conecte-se conosco


Política

Proposta prevê criação de Núcleos de Mediação de Conflito Escolar e Social

Publicado

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Está em tramitação na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Projeto de Lei nº 205/2018 que institui Núcleos Permanentes de Mediação de Conflito Escolar e Social na rede estadual de ensino. A proposta ainda prevê a criação de equipes de Mediadores e Formadores nas Práticas Restaurativas (MFPR) para atuar nos núcleos.

Segundo o texto, a medida teria o “objetivo de atuar na intervenção e prevenção de violências provenientes de conflitos que envolvam a comunidade escolar”. A proposta ainda prevê que as equipes sejam formadas por representantes da comunidade escolar com formação por instituição oficial, sendo servidores efetivos escolhidos com base em análise curricular.

Entre as atribuições dessas equipes estão o planejamento de políticas públicas de práticas restaurativas no ambiente escolar no que versa a cultura da paz, a mediação de conflitos e a identificação de áreas que apresentam risco de violência nas escolas. Também está prevista a apresentação de dados como estatísticas, diagnósticos, relatórios, frequência de cursos e atas de atendimentos ao Núcleo de Mediação da Secretaria de Educação do Estado de Mato Grosso e às instituições cooperadas.

Leia mais:  Guedes diz estar confiante com aprovação da reforma da Previdência

“A justiça, as práticas e as disciplinas restaurativas têm sido utilizadas para gerar senso de comunidade escolar e criar um espaço seguro, no qual todos se sintam pertencentes e responsáveis pelo bem-estar dos demais”, diz a justificativa da proposta. O texto ainda conclui que o respeito, a solidariedade, a honestidade, a humildade, a participação, a interconectividade e a percepção da própria potência, fatores fundamentais para a convivência pacífica, podem ser recuperados por essa iniciativa.

Se aprovada, a proposta seguirá para o Poder Executivo para sanção ou veto. O governo também ficará responsável pela regulamentação da lei. O projeto aguarda análise da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto.

               

Comentários Facebook
publicidade

Política

Deputado assina TAC e promete não realizar mais festas

Publicado

O deputado estadual Faissal Calil (PV) assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público Estadual (MPE) no qual se compromete a não realizar festas em sua residência, localizada no bairro Shangri-lá em Cuiabá, que excedam o volume de som permitido na “Lei do Silêncio”. O desrespeito à norma renderá multa no valor de R$ 3 mil.

“Se abster, a partir desta data, de produzir nos eventos realizados em sua residência ou sob sua responsabilidade, ruídos em níveis tais que possam resultar em danos à saúde humana”, diz o promotor 17ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Urbanística e do Patrimônio Cultural de Cuiabá, Gerson Natalício Barbosa.

 

De acordo com o TAC, chegou ao conhecimento da promotoria de Justiça que o deputado realizou uma festa para comemorar a vitória do vereador Marcus Brito Jr. (PV), que é seu aliado político. O termo de compromisso foi assinado no dia 15 de dezembro.

Ainda consta no documento que as celebrações são realizadas com frequência no local. “De acordo com a notícia, as festas organizadas pelo senhor Faissal Jorge Calil Filho são recorrentes e causam grande perturbação à vizinhança”.

Leia mais:  Diego Guimarães cobra licitação do transporte público

 

Veja vídeo da festa 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana