conecte-se conosco


Brasil / Mundo

Receita abre consultas ao 1º lote de restituições do Imposto de Renda 2019

Publicado

Serão pagos neste lote R$ 5,1 bilhões a 2.573.186 contribuintes; depósitos serão feitos em 17 de junho. Veja passo a passo para consultar a restituição.

A Receita Federal abriu nesta segunda-feira (10) as consultas ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda de Pessoas Físicas (IRPF) de 2019, e a lotes residuais de anos anteriores.

Clique no link da Receita para consultar se você está no primeiro lote de restituição

De acordo com o Fisco, serão pagos neste lote R$ 5,1 bilhões, a 2.573.186 contribuintes idosos e com algum tipo de deficiência ou doença grave, sendo R$ 4,99 bilhões somente para o IR 2019 – ano-base 2018. Os depósitos serão feitos em 17 de junho.

Assim que abertas, as consultas podem ser feitas pelo site da Receita Federal na internet. Há, ainda, o aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF, diretamente nas bases de dados da Receita Federal.

Como consultar sua restituição

Pelo telefone

  • Ligando para o Receitafone, no número 146

Pelo computador

  • Entre no site da Receita (https://servicos.receita.fazenda.gov.br/Servicos/ConsRest/Atual.app/paginas/index.asp)
    • Digite seu CPF (apenas números), data de nascimento e os caracteres de verificação (captcha), e clique em “consultar”.

    Pelo aplicativo da Receita

    Para fazer a consulta pelo aplicativo, é preciso ter um certificado digital, ou criar um código de acesso, e liberar o uso do aplicativo.

    Para criar um código de acesso:

    • Acesse a página da Receita Federal pelo computador – cliquei aqui para acessar
    • Crie o código de acesso usando o número do CPF, data de nascimento e recibos de entrega das duas últimas declarações
    • Entre no e-Cac, o Centro Virtual de Atendimento – clique aqui para acessar
    • Entre em Meu Imposto de Renda/Outros/Autorizar Acesso via Smartphones e Tablets
    • Cadastre o smartphone ou tablet – para cada um deles deverá ser informado um nome, uma palavra-chave e uma data de expiração dessa autorização.
    • Após a criação do código:

      • Baixe e abra o aplicativo “Meu Imposto de Renda”
      baixe o app — Foto: Reprodução

      baixe o app — Foto: Reprodução

      • Digite seu CPF e data de nascimento
      Digite CPF — Foto: Reprodução

      Digite CPF — Foto: Reprodução

      • Digite os caracteres de verificação (captcha)
      Captcha — Foto: Reprodução

      Captcha — Foto: Reprodução

      • Clique em acompanhar
      Acompanhar — Foto: Reprodução

      Acompanhar — Foto: Reprodução

      • Digite o CPF
      Digite CPF — Foto: Reprodução

      Digite CPF — Foto: Reprodução

      • Digite o nome e a palavra-chave de ativação do aparelho
      Ative dispositivo — Foto: Reprodução

      Ative dispositivo — Foto: Reprodução

      Quem está no lote

      Nesse lote do Imposto de Renda, acrescentou a Receita Federal, receberão a restituição os contribuintes idosos (245.552 pessoas acima de 80 anos), 2.174.038 contribuintes entre 60 e 79 anos e 153.596 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave – com prioridade no recebimento dos valores.

      Neste ano, a Receita Federal recebeu 30.677.080 até o dia 30 de abril, prazo final para a entrega do documento sem multa. O órgão esperava receber 30,5 milhões de declarações do Imposto de Renda 2019.

      Malha fina

      A Receita informou que é possível checar se a declaração foi processada. E se ela estiver já na fila de pagamentos, as informações prestadas estão coerentes com o banco de dados da Receita – indicando que a declaração, a princípio, não tem pendências (a Receita Federal tem até cinco anos para pedir esclarecimentos sobre as declarações).

      A verificação pode ser feita pelo serviço Meu Imposto de Renda da Receita Federal. Para isso, é preciso gerar um código de acesso, a partir do número do CPF, data de nascimento e recibos de entrega das duas últimas declarações.

      Por G1.com

Comentários Facebook
Leia mais:  Ruralistas indicam, e Bolsonaro anuncia Tereza Cristina como ministra da Agricultura
publicidade

Brasil / Mundo

BB passa a oferecer financiamento imobiliário com taxas diferenciadas

Publicado

por

No mesmo dia em que a Caixa Econômica anunciou crédito habitacional corrigidos pela inflação, o Banco do Brasil (BB) passou a oferecer financiamentos imobiliários com juros diferenciados conforme o prazo de operação. Modalidade inédita no Brasil, esse tipo de crédito, segundo o BB, busca atender à demanda por financiamentos mais curtos com taxas mais baixas.

Válido para as linhas do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e para a Carteira Hipotecária (CH), o novo sistema caracteriza-se pela diminuição dos juros quanto mais curto for o prazo. As operações de 60 meses (cinco anos) terão taxa a partir de 7,99% ao ano mais a Taxa Referencial (TR), que está zerada. Os financiamentos de 359 a 418 meses (29 anos e 11 meses a 34 anos e 10 meses) cobrarão juros a partir de 8,45% ao ano mais TR.

Nas linhas SFH e CH, o cliente têm carência de até seis meses (seis meses para pagar a primeira prestação) e a possibilidade de pular a parcela um mês por ano. A simulação com as novas taxas por prazo já pode ser conferida na página www.bb.com.br/imoveis.

Leia mais:  Crianças e adolescentes de até 16 anos só poderão viajar com autorização judicial em MT

Confira as novas faixas de prazo dos financiamentos imobiliários do BB:

60 meses: a partir de 7,99% a.a. + TR
De 61 a 118 meses: 8,05% a.a. + TR
De 119 a 178 meses: 8,10% a.a. + TR
De 179 a 238 meses: 8,15% a.a.+ TR
De 239 a 298 meses: 8,24% a.a. +TR
De 299 a 358 meses: 8,29% a.a. +TR
De 359 a 418 meses: 8,45% a.a. + TR

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana