conecte-se conosco


Entretenimento

‘Se alguém precisar de dublagem, estamos disponíveis’, diz príncipe Harry

Publicado

source
Meghan Markle e Príncipe Harry arrow-options
Reprodução/Instagram

Meghan Markle e Príncipe Harry

Logo depois do anúncio de que o  príncipe Harry  e  Meghan Markle  não usariam mais o título de “sua alteza real” , começou a circular na internet um vídeo em que o casal aparece conversando com o diretor Jon Favreau na pré-estreia de ” O Rei Leão “, em Londres , em julho do ano passado. Na filmagem, segundo o jornal britânico The Sun , o duque de Sussex tenta vender “seu peixe” — e o da mulher também.

“Se alguém precisar de trabalho extra de dublagem, estamos disponíveis”.

Meghan interrompe: “É por isso que estamos aqui”.

Aos risos, ela tenta contornar a situação: “Não.”

Harry continua, demonstrando bom humor: “Só não pode ser Scar (o vilão de “O Rei Leão”, que mata o próprio irmão). É um não para Scar.”

Leia também: Renúncia de Meghan Markle e príncipe Harry impulsiona venda de produtos Megxit

Essa não é a primeira vez que o príncipe tenta promover o trabalho da duquesa de Sussex. No mesmo evento, ele teve uma breve conversa com o CEO da Disney e informou que Meghan estaria interessada em dublagens.

“Você sabe que ela faz dublagens?”, diz Harry.

“Sério?”, respondeu Bob Iger.

“Você sabia disso? Parece surpreso. Ela está realmente interessada”.

“Adoraríamos tentar”, finaliza Iger.

Leia também: Meghan Markle não quer se mudar para os EUA por causa de Donald Trump

Leia mais:  Aos 63 anos, Roberta Miranda fala sobre ser mãe: “Não deixo de sonhar”

Segundo o jornal Times , a duquesa assinou um contrato com a Disney antes do Natal para fazer uma dublagem. Todo o cachê será doado para a ONG Elephants Without Borders, que visa a proteger elefantes da caça ilegal.

As especulações sobre o valor de mercado do casal andam a todo vapor. Ronn Torossian, da empresa nova-iorquina 5W Public Relations, disse ao Daily Mail que o poder aquisitivo de Harry e Meghan é “ilimitado em todos os aspectos”. Ou seja: além de presença em eventos, a dupla poderia fechar bons contratos de embaixadores com gigantes como Google ou Apple. O caminho agora estaria aberto para esse tipo de negociação — e pode render, pelas contas dos especialistas, até US$ 1 bilhão em 10 anos.

Entenda o caso

Harry e Meghan anunciaram, em 8 de janeiro, em seu perfil no Instagram, que eles se dividirão entre Reino Unido e a América do Norte em 2020. O anúncio veio depois de especulações da imprensa britânica de que o casal abdicaria de seus títulos reais e se mudaria definitivamente para o Canadá por estar sendo deixado de lado pela família real.

No comunicado, Harry e Meghan afirmam que serão financeiramente independentes e não mais “membros seniores” da família. A decisão, garantiram, foi tomada após meses de reflexão. “Pretendemos dar um passo atrás como membros “seniores” da família real e trabalhar para nos tornar financeiramente independentes, enquanto continuamos a apoiar totalmente Sua Majestade a Rainha”, afirmaram no comunicado. Na prática, os dois abrirão mão do protocolo real, ou seja, de acompanhar Elizabeth II em eventos oficiais.

Leia mais:  Ex-marido acusa Stefhany Absoluta de abandonar o lar e sequestrar própria filha

Leia também: Meghan Markle não quer se mudar para os EUA por causa de Donald Trump

Aos 35 anos, Harry é o sexto na linha de sucessão ao trono, atrás de seu pai, o príncipe Charles, seu irmão, William, e dos sobrinhos, George, Charlotte e Louis. O príncipe é casado com Meghan Markle desde maio de 2018 e eles têm um filho, Archie Harrison, que nasceu um ano depois. O menino, no entanto, não usa nenhum título por desejo expresso dos pais.

Sobre dividirem-se entre os dois países, declararam:”Esse equilíbrio geográfico nos permitirá apreciar nosso filho com a tradição real em que ele nasceu, além de proporcionar à nossa família o espaço para se concentrar no próximo capítulo, incluindo o lançamento de nossa nova entidade beneficente.

Meghan morou no Canadá por sete anos antes de conhecer o príncipe e se sente em casa no país. Um amigo afirmou ao The Sun que “eles gostaram muito do Natal e do Ano Novo lá, quando não foram fotografados nenhuma vez e foram deixados em paz”.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Atriz Alessandra Negrini vai de indígena a bloco no Baixo Augusta em São Paulo

Publicado

por

source
Alessandra Negrini arrow-options
Bruno Rocha/Fotoarena/Agência O Globo

A atriz Alessandra Negrini trouxe fantasia em protesto a políticas ambientais contra povos indígenas

A atriz Alessandra Negrini chegou à concentração do bloco Acadêmicos do Baixo Augusta, em São Paulo, na tarde deste domingo (16) acompanhada de indígenas. O bloco começou a concentração na Avenida Paulista por volta das 14h.

Alessandra ao lado de indígenas arrow-options
Bruno Rocha/Fotoarena/Agência O Globo

Alessandra posou ao lado de indígenas

Com body preto, salto alto e um cocar na cabeça, ela posou para fotos ao lado da ativista Sônia Guajajara.

Alessandra durante desfile arrow-options
Bruno Rocha/Fotoarena/Agência O Globo

Alessandra usou cocar na cabeça

No fim de 2019, ativistas de direitos humanos denunciaram o presidente Jair Bolsonaro (PSL) no Tribunal Penal Internacional (TPI) por supostamente ter cometido “crimes contra a humanidade e atos que levam ao genocídio de comunidades indígenas e tradicionais” do país.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Leia mais:  Zilu posta primeira foto com o neto: “Gratidão Senhor”
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana