conecte-se conosco


Política

Santa Casa vai receber R$1 milhão da Prefeitura de Cuiabá para compra de medicamentos

Publicado

O valor será destinado à compra de medicamentos para os pacientes que estão internados na Instituição.
À frente do Movimento “Santa Casa de Portas Abertas”, o vereador Toninho de Souza (PSD), deu início nesta segunda-feira às reuniões para a construção de uma proposta sobre o que precisa ser feito para reabrir as portas da Santa Casa. Já na primeira reunião, um importante passo foi dado, a liberação de R$1 milhão para compra de medicamentos.
“Tivemos hoje primeira reunião do grupo de trabalho na Secretaria de Saúde de Cuiabá que está tratando da situação da Santa Casa de Misericórdia. Tivemos um avanço importantíssimo, a garantia da liberação, até a próxima quinta-feira, do valor de R$1 milhão para a compra de medicamentos aos pacientes que estão internados na Santa Casa de Cuiabá”, informou o parlamentar.
Na próxima semana o grupo irá se reunir com o Prefeito Emanuel Pinheiro e uma nova liberação de recursos pode ser alinhada. “Nesta reunião temos a expectativa de garantirmos a liberação de valores para o pagamento dos salários dos servidores da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá”, disse.
O Movimento para reabrir as portas da Santa Casa de Cuiabá já está dando resultados positivos, a iniciativa tem mostrado a importância do engajamento dos mais diversos setores em busca de resolver o impasse em torno da Instituição.
“Estamos avançando, tudo isso é fruto do Movimento Santa Casa de Portas Abertas, que eu criei, e que está tendo o envolvimento de todos, dos vereadores, da Sociedade Organizada, todos com o mesmo objetivo, reabrir as portas da Santa Casa e colocar um fim a paralisação desse Hospital tão importante para o estado de Mato Grosso”.
A Bancada Federal também vai trabalhar em Brasília para trazer recursos para a unidade hospitalar. “A dívida da Santa Casa é monstruosa, só com o repasse normal não é possível resolver a situação, é preciso ajuda de todos os lados”, disse o vereador Toninho de Souza, idealizador do movimento “Santa Casa de Portas Abertas”.
Fazem parte da Comissão, representantes da direção da Santa Casa, dos funcionários, da Câmara Municipal e da Prefeitura.
Verônica Rakel
Assessoria de Imprensa

Leia mais:  Amigas de Cuiabá se unem para apoiar Natal sem Fome

Imprimir Voltar Compartilhar:  

Fonte: Câmara de Cuiabá
Comentários Facebook
publicidade

Política

João Batista apresenta requerimento em defesa dos serviços públicos

Publicado

por

Foto: Marcos Lopes

O deputado estadual João Batista (Pros), considerado o porta voz do funcionalismo público dentro da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), apresentou durante a sessão vespertina desta última terça-feira (19), a criação da “Frente Parlamentar em Defesa dos Serviços Públicos”, criado em parceria com o Fórum Sindical, a proposição já conta com a assinatura de 10 deputados e entra na pauta dos trabalhos legislativos.

De acordo com o parlamentar, durante sua fala na tribuna, é preciso que os servidores públicos participem das discussões e sejam incluídos nas tomadas de decisões. “A luta do atual governo para retirada de direitos dos trabalhadores do serviço público é clara, taxando, de um modo geral, o servidor como principal vilão do déficit registrado dentro do orçamento do Estado de Mato Grosso”, disse o deputado.

Batista expôs ainda um rombo no valor de quase R$ 4 bi, que seriam oriundos de renúncia fiscal, onde o Estado abre mão de receita. “São situações como esta que acaba precarizando a prestação de serviços públicos de qualidade para a sociedade”.

Leia mais:  Segunda Corrida do Legislativo Cuiabano acontecerá em abril

De acordo com a proposição, a Frente Parlamentar irá debater temas como o plano de saúde ofertado aos servidores públicos (MT Saúde), avaliar e discutir com os setores da Segurança Pública e Educação. “O Poder Executivo afirma existir excesso de funcionários públicos, mas só para exemplificar, existe um déficit no batalhão da Polícia Militar de cerca de 3000 trabalhadores e na educação, quase 50% dos professores são contratados temporariamente”.

“Iremos também assegurar a discussão das diretrizes do Plano de Cargos e Carreiras e Salários (PCCS) de cada categoria, inclusive matérias orçamentárias. Assegurando o planejamento de pautas e reivindicações junto ao Fórum Sindical”, finalizou o deputado.

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana