conecte-se conosco


Cidades

Proponentes com projetos culturais aprovados podem retirar lista de documentação nesta terça

Publicado

Os proponentes com projetos culturais aprovados, podem retirar a lista de documentação necessária para consolidação do convênio, a partir desta terça-feira (12). A Lista estará disponível na Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo, na sala do Conselho de Cultura.

De acordo com o secretário-adjunto de Cultura, Justino Astrevo, eles precisam retirar essa lista, assim como o ofício de abertura de conta, para que possam, após isso, assinar o contrato do convênio e receber o recurso destinado para execução dos projetos.

“A partir de amanhã, esses grupos que tiveram seus projetos aprovados, devem procurar a equipe do conselho para retirar a lista e providenciar os documentos necessários. Não limitamos uma data final para esse comparecimento, mas alertamos que o quanto antes providenciarem o que pede essa fase, mais rápido conseguiremos dar sequência ao processo e já começarmos desenvolver as atividades”, observa o secretário.

Ainda segundo Justino, após a finalização dessa parte documental, os proponentes passarão por um treinamento, onde será realizada uma oficina sobre prestação de contas. “Isso vai ajudá-los no demonstrativo da aplicação do recurso e também dar transparência ao processo, como vem fazendo a gestão atual em suas atividades”, acrescentou.

Leia mais:  Hospital São Benedito terá ‘Visita Estendida’ para familiares de pacientes de UTI

A sede da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, fica localizada à rua Barão de Melgaço, nº 3.677, Centro, com funcionamento de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h.

Processo de seleção – De 151 inscritos, foram aprovados 51 projetos de sete segmentos culturais, que serão desenvolvidos ao longo do ano: Audiovisual, Patrimônio Histórico, Cultura popular, Folclore e Artesanato, Artes Cênicas, Artes Visuais, Música, e Literatura e Humanidade. 

Este ano, o Município destinou um recurso de R$ 2.099,700 do Fundo Municipal de Apoio ao Estímulo à Cultura para que essas ações pudessem ser desenvolvidas na Capital. Nisso, para cada segmento cultural, foi destinado o valor de R$ 300 mil.  O valor será distribuído por segmentos, entre projetos coletivos e individuais. A relação dos projetos aprovados pode ser conferida no Diário de Contas nº 1557, de 22 de fevereiro, nas páginas 82 e 83.

O processo de seleção dos projetos está em andamento desde dezembro de 2018, quando foram abertas as inscrições, com publicação do edital, no Diário de Contas nº 1.497, de 6 de dezembro, nas páginas 94 a 110, constando todos os critérios para participação. Todo o cronograma de distribuição do recurso de cada segmento, está anexado ao edital de regulamento do processo de seleção dos projetos culturais.

Leia mais:  Campanha efetiva mais de 60 cadastros no Redome

 

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

UFMT aponta bairros que apresentam casos de Covid-19 em Cuiabá

Publicado

por

O levantamento mostra que a região do Condomínio Florais é que apresenta maior incidência, com três casos, seguido pelos bairros Jardim Vitória e Jardim Itália, com dois casos cada um.

Um estudo realizado pelo departamento de geografia da Universidade Federal de Mato Grosso traz o levantamento dos casos confirmados de coronavírus na capital e aponta os bairros de incidência. O levantamento mostra que a região do Condomínio Florais é que apresenta maior incidência, com três casos, seguido pelos bairros Jardim Vitória e Jardim Itália, com dois casos cada um.

Os outros bairros que estão no mapa e apresentam casos são: Paiaguás, Morada da Serra, Morada do Ouro, Bela Vista, Santa Cruz, Jardim Imperial, Boa Esperança, Santa Cruz, Jardim Leblon, Bandeirantes, Quilombo, Duque de Caxias, Santa Rosa e Centro-sul.

De acordo com o levantamento, a distribuição espacial da Covid-19 em Cuiabá repete o padrão de difusão vistos em outras grandes cidades do país: o vírus chega pelas pessoas que estiveram em viagem a outros países ou a outros estados brasileiros, e é transmitido aos familiares e amigos que convivem com os infectados.

Leia mais:  Cinco toneladas de lixo foram retiradas das ruas da região central de Cuiabá

Segundo o estudo, que é em parceria com Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, no município, como em outras localidades, a doença ainda tem atingido populações de áreas com renda média ou alta.

Há a preocupação de que o vírus passe a circular entre as pessoas de áreas socialmente desfavorecidas, onde muitas vezes o convívio, mesmo em período de isolamento social, é muito mais próximo devido a alta densidade demográfica destas localidades.

Segundo o estudo, em bairros de classe média, normalmente as casas são mais afastadas, com cômodos que permitem o isolamento da pessoa doente. Em muitas residências de áreas pobres não há cômodos que permitam o isolamento completo, o que facilita o contágio por parte daquelas pessoas residentes no mesmo local.

O levantamento mostra que na capital do estado há um crescimento médio diário de 25% do número de casos. O número passou de 5 para 25 casos em apenas 10 dias.No dia 31 de março eram 16 bairros com casos na cidade, e a maior parte das pessoas doentes não sabiam informar o contato de origem, ou seja, onde foi infectado. Esses casos são caracterizados como transmissão comunitária.

Leia mais:  Prefeitura de Cuiabá convoca aprovados na função de TNE

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana