conecte-se conosco


Entretenimento

Roteirista de “Bright”, da Netflix, recebe novas acusações de abuso sexual

Publicado

Max Landis, roteirista do filme “Bright”, foi acusado novamente de abuso sexual. De acordo com uma reportagem especial do site Daily Beast , oito mulheres contaram seus relatos, detalhando os abusos. 

Leia também: Acusado de assédio, Cuba Gooding Jr. alega inocência; investigação continua

Max Landis
Reprodução/Instagram

Max Landis é acusado de abuso sexual por oito mulheres


A reportagem começa com a declaração de Ani Baker, ex-namorada do roteirista, que publicou uma mensagem em seu Instagram. “Se você encontrou minha página via Max Landis , oi. Eu vou te falar algumas informações sobre ele, porque a experiência/relacionamento com essa pessoa é realmente destrutivo, cheia de dor e um trabalho emocional que você não precisa gastar a sua energia e tempo”, declarou.

Leia também: Caio Blat curte comentário de fã e renova polêmica de assédio

Baker recebeu diversas histórias de outras mulheres que também acusaram o cineasta de ter sido abusivo. Umas delas, Julie (que teve seu nome verdadeiro trocado), contou que se relacionou com Landis por dois anos.

Leia mais:  Quatro coisas que você não vai querer perder em “Bom Sucesso”

“Isso se tornou obscuro e sombrio, conforme nosso relacionamento se tornava mais tumultuado. Isso me levou a ser mais abusada. Ele disse que me ver chorando o excitava e ele gritava e me humilhava até que eu chorava. Depois, ele fazia sexo comigo enquanto eu continuava a chorar, sem nenhum respeito ou esforço para fazer as coisas direito. Ele me sufocou até eu desmaiar e fez coisas degradantes que eu não consigo escrever no papel”, afirmou.

Leia também: Kevin Spacey comparece, de surpresa, a julgamento por assédio

Uma outra jovem, Verônica, também relatou ter sido abusada por Max, dizendo que ele tentou fazer sexo com ela em um hotel. “Eu disse que estava desconfortável com a situação e não queria novamente. Ele ficou furioso e começou a gritar comigo, e jogou as coisas no quarto do hotel. Eu encolhi em um canto do quarto e ele se queixou que eu não estava sendo um bom encontro”, disse.

Esta não é a primeira vez que Max é acusado de algo tão grave. Em 2017, após o lançamento de “ Bright ”, ele também foi acusado de abuso sexual e assédio por uma atriz, Anna Akana. A partir daí, outras acusações contra ele vieram à tona.

Leia mais:  Geisy Arruda assume ser bissexual e afirma estar “aberta para o amor”

Além do filme da Netflix, Max Landis também escreveu “Poder Sem Limites”, estrelado por Michael B. Jordan em 2012. Além disso, ele é filho do lendário cineasta John Landis, diretor de “Um Lobisomem Amricano em Londres”. Os dois, inclusive, trabalham num remake do filme. 

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Filme “Tubarão” terá exibição com trilha sonora ao vivo no MIS

Publicado

por

source

Os fãs de “Tubarão” (1975), clássico de Steven Spielberg, já podem comemorar, porque no próximo domingo, 22 de setembro, o longa vai ganhar um especial no Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo.

Leia também: Os dez melhores piores filmes de tubarão já produzidos

arrow-options
Divulgação/ Columbia Pictures do Brasil

“Tubarão”

No Cinematographo do museu, a trilha sonora de “ Tubarão ” vai ganhar força ao ser reproduzida ao vivo pelo Koogu, projeto instrumental desenvolvido pelos músicos Henrique Geladeira, Gustavo Rocha e Daniel Garça.

Leia também: Dez filmes com tubarão para assistir depois de “Megatubarão”

O evento consolida a parceria entre o MIS e a Sony Pictures Home Entertainment, a fim de se trazer grandes clássicos da sétima arte à programação do museu, na intenção de resgatar a atmosfera das primeiras sessões de cinema.

Primeiro single de João Diniz

João Diniz arrow-options
Duh Marinho

João Diniz

Na última terça-feira (17), João Diniz, nova revelação do samba, lançou seu primeiro single, Gosto tanto de você, com direito a videoclipe em preto e branco; assista:

Leia mais:  Em “A Dona do Pedaço”, Gilda diz a Amadeu que mentiu sobre o câncer

Filho de Mauro Diniz, um dos cavaquinistas mais requisitados do meio, o gosto pelo ritmo é de família, pois João Diniz também é neto do sambista e compositor Monarco. Vale ressaltar que o cantor ainda tem Zeca Pagodinho como um de seus padrinhos na música.

Ronnie Von abre sua mansão

Na próxima sexta-feira (20), às 15h30, na TV Aparecida , Ronnie Von recebe Claudete Troiano em sua mansão, na capital paulista. Além de apresentar a residência, com direito a horta e criação de peixes e aves, ele também bateu um papo com a apresentadora.

Ao lado da esposa, Kika, Ronnie falou sobre sua história familiar, as superações pessoais, as paixões, carreira artística e sobre fé. Declarando que “um homem sem fé não é nada”, ele recebeu da apresentadora e da equipe da emissora, uma imagem de Nossa Senhora Aparecida.

À vontade, ele ainda se rendeu ao fogão junto com a filha Alessandra Von, que atualmente integra o time de culinaristas do programa apresentado por Claudete Troiano, e preparou um prato especial, que será revelado somente durante o programa “Santa Receita”. 

Leia mais:  Com álbum independente e de “resistência”, Ana Cañas quer promover o afeto

Leia também: Ronnie Von diz que Gazeta não teve coragem de assumir falta de dinheiro

The Doors na série “Álbuns Clássicos”

The Doors arrow-options
Divulgação/ Curta!

The Doors

A musicalidade nesta Coluna não é exclusividade de “ Tubarão ”, porque na próxima segunda-feira (23), às 23h, o rock psicodélico de The Doors chega a série “Álbuns Clássicos”, no canal Curta! . A produção traz à tona o álbum de estreia da banda, em 1967, e conta com depoimentos dos ex-integrantes do do grupo – Ray Manzarek, Robby Krieger e John Densmore, além de imagens de arquivo que ajudam a contar a história da formação da banda e da gravação de cada faixa desse primeiro álbum.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana