conecte-se conosco


Mato Grosso

Sargento da PM conquista título no Mundial Arnold Classic Brasil

Publicado

O ano começou bem, para o sargento da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso Luciano Karim, 44 anos, do 4º Batalhão de Polícia Militar de Várzea Grande. Ele conquistou o terceiro lugar no evento internacional de Fisiculturismo, Arnold Classic Brasil 2019, em São Paulo e o Campeonato de Fisiculturismo Musclecontest Internacional, em Campinas.

As últimas conquistas do policial-atleta aconteceram no último fim de semana (13 e 14.04). O Arnold Classic é o segundo evento mais importante para o culturismo, que destaca os melhores atletas no mundo fitness.

Há 20 anos praticando a modalidade esportiva, os novos títulos do sargento se juntam a mais duas vitórias: o de Tricampeão Brasileiro (2008), de Campeão Sul-Americano (2013) e de Mister Universo (2014).

O policial, que se dedica muito aos treinos, possui uma rotina de atleta. Os treinos são planejados com disciplina, o que o ajuda a organizá-los e encaixá-los sem prejudicar a escala de trabalho no batalhão.

“A minha rotina de treino baseia-se em uma hora e meia por dia, seis vezes na semana. Organizei minha alimentação de forma que já cheguei a perder 15 kg para competir nos eventos de fisiculturismo”, explica o sargento.

Leia mais:  Lei sancionada pelo Estado obriga clínicas e pet shops a informar maus-tratos

O policial militar já é um multiplicador da modalidade esportiva em Mato Grosso. Entre o treino e a jornada de trabalho na PM, o policial ocupa outra parte de seu tempo de folga, ajudando no treinamento de outros atletas.

“A minha preparação não é fácil, quando estou na polícia, minha escala vai até meia-noite. Dia sim e dia não, acordo às 04h, para às 06h treinar alguns alunos e em seguida me dedico ao meu treinamento” explica Karin.

Diante das dificuldades para chegar ao corpo ideal e vencer as competições, o policial diz que os desafios não o desanimam. “Para mim quanto mais difícil, maior a alegria na vitória”, ressalta. 

Agora pesando 85 kg, Luciano Karim, já se prepara para buscar mais um título em uma competição internacional, o de Mister Olympia Amador; o mais importante e almejado pelos culturistas no mundo, que será realizado em São Paulo, no mês de Outubro.

O Fisiculturismo ou Culturismo é uma prática esportiva que se baseia no uso de exercícios de resistência progressiva para controlar e desenvolver os músculos do corpo.

Leia mais:  Nota de esclarecimento sobre auditoria do Ganha Tempo

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Sema apreende 108 kg de peixes e apetrechos proibidos em Porto Alegre do Norte e Confresa

Publicado

por

A equipe de fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) apreendeu 108 quilos de pescado e diversos apetrechos de pesca predatória nos municípios de Porto Alegre do Norte e Confresa. A Operação foi realizada na quinta-feira (17.10) pela equipe de Fiscalização de Fauna da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) e pela Diretoria de Unidade Descentralizada de Confresa, em parceria com a Policia Militar.

As espécies apreendidas são pirarucu, tucunaré, matrinxã, piranha, corvina, piau e tabatinga. Além dos peixes foram recolhidas três redes de captura de pirarucu, oito redes de pesca de diversos tamanhos e diversas malhas, uma tarrafa, cinco espinheis, 60 boias e 02 freezers.

Os fiscais aplicaram multas no valor total de R$ 6,1 mil. Os peixes foram doados a instituições filantrópicas de Porto Alegre do Norte e de Confresa.

Piracema

O período de defeso da piracema no Estado de Mato Grosso iniciou no dia 1º de outubro e segue até dia 31 de janeiro de 2020. A proibição à pesca, tanto amadora como profissional, abrange os rios das Bacias Hidrográficas do Paraguai, Amazonas e Araguaia-Tocantins.

Leia mais:  Escâneres corporais reforçam segurança nas duas maiores unidades prisionais de MT

Neste período é permitida apena a pesca de subsistência, desembarcada, que é aquela praticada artesanalmente por populações ribeirinhas ou tradicionais para garantir a alimentação familiar, sem fins comerciais.

Para os ribeirinhos é permitida a cota diária de três quilos e um exemplar de qualquer peso por pescador, respeitando os tamanhos mínimos de captura, estabelecidos pela legislação para cada espécie. O transporte e comercialização proveniente da pesca de subsistência também fica proibido.

Denúncias

O cidadão pode denunciar a pesca depredatória e outros crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838 ou via WhatsApp no (65) 99281-4144. Outros telefones para informações e denúncias: (65) 3613-7394 (Setor Pesca), nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana