conecte-se conosco


Carros e Motos

Salão Duas Rodas 2019: confira galeria das principais novidades do evento em SP

Publicado

source

Yamaha Fazer 250 arrow-options
Guilherme Menezes/iG

Salão Duas Rodas 2019 tem motos que chamam atenção, como a Yamaha fazer 250 do “Pantera Negra”

O Salão Duas Rodas 2019 abre suas portas para o público com novidades em todos os segmentos motociclísticos. A Honda apresenta a nova CG 160 Titan S (que chega em dezembro) e a linha exclusiva Special Edition, com NXR 160 Bros, XRE 190 e CB 250 F Twister, que estarão nas lojas já no primeiro semestre de 2020.

LEIA MAIS: Harley-Davidson apresenta os novos modelos da linha 2020

Além disso, estreiam na maior mostra do ano os scooters inéditos Honda ADV 150 e Forza 300, além das naked esportivas CB 500F, CB 650R, a esportiva CBR 650R (disponível na versão de topo Cup) e a trail CB 500X.

A Yamaha, por sua vez, revela o inédito XMax 250, scooter topo de linha que, em março do ano que vem, chega com controle de tração, abs, LED, 2 capacetes, smart key, 4 anos de garantia, 3 cores: azul, preto e vermelho entre as principais novidades da marca japonesa no Salão Duas Rodas 2019.

A chinesa Haojue tem novidades entre os modelos mais em conta. Entre elas, as novas NK 150 (trail, disponível em julho de 2020), VR 150 (scooter, que chega em 05/02/2020) e a mais aguardada DR 160 (naked, com início das vendas para 20/02/2020), para concorrer com a líder CG 160. 

Enquanto isso, a Triumph revela duas novidades que estavam em sua agenda, para começar a vender no primeiro semestre do ano que vem. A primeira delas é a naked esportiva Street Triple RS, enquanto a outra é a clássica Rocket 3.

Leia mais:  Salão de Genebra 2019 recebe três novos Mercedes-Benz exclusivos da Brabus

 LEIA MAIS:  Honda mostra as novas CG 160, NXR, XRE e Twister antes do Salão Duas Rodas

Outras duas previamente anunciadas, presentes no Salão Duas Rodas 2019, são as Royal Enfield Continental GT e interceptor, equipadas com o novo motor de 650 cc e a nova plataforma, que aprimora a dirigibilidade. Os novos conjuntos estarão presentes em futuros lançamentos.

Salão Duas Rodas 2019

triumph Tiger arrow-options
Guilherme Menezes/iG

Triumph Tiger 2020 também faz parte das novidades mostradas durante o Salão Duas Rodas 2019

No evento, marcas como a Triumph,  Kawasaki , Honda, Yamaha , Suzuki, Haojue e Kymco — que juntas compõem mais de 98% do mercado nacional — estão presentes. Com isso, serão lançados alguns modelos no evento. Entre eles, a naked Kawasaki Z400, a esportiva de entrada Yamaha YZF-R3 e chances da Ducati chegar com a super esportiva Panigale V4. E os visitantes poderão não só vê-las, como testá-las.

LEIA MAIS: Veja 7 novidades do Salão de Milão que serão lançadas no Brasil

O grande diferencial deste ano será a área de experimentação de modelos. Serão mais de 10 km de pista com test-rides on/off-road, mobilidade urbana, além de um test-ride VIP, somente com as supermáquinas. Vale lembrar que o evento está entre os maiores da América Latina, o que significa que mais de 270 mil pessoas são aguardadas para a edição 2019 do  Salão Duas Rodas .

Leia mais:  5 carros que estão para mudar, ou sair de linha, com descontos de até R$ 10 mil

Datas e endereço

  • 18 de novembro – Avant Première: 18h às 23h
  • De 19 a 24 de novembro (terça-feira a sábado): 14h às 22h.
  • Dia 19 de novembro (domingo): 11h às 19h, com entrada até às 17h.
  • São Paulo Expo Exhibition & Convention Center (Rodovia dos Imigrantes, KM 1,5 – São Paulo/SP).

Preços dos ingressos:

  • Terça-feira: Primeiro dia de evento (19/11). Valor de meia entrada R$ 25 e inteira R$50
  • Quinta e sexta: Demais dias da semana (21 e 22/11), meia entrada R$ 30 e inteira R$ 60
  • Finais de semana e feriado (20/11): Meia entrada R$ 37,50 e R$ 75 inteira.
  • Kit Fã – Contém um ingresso + camiseta modelo único: R$ 120,00
  • Ride Experience: Acesso às pistas do Test Ride Mobilidade Urbana, Test Ride SDR Experience e Test Ride Off Road: R$ 150,00
  • VIP Experience: Acesso à área externa do evento antes da abertura ao público + acesso a todas as pistas de test-ride + acesso ao Dream Lounge: R$ 250

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Mercedes-Benz entra na Fórmula E com desejo de repetir sucesso da Fórmula 1

Publicado

por

source
Mercedes-Benz arrow-options
Divulgação

Com 125 anos no automobilismo, além do sucesso na Fórmula 1, Mercedes revela o monoposto EQ na Fórmula E

Depois de dominar a Fórmula 1 nos últimos anos, a Mercedes-Benz quer ir com tudo para a categoria dos elétricos. Ela participa agora da Fórmula E, com equipe de oficial de fábrica, após um ano de experiência como fornecedora de motor para a equipe Venturi. Para estrear fazendo barulho, a montadora chegou, inclusive, a sugerir que o campeão mundial de F1, Lewis Hamilton, fizesse uma temporada na Fórmula E – o piloto inglês não aceitou.

LEIA MAIS: Ford vs Ferrari: uma história além das pistas

Enquanto domina a Fórmula 1 , o interesse dos alemães em corrida de carros elétricos vai funcionar como uma boa ação de marketing. A expectativa da empresa é que os veículos elétricos correspondam por até 25% das suas vendas até 2025.

Mercedes arrow-options
Divulgação

A Fórmula E é considerada pela Mercedes-Benz com uma boa plataforma de marketing para o projeto ‘e-next generation’

A Daimler, companhia proprietária das marcas Mercedes, Smart, AMG e Maybach, está investindo cerca de 10 bilhões de euros para o desenvolvimento de carros elétricos. Recentemente, a empresa confirmou que está suspendendo o desenvolvimento de motores a combustão da marca por tempo indeterminado.

A Mercedes-Benz vai lançar uma nova família de carros elétricos na sua futura linha, a “e-next generation”. Segundo informações prévias, alguns dos modelos teriam autonomia média de 500 km e aceleração de 0 a 100 km/h abaixo dos 5 segundos.

Porsche Taycan arrow-options
Newspress

A Porsche está lançando o esportivo Taycan e aproveitará as corridas da Fórmula E para a propaganda

Leia mais:  Audi TT RS:  laranja mecânica

Não se trata da única montadora da Alemanha a ingressar na Fórmula E visando a propaganda de seus veículos. A Porsche está lançando o Taycan, um esportivo totalmente elétrico e a corrida é importante para divulgar a tecnologia.

A marca planejava uma entrada há um tempo e finalmente chegou a hora. Em 2017, a Porsche anunciou que iria encerrar sua presença na corrida de Le Mans para se dedicar ao desenvolvimento da Fórmula E. Uma grande surpresa, considerando que a Porsche venceu três corridas consecutivas de 24 Horas de Le Mans.

LEIA MAIS: SUVs elétricos: Veja a nova safra que vem aí, com modelos de grife

Mercedes-Benz e Porsche têm grande tradição no automobilismo. Elas estão chegando na Fórmula E, entrando na disputa com 12 equipes e 24 carros. Mais do que em qualquer outra categoria do automobilismo, há vários fabricantes e os principais são Audi, BMW, DS [Peugeot / Citröen], Jaguar, Mahindra e Nissan, além de equipes independentes.

Temporada 2019-2020

Porsche arrow-options
Divulgação

A Porsche fez sua estreia na Fórmula E com um bom segundo lugar na Arábia Saudita

Leia mais:  Os descontos da Black Friday nas montadoras

Certamente, essa categoria é um grande laboratório para o desenvolvimento de veículos movidos a eletricidade, assim como já aconteceu na Fórmula 1 para os carros movidos por combustão. Além disso, as corridas são emocionantes e a temporada 2020 promete ser uma das melhores para assistir .

No dia 22/11 foi realizada a 1ª etapa da temporada da Fórmula-E 2019/2020, na Arábia Saudita. As equipes estreantes na categoria já demonstraram que vierem para disputar o título. A Porsche ficou com um bom segundo lugar e a Mercedes fechou o pódio em terceiro. A vitória foi da experiente equipe da Audi.

Audi arrow-options
Divulgação

A primeira etapa da temporada 2019-2020 da Fórmula E, vencida pela Audi, mostrou a força das equipes de fábrica

Da mesma forma que seus concorrentes, a marca participa da Fórmula E divulgando o seu modelo e-Tron. Os pilotos brasileiros que estão na Fórmula E não foram bem na corrida de estreia. Felipe Massa terminou em décimo segundo e Lucas Di Grassi na décima terceira posição.

LEIA MAIS: Ford Mustang Lithium, Chevy E-10 e Bronco R querem dar alma aos eletrificados

O Campeonato de Fórmula E é a sexta temporada reconhecida pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) como categoria de competição de monopostos elétricos. O calendário de 2019/20 é composto por 14 corridas em 12 cidades de quatro continentes.

Seul e Londres são as novidades do calendário. Na América do Sul, o Chile é o único país a ter uma prova da Fórmula E , mas ainda depende da homologação do circuito. Apesar de sediar a Fórmula 1 , o Brasil segue de fora do calendário do campeonato. Mas poderia ser uma opção caso a prova chilena não aconteça por motivos políticos e sociais.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana