conecte-se conosco


Política

Rondonópolis poderá ter primeiro atendimento aeromédico do Samu

Publicado

Foto: Marcelo Lucas / Assessoria de Gabinete

Uma força-tarefa para agilizar o pronto atendimento de Saúde em Rondonópolis e região sudeste se organiza para firmar um Termo de Cooperação Técnica entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e implantar o primeiro atendimento “aeromédico do Samu” em Mato Grosso.

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) articula, juntamente com o senador Welligton Fagundes (PR) e o deputado federal José Medeiros (Pode), para que um helicóptero da PRF seja disponibilizado ao Samu, a fim de realizar atendimentos de acidentados em rodovias e também no transporte de pacientes entre um hospital e outro, em caso de necessidade.

“Também já conversamos com os parlamentares federais do PSL, senadora Selma Arruda e deputado federal Nelson Barbudo, para nos apoiar neste projeto importante de trazer um helicóptero, no sentido de oferecermos um atendimento rápido para a saúde pública em Rondonópolis e vários municípios da região. Acreditamos que conseguiremos salvar muitas vidas”, afirma Delegado Claudinei.

O coordenador regional do Samu em Rondonópolis, médico Heusnan Lima Freitas, destaca que, atualmente, apenas dez estados brasileiros contam com o serviço de aeromédico pelo Samu. “A gente conta ainda com o empenho do vereador por Rondonópolis, Roni Cardoso, do deputado estadual Delegado Claudinei e da bancada federal da região com o deputado Zé Medeiros e o senador Wellington. O atendimento utilizando a aeronave será em rodovias de domingo a domingo, das 7h da manhã até as 17h, pois a noite não há visibilidade para os pilotos”, explica o coordenador.

Leia mais:  Deputados vão analisar 20 proposições na volta dos trabalhos da CCJR

Hoje, a regional do Samu de Rondonópolis atende 19 municípios da região. “Essa é uma ideia interessante para a nossa cidade, pois as distâncias são muito longas e o Samu atende de Alto Araguaia até a divisa com o Mato Grosso do Sul e nem sempre as viaturas respondem a contento por causa da distância das ocorrências. Vamos trabalhar com toda a bancada no sentido de fazermos um Termo de Cooperação Técnica. É uma ideia para salvar vidas”, diz Medeiros.

O próximo passo será uma reunião em Brasília (DF) com a Direção Executiva da PRF. Há previsão orçamentária para a compra de mais duas aeronaves para a Polícia Rodoviária Federal em Mato Grosso. “No ano passado, fui relator da parte financeira do orçamento da PRF e autorizei 100% dos recursos. Agora vamos trabalhar e trazer uma das aeronaves para Rondonópolis”, finalizou Fagundes.

Mais Informações:
Tel.65-99660-5666

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
publicidade

Política

João Batista apresenta requerimento em defesa dos serviços públicos

Publicado

por

Foto: Marcos Lopes

O deputado estadual João Batista (Pros), considerado o porta voz do funcionalismo público dentro da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), apresentou durante a sessão vespertina desta última terça-feira (19), a criação da “Frente Parlamentar em Defesa dos Serviços Públicos”, criado em parceria com o Fórum Sindical, a proposição já conta com a assinatura de 10 deputados e entra na pauta dos trabalhos legislativos.

De acordo com o parlamentar, durante sua fala na tribuna, é preciso que os servidores públicos participem das discussões e sejam incluídos nas tomadas de decisões. “A luta do atual governo para retirada de direitos dos trabalhadores do serviço público é clara, taxando, de um modo geral, o servidor como principal vilão do déficit registrado dentro do orçamento do Estado de Mato Grosso”, disse o deputado.

Batista expôs ainda um rombo no valor de quase R$ 4 bi, que seriam oriundos de renúncia fiscal, onde o Estado abre mão de receita. “São situações como esta que acaba precarizando a prestação de serviços públicos de qualidade para a sociedade”.

Leia mais:  Ex-governadores são homenageados pelos 40 anos da Unemat

De acordo com a proposição, a Frente Parlamentar irá debater temas como o plano de saúde ofertado aos servidores públicos (MT Saúde), avaliar e discutir com os setores da Segurança Pública e Educação. “O Poder Executivo afirma existir excesso de funcionários públicos, mas só para exemplificar, existe um déficit no batalhão da Polícia Militar de cerca de 3000 trabalhadores e na educação, quase 50% dos professores são contratados temporariamente”.

“Iremos também assegurar a discussão das diretrizes do Plano de Cargos e Carreiras e Salários (PCCS) de cada categoria, inclusive matérias orçamentárias. Assegurando o planejamento de pautas e reivindicações junto ao Fórum Sindical”, finalizou o deputado.

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana