conecte-se conosco


Educação

Profissionais da Escola Plena apresentam trabalhos científicos em Cuiabá.

Publicado

Profissionais da Educação que atuam na Escola Plena Padre João Panarotto, no Bairro CPA IV, em Cuiabá, realizam no próximo sábado (01.12) o 1º SemEpan – Seminário da Educação. Que tem como objetivo divulgar os trabalhos científicos realizados pelos profissionais.

De acordo com o coordenador da Área de Linguagens, o professor Ronnie Siqueira, o evento tem como objetivo compartilhar com a comunidade, bem como outros profissionais da área, os trabalhos frutos do Hora Função – Produção Científica dos docentes.

“São pesquisas desenvolvidas na área do ensino integral, então, vamos falar sobre avaliação, hora função, processo de leitura, atividade de educação física no ensino integral, base diversificada e outros temas”, ressaltou.

Os interessados devem fazer a inscrição online clicando aqui, além de pagar uma taxa de R$ 10 na hora do evento. A organização pede ainda que os participantes levem 1 kg de alimento não perecível, que será doado para uma instituição de caridade.

Conforme Ronnie, essa é a oportunidade para a comunidade em geral conhecer o que vem sendo trabalhado dentro da escola integral. “São dois anos de atividades em período integral e queremos que a comunidade conheça o modelo e sinta confiança na educação que ofertamos na escola”, finalizou.

Leia mais:  Procon Municipal realiza fiscalização nas escolas particulares de Cuiabá

A Escola Plena Padre João Panarotto está localizada na Rua 64m Quadra G, 2º Etapa do CPA IV. O seminário vai das 7h às 12h.

Comentários Facebook
publicidade

Educação

Governador Mauro não vai dar uniformes aos 390 mil estudantes de MT

Publicado

por

Os mais de 390 mil alunos da rede estadual de Mato Grosso vão ficar sem receber uniformes neste ano letivo. A informação foi confirmada pelo governo do estado, por meio de nota na Secretaria Estadual de Educação (Seduc). Se no decorrer do ano letivo o estado tiver dinheiro, poderá entregar os uniformes, mas não há garantia.

Conforme a nota, as escolas que ainda tiverem uniformes guardados de anos anteriores podem distribuí-los aos alunos.

De acordo com a assessoria, todas as escolas estaduais foram comunicadas da não distribuição dos uniformes este ano. As escolas podem confeccionar os uniformes para seus alunos, no entanto, é preciso que isso seja acordado com a comunidade escolar. Por meio de reuniões, as escolas devem conversar com os pais sobre o assunto e os mesmos devem estar de acordo com a aquisição dos uniformes

Além disso, segundo a Seduc, as unidades escolares têm autonomia de colocar a logomarca da própria escola nas camisetas. Isso facilita a identificação do aluno na hora de entrada e confirma que o mesmo estuda na unidade. Como as escolas pagam pelo serviço, o total é repassado aos estudantes num valor simbólico que varia de R$ 3 a R$ 5, por uniforme.

Leia mais:  Seduc divulga resultado final dos professores aprovados no seletivo

O valor cobrado será revertido para a própria unidade escolar para ser investido em melhorias e projetos pedagógicos.

A Seduc orienta as escolas a não impedirem que os alunos assistam às aulas se estiverem sem uniformes.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana