conecte-se conosco


Mato Grosso

Programa Telessaúde de Mato Grosso é finalista em prêmio nacional

Publicado

Apoiado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), o Núcleo Telessaúde de Mato Grosso está entre os seis finalistas do Prêmio Excelência em Competitividade, na categoria Destaque Boas Práticas. Organizado pelo CLP Liderança Pública, o evento de premiação será no dia 18 de outubro, na Bolsa de Valores, em São Paulo.

Assim como o Telessaúde, estão na disputa os projetos Paraíba Unida pela Paz (PB), CRIA – Criança Alagoana (AL), Bom Prato (SP), Caminhos da Paraíba (PB) e o Plano Metropolitano de Resíduos Sólidos– PMRS (PE). Dessas indicações, apenas três serão premiadas.

“O Telessaúde é um case de sucesso que tem a aprovação dos gestores municipais de Saúde por meio do Cosems [Conselho de Secretarias Municipais de Saúde]. O reconhecimento do programa em âmbito nacional e mundial se deve graças ao comprometimento do seleto time de Teleconsultores e ao êxito das parcerias institucionais entre a Secretaria de Estado de Saúde, a UFMT e o HUJM”, declarou o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo.

O programa Telessaúde foi selecionado a partir dos critérios estabelecidos pelo CLP, que avaliou o potencial de institucionalização ou legado; equidade, replicabilidade e escalabilidade; inovação; competitividade, momento do país e resultados.

Contente com a indicação, o responsável pelo Núcleo Técnico Científico do programa, Fábio José da Silva, diz que estar entre os finalistas é importante para o reconhecimento dos esforços feitos pela SES-MT na busca pela eficiência e aplicação do recurso público sem prejudicar o atendimento à população.

Leia mais:  PM prende suspeitos com arma de fogo e grande quantidade de drogas

“Esta é uma ferramenta que possibilita que pessoas que estão em locais distantes tenham acesso ao serviço de saúde com qualidade, sem a necessidade do deslocamento do profissional e do paciente. Isso traz ganho em qualidade de vida e melhoria de conhecimento para o profissional, que também utiliza o Telessaúde para participar de cursos”.

Por meio do Núcleo do Telessaúde, a SES-MT registrou, em 2018, um total de 549.250 atendimentos entre os serviços de Teleconsultorias, Eletrocardiogramas, exames de Tele-estomatologia, exames de Teledermatologia, módulos de Tele-educação e acessos ao Canal Tele Educa. De acordo com a coordenadoria do Núcleo do Telessaúde, esses resultados evidenciam a contenção de 53% dos encaminhamentos de pacientes para a capital do estado e o alcance de 93% de satisfação com as respostas da teleconsultoria.

Em abril deste ano, o programa Telessaúde conquistou o prêmio ‘WSIS Prizes 2019’, na categoria ‘E-Health’. A premiação aconteceu em Genebra, na Suíça, e dedicou ao programa estadual a única indicação brasileira da competição.

O Telessaúde

O Núcleo Técnico Científico Telessaúde de Mato Grosso existe por meio de um convênio entre a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) e o Ministério da Saúde. O funcionamento do setor é realizado por meio do Termo de Cooperação Técnica, firmado entre o Hospital Universitário Júlio Muller (HUJM) e a SES-MT. A instalação física do Núcleo é no HUJM, na Unidade e-Saúde/Gerência de Ensino e Pesquisa, e suas atividades estão integradas às atividades do Núcleo da Rede Universitária de Telemedicina.

Leia mais:  Seplag e órgãos públicos buscam alinhamento em gestão de processos

Desde o início de suas atividades, o núcleo ampliou significativamente o número de solicitações de teleconsultorias, implantou o telediagnóstico em eletrocardiograma, dermatologia e estomatologia, expandiu o número de municípios com adesão ao telediagnóstico, ampliou a equipe de teleconsultores, as atividades de tele-educação e manteve a parceria com a FAEN/UFMT por meio do Projeto de Extensão.

A equipe é composta de 58 profissionais entre médicos, enfermeiros, cirurgião-dentista, farmacêutico, nutricionista, técnico em tecnologia da informação, biólogo, psicólogo, fisioterapeuta e fonoaudiólogo – sendo todos profissionais da SES-MT, da UFMT/HUJM ou voluntários que se dispõem a contribuir com o trabalho.

A premiação

Em sua quarta edição, o Prêmio Excelência em Competitividade – Destaque Boas Práticas, recebeu mais de 120 inscrições de diversos setores públicos do Brasil. Conforme previsto no edital, foram feitas duas avaliações. A primeira consistiu em verificar se as boas práticas inscritas atendiam aos pré-requisitos; já a segunda triagem foi feita com base nos critérios estabelecidos pelo edital.

Além da categoria Destaque Boas Práticas, há também as categorias Destaque Crescimento e Destaque Internacional. Os estados vencedores das três categorias do Prêmio serão agremiados na cerimônia de lançamento da 8ª Edição do Ranking de Competitividade dos Estados, no dia 18 de outubro.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Sema apreende 108 kg de peixes e apetrechos proibidos em Porto Alegre do Norte e Confresa

Publicado

por

A equipe de fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) apreendeu 108 quilos de pescado e diversos apetrechos de pesca predatória nos municípios de Porto Alegre do Norte e Confresa. A Operação foi realizada na quinta-feira (17.10) pela equipe de Fiscalização de Fauna da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) e pela Diretoria de Unidade Descentralizada de Confresa, em parceria com a Policia Militar.

As espécies apreendidas são pirarucu, tucunaré, matrinxã, piranha, corvina, piau e tabatinga. Além dos peixes foram recolhidas três redes de captura de pirarucu, oito redes de pesca de diversos tamanhos e diversas malhas, uma tarrafa, cinco espinheis, 60 boias e 02 freezers.

Os fiscais aplicaram multas no valor total de R$ 6,1 mil. Os peixes foram doados a instituições filantrópicas de Porto Alegre do Norte e de Confresa.

Piracema

O período de defeso da piracema no Estado de Mato Grosso iniciou no dia 1º de outubro e segue até dia 31 de janeiro de 2020. A proibição à pesca, tanto amadora como profissional, abrange os rios das Bacias Hidrográficas do Paraguai, Amazonas e Araguaia-Tocantins.

Leia mais:  Suspeitos de furto tentam fugir por rede de esgoto, mas são presos em flagrante

Neste período é permitida apena a pesca de subsistência, desembarcada, que é aquela praticada artesanalmente por populações ribeirinhas ou tradicionais para garantir a alimentação familiar, sem fins comerciais.

Para os ribeirinhos é permitida a cota diária de três quilos e um exemplar de qualquer peso por pescador, respeitando os tamanhos mínimos de captura, estabelecidos pela legislação para cada espécie. O transporte e comercialização proveniente da pesca de subsistência também fica proibido.

Denúncias

O cidadão pode denunciar a pesca depredatória e outros crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838 ou via WhatsApp no (65) 99281-4144. Outros telefones para informações e denúncias: (65) 3613-7394 (Setor Pesca), nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana