conecte-se conosco


Carros e Motos

Scooteres e motos elétricas surgem como opções sustentáveis para serviço e lazer

Publicado

Vespa elétrica arrow-options
Divulgação

Vespa Elettrica é um dos modelos de scooter movidos a eletricidade que vão chegar ao mercado

Depois de uma longa polêmica sobre segurança no trânsito, a cidade de Nova York acaba de adotar scooters e bicicletas elétricas para os serviços de entregas rápidas. De fato, elas podem ser uma ótima solução para quem quer ter um veículo movido a eletricidade que seja ágil e eficiente no trânsito, além de econômico e acessível.

LEIA MAIS: Mini apresenta scooteres elétricos que lembram os modelos de 4 rodas

A Vespa, uma das marcas mais emblemáticas no mundo no setor, anunciou o modelo Elettrica, que chega aos mercados europeu e americano ainda este ano. De acordo com a Piaggio, fabricante da marca italiana, o  scooter terá uma propulsão 100% elétrica e preço equivalente a 7 mil dólares. Virá ainda em versão híbrida, que deve chegar ao mercado em 2020.

A Vespa Elettrica mantém as linhas clássicas da precursora, com rodas de liga leve com faixas azuis, que também estão presentes nas extremidades da carenagem, no banco e nas entradas de ar dianteiras. Possui farol de LED e painel digital com tela de 4,3 polegadas, que permite a conexão do celular. Com bateria de íon de lítio, sua autonomia é de 100 km e a recarga completa é feita em 4 horas. 

BMW C Evolution prata arrow-options
Divulgação

BMW C Evolution tem autonomia de até 160 quilômetros na versão mais sofisticada, de acordo com a fabricante

Leia mais:  Novas tecnologias substituem estações de recarga de carros elétricos


Mais uma marca que aposta na scooter elétrica: BMW. A C Evolution, disponível na Europa, se destaca por unir o visual imponente de uma moto com a praticidade de um scooter. O modelo conta com luzes diurnas LED, painel digital, além de itens como aquecimento para os punhos, suporte para bolsas e entrada USB.

Com a C Evolution, disponível na Europa, a BMW aposta numa scooter elétrica com visual imponente e tecnologia de última geração.  A BMW C Evolution está disponível em dois tipos diferentes de motorização. Uma das versões conta com motor elétrico de 15 cavalos de potência, podendo chegar a uma velocidade máxima de 120 km/h. A outra, mais potente, tem motor elétrico de 26 cavalos – quase o dobro da mais simples. A versão de menor alcance da C Evolution tem autonomia de 100 Km. Já a mais completa pode rodar 160 Km até que uma recarga seja necessária.

Harley- Davidson LiveWire arrow-options
Divulgação

Harley Davidson LiveWire é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 3,5 segundos, de acordo com a fabricante

Marca-símbolo do motociclismo, a Harley-Davidson apresentou no início do ano, durante a Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas (EUA), sua primeira moto elétrica, que começa a ser vendida em agosto, nos Estados Unidos, por US$ 29 mil. A Harley quer ser a marca líder na eletrificação do transporte em duas rodas.

A Harley-Davidson, marca símbolo do mercado de duas rodas, vai lançar em agosto a elétrica LiveWire, pelo preço de US$ 26 mil na América do Norte. Entre suas características estão aceleração de 0 a 100 km/h em menos de 3,5 segundos com torque instantâneo fornecido pelo motor elétrico H-D Revelation. O propulsor elétrico não faz uso de embreagem nem troca de marchas, simplificando a condução para iniciantes. O modelo tem design futurista que marca a nova geração das motocicletas da Harley Davidson.

Leia mais:  Renault Kwid com retoques nodesenho aparece antes da estreia

LEIA MAIS: Após os carros, scooter elétrico agora é oferecido para aluguel via aplicativos

E tem mais novidade na área! Em parceria com start-up chinesa Gogoro, a Yamaha apresentou seu novo scooter elétrico, a EC-05 para o mercado asiático. Trata-se de uma motoneta que funciona com duas baterias de íons de lítio de alta capacidade que podem ser carregadas em casa ou recarregadas em estações apropriadas.

Yamaha EC05 arrow-options
Divulgação

Yamaha EC 05 pode rodar até 150 quilômetros até precisar de recarga. E atinge 95km/h, diz a marca japonesa

A Yamaha mostrou a primeira imagem de seu scooter elétrico que será produzida com a tecnologia da marca chinesa Gogoro O design foi desenvolvido pela Yamaha e a parte mecânica tem a experiência da Gogoro. Ainda sem muitos detalhes divulgados, a Yamaha EC-05 deve ser equipada com motor de aproximadamente 7,0 kW (9,5 cv). Sua uma velocidade máxima é de até 95 km/h e a autonomia de 150 km, com as duas baterias intercambiáveis, sistema semelhante aos carros da Tesla.

LEIA MAIS: Harley-Davidson apresenta sua primeira moto elétrica nos EUA

Com crescente investimento das principais fabricantes de motos em elétricos, os lançamentos  atuais tendem, em sua maioria, a pequenos modelos de scooter de baixa cilindrada. Uma boa notícia para um grande mercado como o Brasil, por exemplo, onde há a maior quantidade de “moto boys” do mundo. Sinônimo de maior mobilidade com emissão zero no trânsito caótico das cidades.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Yamaha revela criação elétrica que mistura de scooter, triciclo e patinete

Publicado

por

source

A Yamaha acaba de revelar um veículo que mistura moto, patinete e tricíclo. Com a filosofia da tecnologia Leaning Multi-Wheeled (LMW), o Tritown se baseia nas motos de três rodas apresentadas pela fabricante — como a Niken — por diversas vezes. Basta cutucar o guidão em uma direção ou outra para que a criação comece a se mover. Ou seja, praticidade e facilidade de dirigir são os seus maiores atributos. Os preços ainda não foram revelados e será voltado principalmente aos mercados da Europa e Japão.

LEIA MAIS: Comparamos os novos patinetes elétricos da Lime com os da pioneira Yellow

Yamaha Tritown arrow-options
Divulgação

Yamaha Tritown une as tecnologias desenvolvidas para as suas motos de três rodas com a micromobilidade

O triciclo da Yamaha possui um motor elétrico de 500 watts que recebe energia de uma bateria de íons de lítio de 380wh. Segundo a fabricante, o Tritown tem uma autonomia de até 32 km, com capacidade de ser recarregado por completo em menos de três horas. A velocidade máxima é de cerca de 25 km/h e pesa cerca de 40 kg. Mesmo que seja compacto, pode ser que não seja — apesar da proposta — tão fácil de ser levado no colo por aí.

Leia mais:  BMW M5 surge em edição comemorativa de 35 anos, com itens exclusivos

LEIA MAIS: Novas soluções de mobilidade geram debate sobre a necessidade do automóvel

Divisão de motos da BMW também investe na micromobilidade

BMW arrow-options
Divulgação

Outro patinete elétrico, desta vez que pode oferecer mais praticidade que o da VW: o BMW X2City

Entre outras marcas de motos, a BMW lançou, no início do ano, a nova geração do X2City, patinete elétrico , que pode chegar a 20 km/h e ser utilizado nas ciclovias europeias. A novidade já atende à nova legislação da Europa para esse tipo de veículo, por isso exige um impulso inicial de até 6 km/h para o motor elétrico entrar em funcionamento. Há, também, um pedal na que precisa ser pressionado algumas vezes para que a velocidade aumente. A autonomia é de 30 km.

LEIA MAIS: Conheça 5 apps de mobilidade no Brasil que valem a pena hoje em dia

De acordo com a BMW, uma carga completa no patinete leva cerca de duas horas e meia. E o veículo ainda oferece uma tomada USB para carregar o celular e conexão Bluetooth para futuros aplicativos. Já à venda na Alemanha, exige, tal como para as bicicletas elétricas , seguro e pode ser conduzido por quem tenha habilitação para pilotar ciclomotores. O preço é de 2.399 euros (cerca de R$ 10 mil), o que é certamente menos do que custará o crossoverzinho da Yamaha .

Leia mais:  Suzuki S-Cross: SUV compacto, mas com fôlego de gente grande

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana