conecte-se conosco


Tecnologia

Samsung deve lançar celular com bateria que carrega em menos de 30 minutos

Publicado

source

Olhar Digital

celular samsung arrow-options
Wikimedia Commons

Samsung deve lançar celular com bateria que carrega em menos de meia hora

A Samsung pode estar trabalhando em uma alternativa às baterias de íons de lítio para seus telefones. De acordo com o repórter Evan Blass, a empresa espera lançar pelo menos um smartphone com bateria de grafeno no próximo ano ou até 2021. O jornalista, que ficou conhecido como @evleaks e ganhou renome pela reputação impecável de vazamentos de celulares antes do lançamento, divulgou a informação em sua conta no Twitter, nesta segunda-feira (12).

Leia também: Xiaomi lança impressora de bolso que será vendida por menos de R$ 200

O post explica que o telefone seria “capaz de receber uma carga completa em menos de meia hora”, mas que ajustes ainda precisam ser feitos para aumentar as capacidades sem que isso signifique um aumento pesado nos custos. A Samsung não confirmou as informações.

O grafeno tem sido apontado como o “material dos sonhos” graças às suas propriedades únicas. Cientistas acreditam que as baterias de grafeno podem melhorar o armazenamento de energia e acelerar significativamente o carregamento nos telefones. Em 2017, a Samsung anunciou que seus pesquisadores desenvolveram uma “bola de grafeno” que permite velocidades de carregamento cinco vezes mais rápidas que as tradicionais baterias de íon-lítio.

Leia mais:  Tudo o que você precisa saber antes de comprar um nobreak

O desastre do Note 7

Um grande motivo por trás da busca da Samsung por baterias alternativas é o fiasco do Note 7 , em 2016. Na ocasião, pouco depois do aparelho ter sido colocado à venda, usuários começaram a relatar problemas de superaquecimento e explosões. A Samsung ligou os incidentes a uma falha no design da bateria e fez o recall de todos os telefones Note 7 no mercado. O problema é que, após relançar o telefone “consertado”, a empresa se deparou com os mesmos relatos negativos. Isso encerrou de vez a fabricação do Note 7.

Leia também: Apple oferece US$ 1 milhão para quem conseguir hackear iPhone

Após a situação desastrosa, a fabricante sul-coreana mudou o processo de testes para os principais componentes de aparelhos móveis e instituiu um processo de inspeção de oito etapas para as baterias .

Fonte: CNet

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Sem Google, Huawei lança seu mais poderoso e polêmico smartphone

Publicado

por

source
huawei arrow-options
Divulgação/Huawei

O novo Mate 30 Pro, da Huawei, chegou com especificações poderosas.


A Huawei lançou nesta quinta-feira (19) seu mais poderoso  e polêmico smartphone. O Mate 30 Pro tem especificações técnicas de ponta, sendo apresentado pela companhia como superior aos concorrentes diretos Galaxy Note 10 , da Samsung , e iPhone 11 , da Apple . Mas as dúvidas quanto ao novo aparelho não recaem sobre o hardware , mas no software . O primeiro lançamento da gigante chinesa após a imposição de barreiras comerciais pelo governo americano , como esperado, não tem aplicativos e serviços do Google instalados.

Leia também: Novos produtos da Huawei vazam antes de serem apresentados; confira

“Devido à proibição dos EUA , não podemos pré-instalar os aplicativos do Google”, afirmou Richard Yu, diretor executivo do Grupo de Negócio Huawei Consumer, acrescentando que a companhia oferece 45 mil aplicativos em sua loja própria de aplicativos.

O sistema operacional será o EMUI 10 , uma versão personalizada pela companhia do Android 10, liberado pelo Google com código aberto e, por isso, livre das sanções americanas. Mas sobre os aplicativos e serviços de Mountain View, não houve nenhuma citação durante a hora e meia da apresentação, realizada em Munique, na Alemanha.

Leia também: Huawei anuncia demissão em massa em escritório nos EUA

huawei arrow-options
Divulgação/Huawei

O evento apresentou os novos lançamentos da Huawei.


Assim como fez a Apple , a Huawei deu destaque ao potencial das câmeras . O conjunto, desenvolvido em parceria com a renomada Leica , tem quatro sensores, sendo duas câmeras principais com 40 megapixels — uma batizada como “Ultra-wide Cine” e a outra “SuperSensing Wide”, uma telefoto de 8 megapixels e um sensor de profundidade 3D.

Leia mais:  Inspirado em Pokémon GO, jogo do Harry Potter será lançado nesta sexta-feira

Com esse sistema, o Mate 30 Pro oferece possibilidades raras no mercado, como zoom de até 45x, sendo 3x ótico e 30x digital, time-lapse  em 4K, efeito bokeh em tempo real e a impressionante câmera lenta, com 7680 quadros por segundo. Como a câmera oferece resultados com altíssima qualidade, a Huawei incluiu compatibilidade com acessórios usados por profissionais, como o estabilizador Osmo Mobile 3, da DJI , e os iluminadores Profoto C1 e C1 Plus.

câmera arrow-options
Divulgação/Huawei

A poderosa câmera do Huawei Mate 30 Pro.


Na parte frontal, além da tradicional câmera para selfies , o Mate 30 Pro possui sensor 3D de profundidade, sensor de gestos e de luz ambiente e proximidade. O sensor de impressão digital e o sistema de som ficam escondidos sob a tela. O botão de volume também desapareceu, basta dar dois toques na lateral e arrastar o dedo.

Leia também: Não são só as três câmeras: inteligência artificial dá a Apple as melhores fotos

O chip é o Kirin 990 , desenvolvido pela HiSilicon, subsidiária da Huawei para a produção de semicondutores. Como esperado – e diferentemente do iPhone 11 -, o Mate 30 Pro já possui compatibilidade com o 5G e, segundo a companhia, oferece velocidade de conexão superior aos concorrentes. Em vídeo comparativo com o Galaxy Note 10+, o smartphone da Samsung alcançou taxa de download de 985 megabits por segundo, enquanto o Mate 30 Pro foi a 1,5 gigabit por segundo.

Leia mais:  Guarda suas fotos no Flickr? Cuidado: elas poderão ser deletadas no mês que vem

Quanto custa?

Além da versão Pro, a Huawei lançou o Mate 30 , com especificações um pouco mais modestas. O design é um pouco diferente, com a versão Pro não tendo bordas nas laterais, que são cobertas pela curvatura da tela. No sistema de câmeras, o Mate 30 tem um dos sensores principais, o “Ultra-wide”, com 16 megapixels, em vez dos 40 megapixels da versão mais completa, além de não contar com o sensor de profundidade.

A tela do Mate 30 Pro tem 6,53 polegadas, contra 6,62 polegadas do Mate 30 . A bateria da versão Pro também é um pouco mais potente, com 4.500 mAh, contra 4.200 mAh do modelo mais simples. Ambos contam com sistema de carregamento rápido, de 40 watt, inclusive no carregamento reverso — para usar o celular como fonte de energia para outros gadgets —, com 27 watts.

Leia também: Huawei busca expandir tecnologia 5G, mas diz que Brasil está atrasado

O Huawei Mate 30 Pro 5G, com 8GB de memória RAM e 256GB para armazenamento, vai custar €1199 (cerca de R$ 5,5 mil em conversão direta), enquanto a versão 4G sairá por €1099 (o equivalente a R$ 5 mil). O Huawei Mate 30 , com 8GB RAM e 128GB de espaço de memória, custará €799  (em torno de R$ 3,7 mil). Ainda não há data para o início das vendas.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana