conecte-se conosco


Cidades

Quase 16,5 mil pessoas foram abordadas em 5 dias de barreiras sanitárias

Publicado

A medida visa reduzir o risco de contágio pelo novo coronavírus através do controle e acompanhamento das pessoas que apresentam sintomas de Covid-19

Desde quarta-feira (8) até domingo (12), 16.462 pessoas foram abordadas nas barreiras sanitárias instaladas em 4 rodovias de acesso à Cuiabá, sendo que apenas 38 delas precisaram ser encaminhadas para unidade de saúde, por apresentarem sintomas de Covid-19. Ao todo, foram 7.994 veículos parados e higienizados.

Conforme a Vigilância Sanitária, este domingo (12), registrou o maior número de pessoas atendidas, 3.978 condutores e passageiros a bordo de 1.702 veículos. Apenas uma pessoa foi encaminhada para atendimento médico.

A barreira mais movimentada no da foi a da Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães, com atendimento a 1.471 pessoas a bordo de 519 carros ou caminhonetes e 59 motocicletas, totalizando 578 veículos.

Na rodovia Palmiro Paes de Barros (MT-040), que liga a Capital a Santo Antônio do Leverger, foram 1.119 pessoas que tiveram sua temperatura corporal aferida e responderam ao questionário utilizado para triar aqueles que apresentam sintomas característicos da Covid-19. Ao todo, foram abordados 562 veículos, entre 484 carros ou caminhonetes e 78 motocicletas.

Leia mais:  Prefeito Beto Farias de Barra do Garças adota medidas contra o coronavírus

Na rodovia Helder Cândia (MT-010), a Estrada da Guia, 939 pessoas a bordo de 342 carros/caminhonetes, 32 motocicletas e dois ônibus foram abordadas. Já a barreira sanitária da BR-163/364, saída para Rondonópolis, foi a que apresentou menor movimento, com atendimento a 449 viajantes em 186 veículos, sendo 170 carros/caminhonetes, um caminhão e 15 motocicletas.

As barreiras sanitárias acontecem nessas quatro rodovias das 8h às 12h e das 13h às 17h. Nas abordagens, são efetuadas a aferição da temperatura corporal dos condutores e passageiros de veículos, aplicação de um questionário junto aos condutores e passageiros, e desinfecção dos pneus dos veículos com cloreto de benzalcônio. Caso a pessoa apresente sintomas da Covid-19, é orientada a procurar assistência médica em uma unidade e saúde mais próxima ou na rede privada. A medida visa reduzir o risco de contágio pelo novo coronavírus através do controle e acompanhamento daquelas pessoas que são detectadas com sintomas da Covid-19.

 

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Forças Armadas transportam equipes para conter focos de incêndios no Pantanal

Publicado

Brasília (DF), 06/08/2020 – O Ministério da Defesa, por meio de militares das Forças Armadas, prossegue no combate a incêndio que atinge o Pantanal de Mato Grosso do Sul. Em parceria com agências federais e estaduais, integrantes da Marinha, Exército e Aeronáutica também empregam aeronaves que transportam brigadistas e despejam água, durante os sobrevoos, para conter as chamas.

Nesta quarta-feira (05), foi realizado o transporte de pessoal para combate de focos de incêndio na região de Corumbá. A ação ocorreu com apoio do helicóptero HM-1, do Exército, na área de atuação do 6º Distrito Naval, localizado em Ladário (MS). Além disso, teve início o deslocamento do Centro de Coordenação da Operação para as localidades de Cuiabá e Poconé, ambas no estado mato-grossense, com o apoio da aeronave da Força Aérea Brasileira C-105.

Operação Pantanal
As Forças Armadas atuam, desde o dia 25 de julho, no combate a incêndio no Pantanal sul-mato-grossense. O Ministério da Defesa atende à solicitação recebida em 24 de julho, do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, que decretou também estado de emergência.

Leia mais:  Fortes chuvas ocasionam danos ao forro de UTI adulto em Pronto Socorro de Cuiabá

Para a execução da operação, a Defesa estabeleceu um Centro de Coordenação no Comando do 6º Distrito Naval, no município de Ladário, Mato Grosso do Sul. Participam da operação helicópteros da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, além de brigadistas, conforme as necessidades.

Por Tenente Fraga

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana