conecte-se conosco


Cidades

Programa Siminina recebe palestras sobre violência e diversidade racial

Publicado

As 16 unidades do Programa Siminina recebem periodicamente no decorrer do ano, palestras educativas. Esta semana, as meninas das unidades dos bairros Dr. Fábio e Sucuri, participaram de palestras voltadas na formação e crescimento pessoal. Temas como prevenção de violência contra criança e diversidade foram abordados e discutidos.

Um forma de fácil entendimento em formatado em vídeos, slides, dinâmica e com uma linguagem fácil e simples, totalmente adequada para a faixa etária do programa, foi assim que cerca de 30 meninas participaram das palestras.

Na unidade do bairro Dr. Fábio, a professora Carmem Cenira, abordou o tema “Vozes da infância com a diversidade”, o principal foco da palestra era mostrar para as alunas sobre a diferença racial que existe na sociedade. Ela destaca que a abordagem desta temática da diversidade, especificamente a questão racial, se torna fundamental para a mudança de posturas e atitudes tendo em vista uma sociedade mais justa e humanizada. Ao problematizar essa questão com crianças e adolescentes permite que ideias e concepções equivocadas sejam desconstruídas. “É fato que ainda vivemos em uma sociedade racista e sexista. Isso significa que a escuta e diálogo são necessários para que haja o respeito as diferenças”, observa.

Leia mais:  Dez mil alunos da rede pública municipal de Cuiabá terão seis dias de atividades recreativas em comemoração ao Dia das Crianças

De acordo com Carmem, a partir do suporte didático, o livro Cabelo Ruim? As história de três meninas aprendendo a se aceitar. Da autora Neuza Batista Pinto e possível estabelecer um debate sobre os vários temas que configuram verdadeiros dilemas como identidade, auto estima, discriminação, preconceito racial, etc. “Penso que tratar sobre essa questão, nos espaços educativos e sociais permite que nossas crianças cresçam aprendendo a respeitar o diferente e não hostilizar outras pessoas porque têm características diferentes da sua, ou uma religião diferente. Por isso a ideia de dialogar com crianças e adolescentes do Programa Siminina sobre o tema”, reforça Carmem.

Já na unidade do bairro Sucuri, a professora Vânia Araújo, destacou o tema “Prevenção de violência contra criança e adolescente”, ela ressalta que essas abordagens que envolvem violência sexual, psicológica e física são, na maioria das vezes, descobertas por meio deste trabalho que é realizado em projetos e escolas.

Um dos principais temas de violência abordados durante a palestra foi de casos ligados à internet, dado o fato de que a criança e ao adolescente, muitas vezes, não fazem a ideia de quem está por trás das redes sociais. “Atualmente um grande perigo que temos que atentar as crianças é o uso da internet, na maioria das vezes por inocência e falta de orientação a criança acaba sendo assediada por meio deste meio de comunicação por isso a atenção deve ser redobrada”, observa.

Leia mais:  SUGESTÃO DE PAUTA – Prefeitura entrega praça e campo de futebol nesta quinta-feira (12)

A metodologia desse trabalho preventivo é realizada, em primeiro momento, com orientação desenvolvida junto às coordenadoras e monitoras do programa Siminina e, posteriormente, é levado para as salas de aula.

 

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Saque emergencial do FGTS, no valor de R$ 1.045, estará disponível no dia 15

Publicado

por

A Medida Provisória (MP) 946/2020, publicada no Diário Oficial da União no último dia 7 de abril, extinguiu o Fundo PIS-Pasep, transferiu o seu patrimônio para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e liberou saque emergencial do FGTS por conta da pandemia do novo coronavírus e as consequentes crises de saúde e econômica.

Com a data prevista para o início dos saques se aproximando (15 de junho), já é possível esclarecer algumas dúvidas sobre como o processo será realizado. O limite será mesmo de R$ 1045 por contribuinte, sendo que qualquer brasileiro com saldo nas contas do FGTS poderá sacar.

Entre as contas, poderão ser sacados valores inativos (de empresas que trabalhou no passado) ou ativos (da companhia que trabalha agora). O dinheiro será descontado em ordem crescente, da conta com menos dinheiro em diante. É possível sacar ainda valores inferiores aos R$ 1045 se o trabalhador não possuir o valor cheio.

Os saques devem seguir cronograma da Caixa Econômica, que “divulgará o calendário de pagamento e demais informações nos próximos dias”. Segundo a MP, os pagamentos serão realizados até dia 31 de dezembro.

Leia mais:  SUGESTÃO DE PAUTA – Prefeitura entrega praça e campo de futebol nesta quinta-feira (12)

 

Se o trabalhador não se manifestar negativamente até o dia 30 de agosto, o crédito será automático, depositado na conta poupança de sua titularidade. Caso ele opte por ter seu dinheiro depositado em outra instituição financeira, a MP proíbe que o banco cobre tarifa pela operação.

PIS-Pasep

A MP 946 extingue o Fundo PIS-Pasep, instituído pela Lei Complementar 26/1975. O fundo vale para quem trabalhou com carteira assinada na iniciativa privada ou foi servidor público civil ou militar entre 1971 e 1988. O que o governo faz é utilizar esse dinheiro para dar liquidez ao FGTS, mas preserva o patrimônio das contas individuais desses trabalhadores.

As contas vinculadas individuais dos participantes do Fundo PIS-Pasep, mantidas pelo FGTS após a transferência, passam a ser remuneradas pelos mesmos critérios aplicáveis às contas vinculadas do FGTS e poderão ser livremente movimentadas, a qualquer tempo, de acordo com a lei. O exercício financeiro do PIS-Pasep, iniciado em 1º de julho de 2019, fica encerrado em 31 de maio de 2020.

Os recursos remanescentes nas contas serão tidos por abandonados a partir de 1º de junho de 2025 e passarão a ser propriedade da União. Para saber se tem direito, o trabalhador ou seus herdeiros devem consultar a Caixa Econômica Federal, responsável pelo pagamento do PIS, e o Banco do Brasil, no caso do Pasep.

Leia mais:  Agenda de Reunião com Todos os DAF`s 2019

*Com Agência Senado

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana