conecte-se conosco


Política

Questionado sobre apoio a França, Mendes diz que não está participando muito por causa de agenda

Publicado

Muitas vezes questionado sobre a verdadeira participação na campanha do candidato a prefeito de Cuiabá Roberto França (Patriota), o governador Mauro Mendes (DEM) respondeu na última semana que, de fato, não tem participado muito, mas espera que a população reflita sobre a escolha do novo gestor de Cuiabá para os próximos 4 anos.

Inimigo declarado de Emanuel Pinheiro (MDB), atual prefeito e candidato à reeleição, Mauro fez algumas aparições pedindo voto para Roberto no horário eleitoral e sempre que pôde fez declarações criticando Pinheiro. Aos jornalistas, Mendes disse que a agenda de governador o deixa fora do pleito político.

“Não estou participando muito, é verdade. Estou participando o mínimo possível, pois minha agenda de obrigações é muito extensa. O que eu desejo é que o eleitor no dia 15 de novembro possa refletir para eleger alguém que tenha o perfil certo e correto, para trabalhar de forma correta para o resultado vir e melhorar a vida das pessoas. Eu torço pra população escolher alguém honesto”, comentou o governador.

Leia mais:  Procurador usa redes sociais para anunciar apoio à candidata Miriam Pinheiro

Alguns críticos de dentro da campanha de França esperavam mais de Mendes, principalmente da força política. Já que ele não doou e nem vai fazer doações financeiras, a expectativa era que Mendes usasse a influência para captar financiadores da campanha de França, que tem um membro do DEM se candidatando a vice-prefeitura de Cuiabá.

Inclusive, França até sexta-feira (6), gastou mais de R$ 1 milhão e só tinha arrecadado cerca de R$ 300 mil. Com o governador, ele fez apenas uma agenda no bairro Pedra 90. A segunda, que foi o evento “Mauro Camargo e Amigos”, Roberto falou e não esperou Mendes chegar. Outra participação do governador foi no programa eleitoral, em duas gravações para a TV e o Rádio.

Questionado se falta dinheiro para o candidato, em Cuiabá, Mauro aproveitou a coletiva aos jornalistas e respondeu que não é coordenador de campanha, mas sim governador.

“Eu não sou coordenador de campanha. Sou governador de Mato Grosso. Não tenho detalhe sobre o que está acontecendo em nenhuma campanha de Mato Grosso”, resumiu.

Leia mais:  Rede de postos em MT suspende venda de etanol e "culpa" Governo

Max Aguiar/ olhardireto

Comentários Facebook
publicidade

Política

TSE alerta sobre mensagens falsas de anulação das eleições

Publicado

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou hoje (20) que circulam nas redes sociais mensagens falsas sobre a anulação das eleições em alguns municípios por suspeita de fraude na urna eletrônica.

Segundo o TSE, desde a implantação da votação por meio eletrônico, em 1996, nunca houve constatação de fraude no sistema de votação.

Em nota, o tribunal reafirmou que o dispositivo tem 30 camadas de segurança para dificultar fraudes, os dados são transmitidos por uma rede privada, sem conexão à internet ou bluetooth, e lacres de segurança alertam sobre qualquer tentativa de violação dos dados.

Centro de Divulgação das Eleições (CDE) 2020

Além disso, o resultado da votação pode ser conferido pelos partidos políticos por meio dos boletins de urna, o relatório impresso que indica os votos dados pelo eleitor para cada candidato. O documento é fixado na porta da seção eleitoral ao final do dia de votação.

O segundo turno das eleições será realizado em 29 de novembro. O pleito ocorrerá em 57 cidades espalhadas pelo país, das quais 18 são capitais.

Leia mais:  Presidente do Senado desiste de votar Previdência esta semana

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana