conecte-se conosco


Carros e Motos

Saiba quem precisa da placa nova, os custos e os prazos

Publicado

Que veículos precisam usar a nova placa?

Placa arrow-options
Divulgação

Placas do Mercosul padronizam o layout entre os países do bloco, com diferentes tipos de modelos

Veículos zero quilômetro, veículos que mudaram de município, veículos que trocaram de categoria. Por exemplo, um táxi que vira um carro de passeio, veículos com placa danificada, ilegível reprovada em vistoria, veículos com a placa furtada ou quem quiser trocá-la voluntariamente.

LEIA MAIS: Confira as 5 multas mais absurdas já registradas no Brasil

Quanto custa a nova placa?

R$ 179,84 para veículos e R$ 55,05 para motocicletas.

Qual o prazo para todos os veículos?

Placa arrow-options
Divulgação/Denatran

O novo sistema de cores para as placas com o padrão Mercosul. O fundo sempre será branco, o que muda são as cores das letras

De acordo com o Contran , não há prazo para que toda a frota se adapte ao novo sistema, com a placa nova . Fora das condições respondidas acima, o modelo com a placa antiga poderá rodar até o seu sucateamento.

LEIA MAIS: Veja 5 modificações do carro que são proibidas

Leia mais:  Nova tendência off-road: Hummer estará de volta, agora elétrico

Qual o motivo para troca da placa?

Placa arrow-options
Divulgação/Denatran

As placas do Mercosul têm o nome do país no topo e, na lateral direita, a bandeira do estado e brasão da cidade onde o veículo está registrado

Melhorar a segurança do sistema atual, com novas tecnologias de segurança, como QR Code, marca d’água entre outros, além de ampliar o número de combinações com o novo sistema alfanumérico. Em alguns estados, como no Rio, o sistema antigo já estava perto do limite de combinações impostos pela placa do Mercosul .

Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

General Motors confirma o fim da fabricante australiana Holden

Publicado

por

General Motors arrow-options
Divulgação

Parceira da General Motors desde a década de 30, Holden encerrará suas operações na Austrália, Nova Zelândia e Tailândia até o fim do ano

Em mais um passo no processo de reestruturação global, a General Motors anunciou que fechará a marca Holden na Austrália, Tailândia e Nova Zelândia, encerrando as operações nos países. A GM ainda terá o compromisso de abastecer os mercados com peças e serviços de manutenção até o fim da década.

LEIA MAIS: FCA e PSA anunciam acordo de fusão; confira os detalhes

Estima-se que 600 funcionários perderão o emprego no encerramento da Holden na Oceania. Em Detroit (EUA), Mary Barra, chefe-executiva da GM Global, afirma que fechar a representante no continente é uma decisão difícil, porém correta. 

Mark Reuss, presidente da GM, complementa a declaração de Barra dizendo que a marca tinha planos de reerguer a Holden, mas continuar atuando em um mercado fragmentado como a Oceania teria custo alto.

LEIA MAIS: Renault, Nissan e Mitsubishi revelam novas estratégias para 2020

Leia mais:  Piloto morre em acidente durante a subida da montanha Pikes Peak

Scott Morrison, primeiro-ministro da Austrália, se diz inconformado com a situação. “Estou desapontado, mas não surpreso. Sei que muitos australianos estão irritados neste momento”, disse ele. “Os nossos contribuintes colocaram milhões de dólares nesta companhia multinacional e eles simplesmente encerraram as operações”.

LEIA MAIS: Veja como a parceria entre Ford e VW vai impactar os carros elétricos

Aos poucos, a GM está abandonando mercados não-lucrativos para focar em regiões pontuais, como Estados Unidos, China, Coreia do Sul e Brasil. Em 2017, a fabricante vendeu as marcas Opel e Vauxhall para a Peugeot-Citroën.

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana