conecte-se conosco


Política

Projeto de Bussiki para incluir a Conferência Arena Jovem no Calendário Oficial é aprovado

Publicado

p class”msonormal” style”margin: 0cm 10pt text-align: justify line-height: 14.95px”>Por unanimidade, os vereadores aprovaram o projeto de autoria do vereador Marcelo Bussiki (PSB) para incluir o evento religioso Conferência Arena Jovem no Calendário Oficial do Município de Cuiabá. O evento é promovido pelas&nbsp igrejas Sara Nossa Terra em todo o Estado e ocorre durante o período de carnaval, desde 2003.

Durante o evento, os jovens abrem mão das festas comuns, para ter dias consagrados a Deus. Somente na última edição do evento em Cuiabá cerca de mil jovens se reuniram para orar e renovar a fé.

Para o vereador, o evento é de grande importância, uma vez que conta com pregações, apresentação de bandas, workshops, transmissão de filmes evangelísticos produzidos pelos próprios jovens e outras atividades, a fim de que os jovens se aproximem mais da Palavra de Deus.

“A conferência é um evento idealizado para que jovens possam ter uma opção voltada para os princípios cristãos no período de carnaval. Ano após ano o evento reúne mais jovens e mostra que é possível termos um ambiente de harmonia, alegria e diversão, por meio da fé”, disse.

Ainda segundo o vereador,&nbsp é importante que a conferência seja incluída no calendário, em razão de sua importância econômica e social. Isto porque o evento reúne milhares de pessoas e aquece a economia do município.

“É um evento de mobiliza membros da igreja Sara Nossa Terra e de outras denominações de várias cidades do Estado, que vêm a Cuiabá para participar. Isso gera um aquecimento da economia da Capital e fomenta o turismo religioso em nossa cidade”, afirmou.

Além de Mato Grosso, o evento Conferência Arena Jovem também ocorre em outros estados e até outros países. Com a aprovação, o projeto segue para a sanção do prefeito Emanuel Pinheiro.

Leia mais:  Proposta quer aproveitamento de água da chuva na construção de prédios públicos

Imprimir Voltar Compartilhar:  

http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-270894.jpg

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

UFMT aponta bairros que apresentam casos de Covid-19 em Cuiabá

Publicado

por

O levantamento mostra que a região do Condomínio Florais é que apresenta maior incidência, com três casos, seguido pelos bairros Jardim Vitória e Jardim Itália, com dois casos cada um.

Um estudo realizado pelo departamento de geografia da Universidade Federal de Mato Grosso traz o levantamento dos casos confirmados de coronavírus na capital e aponta os bairros de incidência. O levantamento mostra que a região do Condomínio Florais é que apresenta maior incidência, com três casos, seguido pelos bairros Jardim Vitória e Jardim Itália, com dois casos cada um.

Os outros bairros que estão no mapa e apresentam casos são: Paiaguás, Morada da Serra, Morada do Ouro, Bela Vista, Santa Cruz, Jardim Imperial, Boa Esperança, Santa Cruz, Jardim Leblon, Bandeirantes, Quilombo, Duque de Caxias, Santa Rosa e Centro-sul.

De acordo com o levantamento, a distribuição espacial da Covid-19 em Cuiabá repete o padrão de difusão vistos em outras grandes cidades do país: o vírus chega pelas pessoas que estiveram em viagem a outros países ou a outros estados brasileiros, e é transmitido aos familiares e amigos que convivem com os infectados.

Leia mais:  Deputado quer ampliação de motopatrulhamento em Mato Grosso

Segundo o estudo, que é em parceria com Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, no município, como em outras localidades, a doença ainda tem atingido populações de áreas com renda média ou alta.

Há a preocupação de que o vírus passe a circular entre as pessoas de áreas socialmente desfavorecidas, onde muitas vezes o convívio, mesmo em período de isolamento social, é muito mais próximo devido a alta densidade demográfica destas localidades.

Segundo o estudo, em bairros de classe média, normalmente as casas são mais afastadas, com cômodos que permitem o isolamento da pessoa doente. Em muitas residências de áreas pobres não há cômodos que permitam o isolamento completo, o que facilita o contágio por parte daquelas pessoas residentes no mesmo local.

O levantamento mostra que na capital do estado há um crescimento médio diário de 25% do número de casos. O número passou de 5 para 25 casos em apenas 10 dias.No dia 31 de março eram 16 bairros com casos na cidade, e a maior parte das pessoas doentes não sabiam informar o contato de origem, ou seja, onde foi infectado. Esses casos são caracterizados como transmissão comunitária.

Leia mais:  Assembleia Legislativa publica calendário de feriados e pontos facultativos

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana