11,74%, superior incompleto, 4,83%, ensino médio incompleto, 4,68%. Os que declararam que apenas leem e escrevem somavam 2,48%.

Leia mais:  Sesp realiza treinamento para manter qualidade de informações no boletim de ocorrência

A maioria dos candidatos não se encaixou em nenhuma das ocupações mais frequentes listadas pela Justiça Eleitoral e marcou “outros” nessa opção. Já servidores públicos, agricultores e empresários aparecem na sequência, com 7,16%, 6,92% e 6,54% dos registros. Comerciantes, vereadores e donas de casa representam 5,51%, 5,14% e 3,76%, respectivamente.

A quantidade exata de candidatos nas eleições de novembro ainda está muito aquém da previsão do TSE, de 700 mil. O prazo de entrega da documentação exigida pela Justiça Eleitoral para a solicitação dos registros pela internet expira às 8h do dia 26 de setembro. Após esse horário, a entrega terá que ser presencial e agendada, exigindo deslocamento ao cartório e os devidos cuidados sanitários.

O agendamento para atendimento presencial será feito pelos meios informados por cada TRE e cartórios eleitorais, e estará disponível das 8h30 às 19h. O atendimento será marcado conforme a ordem de chegada dos pedidos – o interessado não poderá escolher o horário.

Depois de receber os requerimentos, a Justiça Eleitoral valida a documentação e a encaminha à Receita Federal para emitir o CNPJ. Tendo CNPJ e o registro, os candidatos já podem abrir conta corrente da campanha e estão aptos para iniciar a arrecadação de recursos após o dia 26 de setembro.

Leia mais:  Suspeito de estelionato é preso após golpes em vendas de casas e carros

Nova data

Por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19), a data do primeiro e do segundo turnos das eleições municipais deste ano foram alteradas para os dias 15 e 29 de novembro, respectivamente. A mudança foi feita por meio da aprovação de uma emenda constitucional por deputados e senadores.

Por Karine Melo – Repórter Agência Brasil – Brasília

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana