conecte-se conosco


Educação

Ruas do Ribeirão do Lipa e São João Del Rey recebem obras de infraestrutura

Publicado

Localizados em regiões diferentes, mas com necessidades parecidas, os bairros Ribeirão do Lipa e São João Del Rey começam a ver um sonho em comum tonar-se realidade. Por meio do programa Minha Rua Asfaltada, a Prefeitura de Cuiabá executa nas comunidades das regiões Oeste e Sul a construção de rede de drenagem, pavimentação, meio-fio e calçada. No total, são nove quilômetros de obras que irão transformar a realidade vivida por cerca de 10 mil pessoas.

Somente no Ribeirão do Lipa, a extensão a ser alcançada é de aproximadamente três quilômetros. A intervenção no bairro, que foi fundado há mais de 50 anos, é fruto de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com a empresa Fatex Construtora. No local, enquanto algumas vias recebem o serviço de edificação da tubulação e galerias pluviais, outras como a S/D, Benvindo da Costa, Projetada Um, Dois, Três e Quatro já foram pavimentadas.

“O Ribeirão do Lipa é um dos bairros mais tradicionais de Cuiabá e, dentro daquilo que podemos, estamos buscando contribuir para o seu desenvolvimento. Ficamos felizes em ver que a obra está avançando. Mas, o mais importante é que está sendo feito um serviço de qualidade. Da drenagem ao pavimento, são usados materiais de primeira linha, que garantem uma longa vida útil ao asfalto”, comenta o prefeito Emanuel Pinheiro.

Leia mais:  Após ameaça de nova greve, Sintep debate na Casa Civil atraso de pagamento aos professores

A obra evolui de forma satisfatória também no São João Del Rey. Iniciado em março deste ano, o trabalho chegará a mais de seis quilômetros de malha viária. Ao todo, o Município investe R$ 6.713.333,63 na comunidade. Neste momento, as equipes atuam na construção de todo o sistema de drenagem nas ruas Doze, Dezesseis e Avenida A. De acordo com o cronograma, a pavimentação deve ser finalizada no próximo ano.

“Também no São João Del Rey, aplicamos R$ 176.765,30 na construção de uma praça pública. Em uma área de 1.255 m², estamos construindo um novo espaço de lazer com pista de caminhada, playground, academia ao ar livre. São ações que melhoram a qualidade de vida dos moradores e valoriza todo o bairro”, completa o secretário municipal de Obras Públicas, Vanderlúcio Rodrigues.

MINHA RUA ASFALTADA

Implantado em 2017, o programa Minha Rua Asfaltada se consolidou como uma grande ação de infraestrutura. Neste ano, a Prefeitura de Cuiabá chegou a 47 bairros beneficiado com a atividade, levando em consideração as obras concluídas, em execução e também aquelas que, neste momento, passam pelo processo de licitação. De acordo com levantamento da Secretaria de Obras Públicas, são nove comunidades da região Norte, 18 da Sul, 12 da Leste e oito da Oeste.

Leia mais:  Casies divulga edital para cursos de Libras e Noções Básicas de Interpretação.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
publicidade

Educação

Reitores pedem na Justiça que ministro da Educação explique fala sobre drogas em universidades

Publicado

por

Por G1

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições de Ensino Superior (Andifes) entrou na Justiça para pedir que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, explique as alegações de que há “plantação de ervas para produção de drogas” nas universidades federais brasileiras.

Sem apresentar provas, Weintraub afirmou que algumas universidades teriam “plantações extensivas” de drogas durante uma entrevista ao canal no YouTube do Jornal da Cidade no dia 22 de novembro. O ministro falou também que haveria produção de drogas sintéticas em laboratórios de química.

“Então o que você tem? Você tem plantações de maconha, mas não é três pés de maconha, você tem plantações extensivas de maconha em algumas universidades.” – Abraham Weintraub, ministro da Educação, em 22/11.

A interpelação judicial foi apresentada pela Andifes nesta quarta-feira (4) e ressalta o “teor depreciativo em relação às universidades federais, e em consequência a seus reitores” da fala do ministro. A Andifes pede ainda que o ministro “preste esclarecimentos e informações sobre as provas que ampararam suas declarações”. A medida foi protocolada na 9 Vara da Justiça Federal do Distrito Federal.

Leia mais:  Após ameaça de nova greve, Sintep debate na Casa Civil atraso de pagamento aos professores

No pedido, os reitores lembram que o ministro destacou, em sua conta pessoal no Twitter, alguns trechos da entrevista que concedeu ao Jornal da Cidade falando sobre federais. Na rede social, Weintraub também citou dois casos de drogas encontradas em universidades para sustentar sua alegação, um na Universidade Federal de Brasília (UnB) e outro na de Minas Gerais (UFMG).

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana